Q

Previsão do tempo

11° C
  • Friday 14° C
  • Saturday 13° C
  • Sunday 13° C
11° C
  • Friday 14° C
  • Saturday 12° C
  • Sunday 13° C
10° C
  • Friday 14° C
  • Saturday 12° C
  • Sunday 13° C

Petição contesta despedimento de equipa técnica da biblioteca da Nazaré

Lusa

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
Uma petição em defesa da equipa técnica da Biblioteca da Nazaré despedida em fevereiro de 2014 está a 100 assinaturas de poder ser discutida na Assembleia da República, onde os promotores a querem entregar no Dia do Livro.

“Queremos entregar a petição na Assembleia da República (AR) no dia 23 de abril, para simbolicamente, no Dia Mundial do Livro e dos Direitos de Autor, chamar a atenção para a delapidação de bibliotecas e equipamentos culturais por todo o país”, disse hoje à agência Lusa Jorge Gustavo Lopes, ex-diretor da Biblioteca Municipal da Nazaré e um dos subscritores da petição.

A petição “Pela manutenção da equipa técnica da biblioteca municipal da Nazaré” conta hoje com 3.539 assinaturas online e cerca de 300 em papel e os subscritores pretendem, até àquela data, recolher “as 100 assinaturas que faltam para que o tema seja discutido em plenário”, explicou Jorge Lopes.

O documento contesta o despedimento, em fevereiro de 2014, da equipa técnica da biblioteca – diretor e três funcionários qualificados – que asseguravam o funcionamento daquele equipamento desde a sua inauguração em novembro de 2008.

O despedimento dos técnicos, “justificado com razões económicas” por parte da câmara cuja dívida ultrapassa os 40 milhões de euros, foi na ocasião contestado pela Associação Portuguesa de Bibliotecários, Arquivistas e Documentalistas (BAD).

A BAD afirmou mesmo temer pela continuidade da biblioteca de 1,5 milhões de euros e que beneficiou de um contrato-programa com o Estado que implicava a existência de “um corpo de colaboradores qualificado na área técnica de Biblioteca e Documentação”.

O caso deu também origem a um processo judicial, no qual os quatro técnicos reivindicam a reintegração nos quadros biblioteca e em relação ao qual aguardam a decisão do tribunal.

Na petição, que querem ver discutida no parlamento, os subscritores realçam os resultados “de excelência” obtidos pela biblioteca, “em grande parte devido ao trabalho desenvolvido pelos seus técnicos”, sustentados em “indicadores estatísticos muito acima da média nacional de acordo com os relatórios da DGLAB (Direção -Geral do Livro, Arquivos e Bibliotecas)”.

Para os subscritores do documento, “uma biblioteca sem pessoal especializado não é uma biblioteca, é um espaço onde (também) há livros”, pelos que consideram “revoltante” que a autarquia, em vez de apoiar, tenha optado por “castigar as pessoas que têm feito um excelente trabalho” à frente do equipamento que dizem ter “contribuído para a formação das gentes da Nazaré e arredores”.

A petição, que Jorge Lopes estima que seja discutida em plenário “antes do final da legislatura”, conta entre os subscritores com várias figuras do panorama cultural, bem como dos ex-secretários de Estado da Cultura Francisco José Viegas (PSD), Mário Vieira de Carvalho, Rui Vieira Nery e Elísio Sumavielle (PS) e dos ex-ministros da Cultura socialistas Manuel Maria Carrilho e António Pinto Ribeiro.

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Artigos Relacionados