Q

Previsão do tempo

10° C
  • Wednesday 12° C
  • Thursday 14° C
  • Friday 14° C
10° C
  • Wednesday 11° C
  • Thursday 15° C
  • Friday 14° C
9° C
  • Wednesday 11° C
  • Thursday 14° C
  • Friday 14° C

Pais contestam qualidade das refeições em duas escolas

Paulo Alexandre

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
Câmara de Alcobaça irá manter o fornecedor e assegura que nunca chegou qualquer reclamação sobre as refeições ao serviço de educação.

A Associação de Pais do Agrupamento de Escolas de S. Martinho do Porto

(APESAM) já reuniu com a vereadora da educação sobre a qualidade das refeições servidas na Escola Básica do Casal Velho e Jardim-de-Infância do Casal Pardo, tendo a Câmara informado que irá manter o fornecedor do serviço.

A melhoria da qualidade das refeições escolares servidas na EB1 do Casal Velho e no jardim-de-infância do Casal Pardo (ambos na freguesia de Alfeizerão, no concelho de Alcobaça), e as queixas frequentes dos alunos foram os motivos da reunião entre pais e vereadora.

A associação defendeu, num abaixo-assinado, que “a escolha da empresa para o fornecimento das refeições […] não pode obedecer unicamente a critérios financeiros”, exigindo da Câmara que privilegie “uma política de equidade de modo a que todas as crianças da freguesia de Alfeizerão, independentemente do estabelecimento de ensino que frequentem, possam também ter acesso a refeições de qualidade”, já que as restantes escolas da freguesia são servidas por uma instituição particular de solidariedade social.

Os subscritores propuseram à câmara a mudança de fornecedor de catering, mas a Câmara irá manter o contrato.

A vereadora da Educação na Câmara de Alcobaça, Inês Silva, afirmou-se “surpreendida” com o teor do documento, assegurando que não tinha dado entrada na unidade de educação “qualquer reclamação sobre a qualidade das refeições”.

A empresa responsável pelas refeições naqueles estabelecimentos “serve

1545 refeições a jardins-de-infância e escolas do primeiro ciclo”, cujas coordenadoras “têm indicação para comunicar, na hora, qualquer problema que se verifique”, explicou a vereadora à Lusa.

Excluindo “algum engano pontual nas quantidades, prontamente resolvido, não houve qualquer queixa e os alunos repetem o prato”, afirmou a responsável, convicta de que “o serviço correu bastante bem”.

A vereadora realizou, entretanto, uma reunião com a Associação, no final da semana passada, onde ficou decidido que a atual fornecedora de catering vai continuar a ser a responsável pelas refeições nas duas escolas no próximo ano letivo.

De acordo com Inês Silva “ existe um contrato com a empresa fornecedora das refeições e até à data apesar das reclamações dos pais a autarquia mantêm a confiança na empresa “.

A APESAM reclama ainda que seja incluído o ensino pré-escolar no futuro Centro Escolar de Alfeizerão, uma vez que a oferta atual na freguesia “se limita a uma única sala”, em instalações da Associação Recreativa do Casal Pardo, “à qual se acede através de escadas e onde não existe sequer um espaço exterior para as crianças brincarem em segurança”.

No entender dos pais, “a inclusão de ensino pré-escolar no futuro centro escolar constitui um fator importante para o desenvolvimento socioeconómico e social da freguesia” e uma opção mais justa para as crianças.

O centro escolar ainda está em projeto, não estando fechada a decisão de não incluir no mesmo uma sala de pré-escolar.

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Artigos Relacionados

Ensino Básico do concelho da Nazaré mantém acesso à Escola Virtual

Os quartos anos do 1º ciclo e os dos 5º e 6º anos do segundo ciclo beneficiarão deste serviço até 2025 As credenciais da Escola Virtual estão a ser entregues a professores, encarregados de educação e alunos dos 4º anos do 1º Ciclo do Ensino Básico, bem como aos 5ºs...

6877134026795446035