Q

Previsão do tempo

14° C
  • Wednesday 16° C
  • Thursday 22° C
  • Friday 25° C
20° C
  • Wednesday 21° C
  • Thursday 26° C
  • Friday 29° C
20° C
  • Wednesday 22° C
  • Thursday 27° C
  • Friday 28° C

CDU contesta extinção de postos de trabalho

Paulo Alexandre

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
A CDU manifestou-se contra a perda de postos de trabalho e do horário das 35 horas semanais sem banco de horas, no Município de Alcobaça.

“Não podemos ignorar que foi com a legislação do governo PS, que o governo PSD-CDS agravou, que a Câmara perdeu 57 trabalhadores desde 2009”, refere a Coligação, sublinhando que, com esta medida, “menos 57 famílias que deixaram de ter receita via o seu trabalho útil e necessário no município”.

Segundo a CDU, os Serviços Municipalizados perderam 22 trabalhadores.

“Menos 79 (com as 57 da câmara) famílias que deixaram de ter receita.

Os outsourcing’s cresceram e não são solução para a CDU”, lê-se no comunicado.

No horário de trabalho, “o PSD-CDS prejudicou as famílias e os trabalhadores com a imposição das 40h na Função Pública”, refere a Coligação, recordando que “a Câmara de Alcobaça, o governo e os sindicatos da UGT assinaram um acordo implementando as 35h com a adaptabilidade e com o Banco de horas que faz perder todo o direito das horas extraordinárias”.

“O Município de Alcobaça aceitou, assim, perder a sua autonomia, consagrada na Constituição e entregou direitos dos trabalhadores”.

O Presidente da Câmara, Paulo Inácio, informou, em reunião de Câmara, realizada a 25 de maio, que não havia descontentamento por parte dos trabalhadores, mas a CDU diz que “não foi o que se viu no dia 12 de junho”, data em que o STAL e trabalhadores do município protestaram em frente ao edifício da Câmara contra este documento orientador de funcionalismo do trabalho.

A CDU garante que tudo fará para que seja revogado este texto que inclui a adaptabilidade e o banco de horas.

“Nós sabemos da deliberação do último Congresso da ANMP. Nós sabemos que é ilegal a assinatura do Secretário de Estado da Administração Pública, por violar a autonomia do Poder Local e o direito constitucional à livre negociação entre entidade empregadora e entidade representativa dos trabalhadores”.

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Artigos Relacionados

Novo modelo da Feira de São Bernardo foi um Sucesso

A Feira de São Bernardo, de Alcobaça, que ocorreu entre os dia 19 e 22 de agosto, terminou com milhares de visitantes a assistirem ao concerto do cantor Toni Carreira.  O novo modelo de feira foi planeado com o intuito de promover a centralidade das festividades. A...

tony carreira

PS pede campanha de sensibilização de Poupança de Água

O PS propôs uma campanha de sensibilização para necessidade de poupança de água. O inverno pouco chuvoso e a situação de país seca extrema e severa em que se encontra o país estão na origem desta proposta socialista à Câmara e SMAS – Serviços Municipalizados....

agua 1

Gratuitidade de acesso ao Mosteiro de Alcobaça limitada

A entrada em museus, monumentos e palácios tutelados pela Direção-Geral do Património Cultural (DGPC) passou a ser gratuita aos domingos e feriados apenas até às 14h00, para cidadãos residentes em Portugal, revelou a DGPC. A medida aplica-se aos 25 museus,...

mosteiro alcobaca