Q

Previsão do tempo

15° C
  • Wednesday 17° C
  • Thursday 22° C
  • Friday 25° C
15° C
  • Wednesday 18° C
  • Thursday 26° C
  • Friday 29° C
15° C
  • Wednesday 18° C
  • Thursday 27° C
  • Friday 28° C

Visitas ao Mosteiro de Alcobaça estão em queda desde 2008

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
O número de turistas que tem pago para visitar o Mosteiro de Alcobaça voltou a descer. Menos 4 mil visitas em 2013 comparativamente a 2012 é o que revelam os dados da estatística da entrada de turistas nos monumentos nacionais, onde, ao contrário de Alcobaça, o fluxo cresceu.

O vereador do CDSPP na Câmara de Alcobaça diz-se “preocupado”, afirmando que “os números dão que pensar e revelam a necessidade de encontrar respostas no imediato antes que seja tarde demais”.

Para o vereador “a responsabilidade não é apenas de uma única entidade ou de pessoas em concreto, é o resultado da falta de políticas activas e da ausência de uma estratégia consistente na área do turismo para o Concelho de Alcobaça”.

Os dados sobre as entradas em 2013 nos monumentos, museus e palácios portugueses revelam que o Mosteiro de Alcobaça é o 8º no Top 10, tendo sido ultrapassado, em 2012 e 2013, pelo Convento de Cristo de Tomar em 2.477 e 14.512 visitantes, respectivamente.

“Assistimos a uma quebra de turistas no país, tendo-se refletido nas visitas aos monumentos”, refere Carlos Bonifácio, reforçando que, “contudo, em 2013, (o país teve os melhores resultados de sempre na área do turismo) assistiu-se a uma inversão dos dados, tendo os principais monumentos recuperado em número de visitas (+ 4,1% ). Tal constatação não se refletiu no Mosteiro de Alcobaça, tendo-se registado uma redução do número de visitantes, tal como vem acontecendo nos últimos anos”.

Para o vereador “importa encontrar as causas que levaram esta falta de interesse pelos principais operadores turísticos em relação ao Mosteiro e à cidade de Alcobaça, com a finalidade de encontrar mecanismos que possam estancar esta evidência”.

“Perante os dados conhecidos é absolutamente necessário um plano de acção para inverter esta tendência”, diz o vereador, referindo que “os poderes públicos não podem ficar de braços cruzados perante esta redução de turistas na cidade”.

O vereador propõe que se tome um conjunto de medidas, entre outras, a “criação de uma Agência local para o desenvolvimento turístico e lançamento de uma plataforma web (internet) sob a designação Visitalcobaça; um projeto de base associativa para reunir hotéis, empresas de animação turística, agências de viagem, rent-a-car e outras empresas com actividade relevante na área do turismo e que desenvolva acções a nível nacional e nos principais locais de origem dos turistas que nos visitam, que deve ser estendido aos municípios vizinhos”.

Carlos Bonifácio sugere, ainda, que se crie um passe turístico “com direito a um fim-de-semana completo no Concelho”, a regeneração do Mercado Municipal “introduzindo uma nova componente vocacionada para turismo”; a definição de um conjunto de actividades (culturais, artísticas, musicais) a levar a efeito ao longo do ano, no Rossio de Alcobaça e na área envolvente ao Mosteiro, bem como o lançamento de uma aplicação georreferenciada com sítios, percursos, eventos no Concelho (disponível várias línguas: inglês, francês, russo, mandarim, japonês).

Para Paulo Inácio, presidente da Câmara de Alcobaça, a crise e a acessibilidade rodoviária ao Mosteiro estão na origem das quebras verificadas há alguns anos de turismo neste monumento, património da humanidade.

“Uma família que venha em visita ao Mosteiro tem de pagar 6 euros por elemento o que representa um custo elevado”, diz o autarca, para quem as obras de requalificação na envolvente ao Mosteiro, com a “menor acessibilidade rodoviária ao monumento” são também uma das causas da diminuição de turistas.

“Ganhamos no usufruto da monumentalidade do Mosteiro, perdemos alguma proximidade com a requalificação no Rossio”, o que pode ter tido reflexos no número de visitas pagas ao Mosteiro, explicou o autarca.

Recentemente eleito como representante na Região de Turismo do Centro, e com responsabilidades no grupo de trabalho que integra os três monumentos Património da Humanidade – Alcobaça, Batalha e Tomar, Paulo Inácio garante que se está a trabalhar para “inverter a atual tendência”.

“Estamos a articular diversas ações no sentido de incrementar o turismo nestas cidades”, afirma o autarca, adiantando que “há uma estratégia em curso, que passa, também, por sabermos a tipologia do turismo que temos e pelas ações concertadas pelos três monumentos, como o passaporte/bilhete único que dará acesso aos três monumentos, entre outras, que irão promover o aumento do turismo neste roteiro”.

“O trabalho está a ser feito de uma forma estrutural e pensada, para lutarmos contra todas as adversidades”, acrescentou.

Ao contrário do que se verificou em Alcobaça, o número de visitas cresceu no Mosteiro da Batalha e no Convento de Cristo, em Tomar.

Na Batalha, desde 2012 que existe o Centro de Interpretação do Mosteiro, integrado no circuito de visitas e que possibilita uma melhor compreensão do que se está a ver. A complementar a nova oferta deste monumento, a direção do Mosteiro tem vindo a contar com as visitas encenadas pelo Teatro O Nariz.

Em Tomar, o Grupo de Teatro Fatias de Cá também tem vindo a realizar encenações teatrais dentro do monumento.

Num e noutro caso, os registos falam num aumento do número de visitas pagas em 2013. A Batalha recebeu mais 19.543 visitas. Tomar registou a entrada de mais de 8 mil pessoas.

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Artigos Relacionados

Novo modelo da Feira de São Bernardo foi um Sucesso

A Feira de São Bernardo, de Alcobaça, que ocorreu entre os dia 19 e 22 de agosto, terminou com milhares de visitantes a assistirem ao concerto do cantor Toni Carreira.  O novo modelo de feira foi planeado com o intuito de promover a centralidade das festividades. A...

tony carreira

PS pede campanha de sensibilização de Poupança de Água

O PS propôs uma campanha de sensibilização para necessidade de poupança de água. O inverno pouco chuvoso e a situação de país seca extrema e severa em que se encontra o país estão na origem desta proposta socialista à Câmara e SMAS – Serviços Municipalizados....

agua 1

Gratuitidade de acesso ao Mosteiro de Alcobaça limitada

A entrada em museus, monumentos e palácios tutelados pela Direção-Geral do Património Cultural (DGPC) passou a ser gratuita aos domingos e feriados apenas até às 14h00, para cidadãos residentes em Portugal, revelou a DGPC. A medida aplica-se aos 25 museus,...

mosteiro alcobaca