Q

Previsão do tempo

16° C
  • Thursday 19° C
  • Friday 18° C
  • Saturday 21° C
17° C
  • Thursday 20° C
  • Friday 20° C
  • Saturday 24° C
17° C
  • Thursday 19° C
  • Friday 21° C
  • Saturday 24° C

Vereadora Mónica demite-se e dirige carta aos Munícipes de Alcobaça

Paulo Alexandre

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
A vereadora da Câmara de Alcobaça, com os pelouros da Cultura, Ação Social, Educação, Turismo, Juventude, Associativismo e Trânsito, Mónica Batista, demitiu-se e explicou as suas razões numa carta aberta à população.

“Decidi colocar o meu lugar à disposição do Presidente da Câmara Municipal de Alcobaça, por não me sentir apoiada, nem com a força necessária para exercer as funções que me eram confiadas. Fui demovida de tais intenções com a promessa de apoio e trabalho em equipa em prol do Concelho”, escreveu Mónica Baptista.

Na carta, a vereadora refere que “nunca teve intenção de protagonismo”, mas que se sentiu muitas vezes “esvaziada de funções superiormente, apenas pela sede de protagonismo de outros, que desbarataram recursos preciosos em tempos tão difíceis, e que mais-valias nenhumas trouxeram ao concelho”.

“Nunca, em 4 anos, a confiança foi tão abalada como agora”, refere, adiantando que sai por ter sido convidada a integrar a lista para as próximas eleições, “mas sim pelas razões que me apontaram e pela falta de consideração pela minha seriedade e honestidade enquanto pessoa”.

Sobre o trabalho que realizou nos últimos quatros anos, Mónica Baptista diz que deixa um concelho “culturalmente mais justo, com acesso à cultura para todos, independentemente do que cada indivíduo considera cultura, bem como a “introdução de eventos bandeira, como é o caso do evento da tenda de Carnaval “Folia e Algazarra”, “Semana da Juventude” e “Sons do Baça”.

Do pelouro da ação social, Mónica Baptista, refere na carta que deixa o apoio social no concelho, em “melhores condições para a educação e trabalho feito noutras áreas que dirigi”.

Na carta, a ex-vereadora deixa ainda um cumprimento ao vereador José Vinagre, que considera “um exemplo de que é possível estar e fazer política com seriedade e honestidade”.

Paulo Inácio reagiu à saída da vereadora da cultura, Mónica Batista, e às exigências de explicações por parte da oposição, assim que foi conhecido o conteúdo da carta das razões da demissão, afirmando que não faz parte da sua “índole falar publicamente de pessoas com quem trabalhou”.

“Um presidente de Câmara tem que pensar sempre nas questões futuras e no melhor para o município”, adiantando que, em breve, irá apresentar um novo projeto, “que será um desafio interessante, nomeadamente na área da cultura e da diversão”.

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Artigos Relacionados