Q

Previsão do tempo

17° C
  • Sunday 17° C
  • Monday 17° C
  • Tuesday 19° C
17° C
  • Sunday 18° C
  • Monday 19° C
  • Tuesday 22° C
18° C
  • Sunday 19° C
  • Monday 20° C
  • Tuesday 25° C

Começou o Cistermúsica 2013 que se apresenta com 26 eventos

Paulo Alexandre

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
Começou no domingo, 16 de junho, o Cistermúsica 2013, com o Concerto “Missa em Fá Maior”, de Francisco António de Almeida, um dos maiores compositores portugueses do barroco, interpretado pelos Flores de Mvsica Capela Joanina, e dirigida por João Paulo Janeiro.

Honrando o lema Clássicos Portugueses e Universais, que adoptou desde 2002, o Cistermúsica – Festival de Música de Alcobaça comemora, este ano, o bicentenário Verdi/Wagner, e reforça a sua aposta no património musical português, bem como na criação contemporânea, nas áreas da música e da dança, refere a organização, de novo a cargo da Academia de Música de Alcobaça (AMA) e a Câmara Municipal de Alcobaça.

Com a programação mais internacional de sempre, o Festival de Música de Alcobaça volta a afirma-se como “um dos mais relevantes acontecimentos artísticos do país”, apresentando-se com uma programação de elevada qualidade, mesmo em tempos de dificuldades.

“Vamos ter 13 grupos na programação principal”, informou Rui Morais, na sessão de apresentação do Festival, que aconteceu no passado dia 11, destacando, de seguida, a manutenção da qualidade do evento, que já se “impôs” no panorama cultural português.

Por sua vez, Alexandre Delgado, director artístico do festival, afirmou que o Cistermúsica “é o espaço onde se faz música portuguesa e importantes estreias absolutas; onde se ouvem grandes clássicos e raridades de reportório ou compositores pouco conhecidos, que merecem

ser divulgados”.

“É um festival ecléctico. Não nos cingimos a uma época ou a uma única orientação. É como o Mosteiro, uma cidade dentro da cidade”, acrescentou.

Para esta 12ª edição, a organização decidiu “voltar às origens do Festival”, apresentando os clássicos portugueses e os clássicos universais, apostando, ao mesmo tempo, em novos grupos, como os Ensemble Fleder ou a Arcadia Quartet, assim como em nomes já conhecidos do público, como a Orquestra Sinfónica Portuguesa.

Já o presidente da Câmara, Paulo Inácio, destacou a importância do apoio da Direção Geral das Artes a este evento, que “garante para os próximos 4 anos festivais de grande qualidade”.

A edição 2013, com um orçamento de 147 mil euros, leva a sua programação, composta por 26 eventos (16 concertos, 4 bailados e um conjunto de 6 atividades dedicados às crianças e à família) para fora de Alcobaça, até Tarouca e Nazaré, para que “o evento se torne num

autêntico festival cisterciense”, já que ambos os concelhos se ligam a Alcobaça por razões patrimoniais, relacionadas com a Ordem de Cister.

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Artigos Relacionados

Banda Ya Voltagem anuncia Lançamento de Novo Single “Faz de Conta”

A banda de pop eletrónico Ya Voltagem anunciou a primeira e mais recente criação com o lançamento do novo single “Faz de Conta” para meados de maio. Faz de Conta gira em torno de uma história que retrata a incapacidade de amar por parte de duas pessoas “por não...

banda

Inaugurado o Museu das Máquinas Falantes

O Museu das Máquinas Falantes é, porventura, o mais recente projeto museológico português dedicado ao património sonoro, das telecomunicações e da radiodifusão. Inaugurado a 25 de abril de 2024, o Município de Alcobaça tornou pública e acessível uma fabulosa...

museu

Memórias e reflexões de Laborinho Lúcio no livro “A Vida na Selva”

"A Vida na Selva", uma viagem às memórias e histórias de Álvaro Laborinho Lúcio, que se confundem por entre lembranças de infância e palestras de autor, depois de uma carreira dedicada à magistratura e à política, foi apresentado, no passado sábado, dia 06 de...

laborinho