Q

Previsão do tempo

15° C
  • Sunday 16° C
  • Monday 17° C
  • Tuesday 19° C
15° C
  • Sunday 17° C
  • Monday 19° C
  • Tuesday 22° C
17° C
  • Sunday 17° C
  • Monday 20° C
  • Tuesday 24° C

Os Verdes fazem levantamento de problemas ambientais ao concelho de Alcobaça

Paulo Alexandre

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
As deputadas do Partido Ecologista “Os Verdes”, Manuela Cunha e Sónia Colaço, efetuaram um périplo a vários pontos de preocupação ambiental da CDU, no concelho de Alcobaça, criticado o mau funcionamento da ETAR dos Freires, na freguesia de Benedita.

A ocorrência de extravasamento de águas residuais em períodos de precipitação intensa, que causa mau cheiro e escorrimento para uma linha de água próxima, e a proximidade de várias habitações do local, foram as imediações da infraestrutura. “Trata-se de um funcionamento duvidoso. O que ali está é uma imundice”, disse a deputada, que classificou a situação de “caótica”, afirmando que “a ETAR não está a cumprir a sua função, tanto mais que até está rodeada por um charco, o que representa grande perigo para a saúde pública”. A deputada lamentou, ainda, que depois dos vários alertas dados relativamente ao problema ambiental, a Câmara Municipal de Alcobaça não tenha ainda “resolvido o caso”. A Estação Elevatória da Charneca do Rio Seco, na freguesia de Turquel, foi outro dos locais visitados pelas deputadas. A salubridade das águas em redor da estação, que se encontram estagnadas, são um foco de “pestilência e mau cheiro numa escala preocupante para a saúde pública.” “A inundação provocada pelo mau-funcionamento da Estação Elevatória de Charneca do Rio Seco tem uma tal proporção que se estende como uma lagoa por uma extensão e profundidades consideráveis, tornando intransitáveis várias serventias a terrenos nas vizinhanças.”, referiram as deputadas, que se mostraram muito preocupadas com as consequências ambientais deste aparente mau funcionamento. As águas não tratadas infiltram-se nos lençóis freáticos ali existentes, “contaminando-os com uma carga anormal de nitratos e coliformes”. O Rio Seco é uma das linhas de água da bacia hidrográfica do Rio Alcoa. O presidente da Câmara de Alcobaça, Paulo Inácio, e técnicos das Águas do Oeste visitaram, há algum tempo, o local, tendo ficado acordado que a empresa que fornece água a Alcobaça iria apresentar um relatório de intervenção “de partilha de responsabilidades” naquele sistema de tratamento de águas residuais. “A nossa intenção é resolver este caso. Assim que tivermos o relatório com as soluções de intervenção, avançaremos no terreno,” assegurou Paulo Inácio.

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Artigos Relacionados

Prémios Vinhos de Portugal 2024 realizado em Alcobaça

Ministro da Agricultura marcou presença no evento que decorreu em hotel de luxo da cidade O Montebelo Mosteiro de Alcobaça Historic Hotel foi, no passado dia 3 de maio, o local escolhido para a realização da cerimónia de entrega dos prémios aos vencedores da 11º...

concurso de vinhos portugueses

Ampliaqua instala-se com inovação e investigação no Porto da Nazaré

A maior unidade de aquaponia do país que combina aquacultura e hidroponia livre de produtos químicos A AmpliAqua®️, uma empresa inovadora no campo da aquacultura, que combina aquacultura e hidroponia de forma sustentável, anunciou, em abril, a sua instalação no...

Ampliaqua