Q

Previsão do tempo

24° C
  • Monday 24° C
  • Tuesday 26° C
  • Wednesday 25° C
24° C
  • Monday 28° C
  • Tuesday 31° C
  • Wednesday 31° C
27° C
  • Monday 29° C
  • Tuesday 32° C
  • Wednesday 31° C

Quase duas toneladas de cocaína apreendidas ao largo de Peniche

Francisco Gomes

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
A Polícia Judiciária (PJ), através da Unidade Nacional de Combate ao Tráfico de Estupefacientes (UNCTE), em estreita articulação com o Cuerpo Nacional de Polícia, de Espanha, desenvolveu uma investigação que culminou com a localização e interceção de uma embarcação pesqueira de pavilhão português, que transportava uma grande quantidade de cocaína para uma organização criminosa galega.

O barco foi apresado em Peniche no dia 20 de agosto, mas só há duas semanas é que a PJ divulgou pormenores da operação.

A localização e abordagem do referido pesqueiro foram feitas com o apoio da Força Aérea e da Marinha, tendo sido apreendidos no seu interior cerca de 1,9 toneladas de cocaína e detidos os cinco tripulantes, quatro nacionais e um estrangeiro.

A tripulação que ia na embarcação “Onda Nazarena” não era a habitual. Geralmente quem seguia no barco, para além do mestre, de 48 anos, era o seu filho e mais um pescador. Na ocasião o filho do mestre estava ausente, alegadamente por doença. A bordo encontravam-se outros três pescadores residentes em Atalaia e Ribamar, na Lourinhã, e um espanhol.

Após a interceção a norte dos Farilhões, ao largo de Peniche, a menos de vinte milhas da costa, a chegada ao porto de Peniche ao princípio da manhã, acompanhada por botes semirrígidos da Marinha, chamou a atenção pelo aparato que se seguiu, com os elementos da UNCTE da Polícia Judiciária a revistarem a embarcação de uma ponta a outra, até retirarem a droga do interior.

O barco, com 10,36 metros de comprimento, foi construído em 2005 e estava matriculado na Figueira da Foz. Por ser uma embarcação de pesca costeira podia operar em qualquer porto do país. Usava covos para apanhar várias espécies de peixe. O mestre era o proprietário, em conjunto com outro sócio, que desconheceria o carregamento que estava a ser transportado.

Na sequência desta intervenção da PJ, as autoridades espanholas desenvolveram uma operação policial na Galiza, Astúrias e Madrid, tendo detido dez elementos pertencentes à organização criminosa.

No âmbito desta operação foram efetuadas onze buscas domiciliárias e apreendidos o pesqueiro que transportava a cocaína, uma lancha rápida, cerca de setenta mil euros em dinheiro, cinquenta cartuchos 9mm e vários equipamentos de telecomunicações.

De acordo com a PJ, a investigação permitiu desarticular “uma das mais importantes organizações criminosas galegas, a qual possuía estreitas ligações a organizações colombianas que se dedicam à introdução de elevadíssimas quantidades de cocaína na Península Ibérica com o objetivo de abastecer os mercados clandestinos da Europa”.

Os quinze detidos, com idades compreendidas entre os 25 e os 75 anos, foram presentes às autoridades judiciárias competentes, tendo sido aplicada a medida de coação de prisão preventiva a doze e os três restantes sujeitos termo de identidade e residência.

No âmbito do combate a este tipo de criminalidade transnacional, a PJ revelou que apreendeu nos últimos três meses mais de cinco toneladas de cocaína e quatro embarcações e deteve vinte e sete suspeitos, o que “constitui um relevante contributo no contexto do combate global ao tráfico internacional de estupefacientes”, havendo, para além do “Onda Nazarena”, mais dois casos relacionados com a região Oeste.

No dia 16 de agosto, a PJ, através da UNCTE, em colaboração com a Marinha e Força Aérea, procedeu à identificação e detenção de sete homens e à apreensão de 1409 quilos de cocaína, ocultadas no interior de um compartimento fechado, existente numa embarcação pesqueira matriculada na capitania de Peniche, com cerca de 33 metros de comprimento e oito metros de largura, que foi também apreendida quando se encontrava no porto de Caniçal, na Madeira. Foi ainda apreendido diverso material de comunicações, informático e dinheiro, que serviram os propósitos da ação ilícita, refere a PJ.

O produto estupefaciente foi transportado pelos detidos via marítima a bordo de outra embarcação desde a Colômbia até a uma zona a cerca de 200 milhas náuticas da Madeira, local onde foi efetuada a abordagem da traineira “Miguel Santos”, com destino ao mercado europeu.

Esta operação contou ainda, no plano da cooperação internacional, com a colaboração do Servicio de Vigilância Aduanera de Espanha (SVA) e com o Maritime Analysis and Operations Centre – Narcotics (MAOC-N), uma plataforma internacional de combate ao narcotráfico sedeada em Portugal.

Os detidos, cinco portugueses e dois estrangeiros, com idades compreendidas entre os 27 e os 79 anos, foram presentes a primeiro interrogatório judicial, tendo-lhes sido aplicada a medida de coação de prisão preventiva no estabelecimento prisional do Funchal.

Entretanto, no dia 17 de agosto foram apreendidos 327 quilos de cocaína que se encontravam a bordo de um veleiro intercetado em águas internacionais, próximo do arquipélago dos Açores.

A operação, desencadeada pela PJ, através do Departamento de Investigação Criminal do Funchal, em colaboração com a UNCTE, o Departamento de Investigação Criminal de Ponta Delgada, o Departamento de Investigação Criminal de Aveiro e com a participação da Marinha e Força Aérea, decorreu no âmbito de um inquérito em investigação pela PJ. Foram efetuadas várias buscas domiciliárias nas zonas de Aveiro e Nazaré, tendo sido detidas cinco pessoas.

Os detidos foram presentes às autoridades Judiciárias, que decretaram para todos a medida de coação de prisão preventiva.

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Artigos Relacionados

João Formiga anuncia candidatura à concelhia do PS Nazaré

João A. Portugal Formiga, Presidente da Junta de Freguesia da Nazaré, anunciou, nas redes sociais, que é candidato à presidência da concelhia local do Partido Socialista. “No panorama político atual, onde uma parte da direita e outra parte da esquerda, se têm...

joao formiga

CDU critica atualização de respostas sociais à realidade do país

A resposta social do concelho às famílias que apresentam maiores dificuldades não é suficiente na opinião da CDU. “Temos vindo a assistir à degradação da vida por conta dos aumentos de custos de vida”, disse João Paulo Delgado, vereador na oposição da Câmara da...

cmn

Real Abadia Congress & Spa Hotel comemora o 9º aniversário

O Real Abadia Congress & Spa Hotel está a comemorar o seu 9º aniversário.  Depois de dois anos em que o sector do turismo sofreu um forte abrandamento, a direção unidade, inaugurada em 2013, quer olhar para o futuro com confiança, e está fortemente...

real