Q

Previsão do tempo

14° C
  • Monday 14° C
  • Tuesday 15° C
  • Wednesday 15° C
14° C
  • Monday 13° C
  • Tuesday 15° C
  • Wednesday 15° C
13° C
  • Monday 13° C
  • Tuesday 14° C
  • Wednesday 15° C
Futebol Juvenil: Numa final que se realizou na Benedita perante muitos espectadores e barulhentos no apoio às suas equipas.

Juniores de “Os Nazarenos” vencem Taça Distrital dezanove anos depois

Bruno Paparrola/ Joaquim José Paparrola

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
Em jogo a contar para a Final da Taça Distrito da AF Leiria no escalão de Juniores, o GD "Os Nazarenos" venceu no Campo Fonte da Senhora na Benedita, a Associação Espeleológica de Óbidos (2-1), tendo arrecadado este troféu 19 anos depois da última conquista neste escalão

Com muito publico nas bancadas em apoio ás duas equipas, esta partida foi muito equilibrada com ambas as equipas com algum receio em assumir o jogo. Lutou-se muito a meio campo e a bola passou mais vezes no ar do que na relva sintética beneditense.

A equipa nazarena esteve no sistema de 4x2x3x1 com João Ricardo como médio mais recuado, Francisco Canhoto ao lado pautando o jogo da equipa nazarena e Bruno Vigia com a capacidade de dar velocidade à construção e fazer a ligação entre o meio campo e ataque nazareno, tendo o tridente ofensivo nazareno sido composto por João Vieira, Flávio e Rúben Silvério.

Raras foram as oportunidades criadas pelas duas equipas até ao minuto 32, na primeira ocasião de perigo da equipa nazarena chegado ao primeiro golo na partida. Lançamento lateral executado com força para o interior da área contrária por intermédio de Miguel com a bola a bater na relva e a ir ao encontro da trave, a cair na zona da pequena área com Francisco Canhoto a aproveitar para encostar a bola de pé direito para o fundo das redes contrárias, fazendo o primeiro golo na partida colocando pela primeira vez no encontro em êxtase os numerosos adeptos nazarenos que fizeram questão de marcar presença na Benedita a apoiar a os Juniores do GD “Os Nazarenos” neste jogo importante para o clube alvinegro.

A equipa orientada pelo técnico Paulo Brites galvanizou-se-se com o golo obtido, tendo estado novamente perto do golo à passagem do minuto 40. Livre batido na zona do meio campo por intermédio de João Ricardo para o interior da área contrária, com a bola a sobrar para o pé direito de João Vieira com este último a remtatar à meia volta fazendo a bola passar perto do poste direito da ba-liza à guarda de Cristiano com Bruno Vigia a chegar um tudo nada atrasado à bola. Ao intervalo o GDN vencia 1-0.

Estava jogado o minuto 5 da segunda parte quando a equipa da A.E.Óbidos chegou ao golo do empate. Lance tirado a papel quimico do primeiro golo nazareno, com o guardião nazareno Luis Filipe “Cuca” a abordar mal o lance aéreo com a bola a bater primeiro na trave e depois no poste direito da baliza nazarena e João Luís muito oportuno na pequena área a encostar a bola de pé esquerdo para o fundo das redes nazarenas. Estava assim restabelecido o empate no marcador em mais um lance de bola parada. Aos 55, foi altura de a equipa nazarena criar perigo junto da baliza à guarda de Cristiano, canto batido por João Ricardo para o coração da área contrária e Bruno Vigia solto de marcação a cabecear com a bola a bater no poste esquerdo da ba-liza de Cristiano. O jogo depois atravessou período de grande equilibrio, através de contra ataques na tentativa de chegar ao segundo golo que poderia ser decisivo no desfecho do jogo.

E eis que à passagem do minuto 79, a equipa nazarena viria a chegar ao golo da vitória através de Rúben Silvério. Boa jogada individual de Flávio da esquerda para o meio do campo numa sucessão de toques habilidosos, e a isolar com passe em “volley”, Rúben Silvério mais rápido que o guardião Cristiano com um toque subtil a introduzir a bola no fundo das redes contrárias para grande explosão de alegria dos adeptos nazarenos presentes no Campo Fonte da Senhora na Benedita.

Até ao final do jogo de registar uma bola no poste da baliza nazarena rematada por um recém entrado jogador da AE Óbidos que desta maneira causou grandes calafrios à defensiva nazarena.

Vitória justa da equipa que mais fez e argumentos teve para arrecadar o troféu.

No final da partida o treinador Paulo Brites era o espelho da felicidade e da emoção, em declarações ao nosso jornal e sobre a conquista da taça distrital o mister nazareno começou por dizer, ” isto é um trabalho que desde o início o objectivo que traçámos era o campeonato só que este estava desvirtuado já que houve equipas que se reforçaram com 12 e 14 jogadores brasileiros e como tal não tivemos hipóteses para andar mais acima na tabela pelo menos até Dezembro.” De seguida Brites colocou a sua emotividade ao rubro “sinto uma alegria enorme porque tive casos em que tive apenas sete e oito jogadores para treinar semanalmente, e com essas poucas condições humanas, falta de jogadores, matéria-prima e mesmo assim fizemos um campeonato excelente. Claro que a taça distrital também passava pelos nossos obje-ctivos e conseguimos, os miúdos são fantásticos, estou a agradecer por eles alguns vão ter oportunidade de ser de novo campeões e outros já não, pois passam a seniores e foi isso que eu lhes pedi, já que era a ultima vez que estavam no futebol de formação e eles assimilaram o que eu pedi.” Para terminar Paulo Brites fez questão de agradecer “à Câmara da Nazaré, à direcção do GDN, Junta de Freguesia, a todos os pais dos jogadores e estes sócios do clube que hoje marcaram presença aqui para nos apoiar, deixo aqui o meu mais sincero agradecimento, merecemos vencer a Taça Distrital”, rematou Paulo Brites.

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Artigos Relacionados

Trabalhadores dos rebocadores costeiros veem as suas pensões repostas

Trabalhadores dos navios rebocadores costeiros viram as suas pensões suspensas durante cerca de dois anos devido a uma reinterpretação da Lei. Para além da suspensão, o Centro Nacional de Pensões impunha a reposição das pensões auferidas nos dois últimos anos....

rebocador 1

Começou a temporada de ondas gigantes na Praia do Norte

O passado dia 7 de novembro de 2022 marcou, definitivamente, o arranque da época de ondas grandes na Praia do Norte, na Nazaré. O canhão recebeu naquele dia a primeira ondulação de respeito da temporada, e surfistas de ondas grandes, vindos de várias partes do...

ondas

24ª Mostra Internacional Doces & Licores Conventuais regressa ao Mosteiro

De 17 a 20 de novembro, Alcobaça estará, uma vez mais, no mapa internacional dos eventos gastronómicos de excelência. A 24.ª edição da Mostra Internacional de Doces e Licores Conventuais de Alcobaça “tem como novidade o alargamento do espaço de exposição para três...

cornucopias