Q

Previsão do tempo

13° C
  • Thursday 14° C
  • Friday 16° C
  • Saturday 13° C
13° C
  • Thursday 14° C
  • Friday 16° C
  • Saturday 13° C
14° C
  • Thursday 14° C
  • Friday 16° C
  • Saturday 12° C

Visita guiada à exposição “A Realidade do Imaginário”

Marlene Sousa

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
João Prates, diretor do Centro Português de Serigrafia (CPS), e Alexandra Silvano, diretora artística do CPS, estiveram nas Caldas da Rainha no passado dia 26, onde fizeram uma visita guiada à exposição "A Realidade do Imaginário" patente nos museus José Malhoa e da Cerâmica até 26 de abril.

A mostra, que assinala os 30 anos do CPS, está a decorrer simultaneamente em seis museus nacionais e um mosteiro, incluindo também o Museu Joaquim Manso, na Nazaré, onde estão reunidas 200 obras de artistas portugueses e estrangeiros.

“Enriquecer os espaços museológicos com outros modos de representação e observação da arte, numa abordagem plástica e discursiva do real e do imaginário”, foi, segundo Carlos Coutinho, diretor dos museus de Cerâmica, José Malhoa e Joaquim Manso (Nazaré), o objetivo do convite que fez a João Prates e Alexandra Silvano, “despoletando uma melhor aproximação e interesse sobre a exposição”.

O diretor do CPS destacou que a iniciativa é uma forma de divulgação das próprias técnicas das gravuras e serigrafias das edições do CPS. “As pessoas veem uma serigrafia ou uma gravura e normalmente não compreendem como é que se faz ou o trabalho que tem associado. Nós temos edições de serigrafias que levam dois a três meses a imprimir e a gravura tem uma conceção da parte do artista na ordem de um mês ou dois de criação”, explicou o responsável.

Para o diretor do CPS foi importante trazer esta exposição para as Caldas até por causa da existência da ESAD.CR, de forma a mostrar aos alunos da escola de artes a complexidade e técnica das edições e de forma a “estimulá-los”.

Segundo João Prates, a exposição que está a decorrer nos diferentes museus portugueses tem até este momento um balanço muito positivo pelo fato de estarem expostos em sete espaços emblemáticos do país e veio “comprovar que as edições do CPS têm um caráter museológico”. “Os nossos sócios têm as obras em suas casas mas essas mesmas estão visíveis nos museus nacionais que lhes dão o máximo de dignidade”. “No fundo é dar visibilidade aos artistas e aproximar os seus trabalhos das pessoas”, adiantou.

O diretor do CPS elogiou os espaços museológicos das Caldas e da Nazaré, sublinhando a importância da exposição estar patente nesta região.

No final da visita guiada decorreu uma prova de vinhos da empresa “AW Authentic Wines”.

A “Realidade do Imaginário” está patente nos Museus de Aveiro e Guarda, Museu Francisco Tavares Proença Júnior de Castelo Branco, Museus José Malhoa e da Cerâmica, nas Caldas da Rainha, Museu Joaquim Manso, na Nazaré, e o Mosteiro de Santa Clara-a-Velha, em Coimbra.

No Museu da Cerâmica, existe um núcleo “Tradição e Inovação”, onde estão colocadas algumas das edições mais complexas do CPS, incluindo o azulejo e a cerâmica, e o Museu Joaquim Manso, na Nazaré, recebeu um conjunto alusivo ao mar.

A exposição resulta de uma iniciativa do CPS e da Direção Regional de Cultura do Centro.

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Artigos Relacionados

Alcobacense Churky participa no Festival da Canção 2023

O Músico Churky, de Alcobaça, é um dos novos valores da música portuguesa que está entre os 20 autores selecionados para a edição de 2023 do festival da Canção. Há mais dois nomes do distrito de Leiria que participam, os Dankunsportif  de Peniche e  Inês...

chuky 1

Novo disco dos The Gift chega às plataformas de streaming

CORAL, o novo disco dos The Gift, editado no passado dia 14 de setembro, apenas disponível em exclusivo na App REV, já chegou a todas as plataformas de streaming. O novo trabalho de estúdio da banda de Alcobaça conta com um conceito único, no qual arriscaram a...

indice