Q

Previsão do tempo

15° C
  • Sunday 16° C
  • Monday 17° C
  • Tuesday 19° C
15° C
  • Sunday 17° C
  • Monday 19° C
  • Tuesday 22° C
17° C
  • Sunday 17° C
  • Monday 20° C
  • Tuesday 24° C

Sumos feitos com tecnologia da NASA? São alcobacenses

Paulo Alexandre

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
Uma tecnologia utilizada pela NASA para cortar ligas de foguetões é o segredo dos Green Juices que a Sonatural está a vender de Portugal para o resto da Europa. Verdade: a máquina de hiperpressão a frio veio dos Estados Unidos e foi adaptada para fazer sumos de vegetais sem qualquer tipo de conservantes, aditivos ou açúcares. Tal e qual os que se fazem em casa ou nos bares de sumos tão em voga. Melhor ainda: tudo com a famosa maçã de Alcobaça.

“A Sonatural desenvolveu este conceito para juntar aquilo que é a recomendação das cinco peças de fruta e vegetais por dia numa garrafa, num produto fresco”, explica ao Dinheiro Vivo Douglas Gilman, presidente da GL, que detém a Sonatural. “O que nós queremos é que se consiga juntar os vegetais e a fruta num sumo ótimo de beber, que tenha todas as vitaminas e bom sabor.” E foi isso que conseguiu.

Os sumos conservam-se entre 45 a 55 dias, dependendo dos ingredientes que têm, sem adição de nenhum conservante. Como? A tecnologia de hiperpressão a frio esmaga as bactérias a 5 graus, temperatura que não altera as vitaminas nem o sabor. “Um sumo fresco feito em casa aguenta um dia. Com esta tecnologia conseguimos 55 dias.”

O sucesso dos “Green Juices” foi quase imediato. A GL conseguiu contrato com uma cadeia de distribuição inglesa, que usa a sua própria marca nos sumos. Neste momento, a empresa exporta 70% dos sumos que produz. Os destinos são Inglaterra, Bélgica, França, Espanha e Noruega. “Estamos a ter um sucesso enorme com este conceito e a receber todos os dias chamadas de novos clientes a pedirem na Europa toda”, revela Douglas Gilman.

A empresa prevê faturar 20 milhões de euros este ano, mais quatro milhões que no ano passado. “Já faturámos mais, depois entrou a crise”, admite. “Esperamos voltar outra vez aos 27 milhões, como faturávamos antes da crise. Temos muita resiliência, vamo-nos adaptando e hoje em dia estamos de volta.” A inovação com a máquina de hiperpressão a frio é essencial: “O nosso objetivo é chegar a 2015 com 50% de exportação”, revela o responsável. A empresa exporta 30% do total de volume de negócios, entre sumos de vegetais, sumos de frutas, sandes e outros produtos.

Fonte dinheiro vivo

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Artigos Relacionados

Ampliaqua instala-se com inovação e investigação no Porto da Nazaré

A maior unidade de aquaponia do país que combina aquacultura e hidroponia livre de produtos químicos A AmpliAqua®️, uma empresa inovadora no campo da aquacultura, que combina aquacultura e hidroponia de forma sustentável, anunciou, em abril, a sua instalação no...

Ampliaqua

Regulamento da ALEB apresentado na Junta de Freguesia da Benedita

A apresentação da versão final do regulamento da Área de Localização Empresarial da Benedita, que já contempla já os contributos prestados pelos membros da assembleia de freguesia, que marcaram presença na reunião de câmara descentralizada, do passado dia 21 de...

aleb