Q

Previsão do tempo

13° C
  • Thursday 16° C
  • Friday 16° C
  • Saturday 12° C
14° C
  • Thursday 17° C
  • Friday 16° C
  • Saturday 12° C
14° C
  • Thursday 16° C
  • Friday 16° C
  • Saturday 12° C

Cantina Social de S. Martinho do Porto aguarda protocolo com Segurança Social

Paulo Alexandre

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
A Fundação Manuel Francisco Clérigo vai ter uma Cantina Social para fornecer refeições gratuitas a famílias em dificuldades económicas, no âmbito do Programa de Emergência Alimentar. Falta assinar o protocolo com a segurança social para arrancar com a iniciativa.

“Temos estado a preparar a instituição para arrancar, a qualquer altura, com a cantina social”, informou Manuel Valle-Domingues, presidente da Fundação.

O acordo com a Segurança Social contempla o fornecimento de 50 refeições por dia, durante 7 dias por semana (2 refeições por dia), em regime de take away.

À Fundação ainda não chegaram pedidos de apoio futuro, mas a abertura da Cantina Social também ainda não foi divulgada.

Manuel Valle-Domingos admite a existência de algumas famílias que precisarão deste apoio, mas aguarda que seja feito o levantamento da realidade e que as instituições públicas (paróquia, junta de freguesia, escolas) comuniquem os casos referenciados.

A fundação confeciona atualmente 400 refeições diárias, direcionadas para os utentes da instituição (lar de idosos, centro de dia, centro de convívio e apoio domiciliário) e crianças do ensino pré-escolar.

“Estamos ainda a fazer, a pedido da Câmara de Alcobaça, o fornecimento de refeições às crianças da EB1 de S. Martinho do Porto”.

A Fundação foi fundada em 1968. Conta com 62 empregados e cerca de 250 utentes.

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Artigos Relacionados

Timorenses acolhidos por Alcobaça aguardam ofertas de emprego

40 migrantes de nacionalidade timorense foram alojados na Pousada da Juventude de Alfeizerão, em Alcobaça. “São na maioria jovens entre os 20 e os 30 anos, que vieram encaminhados pela Segurança Social de Leiria”, segundo o presidente da Câmara de Alcobaça,...

Trabalhadores dos rebocadores costeiros veem as suas pensões repostas

Trabalhadores dos navios rebocadores costeiros viram as suas pensões suspensas durante cerca de dois anos devido a uma reinterpretação da Lei. Para além da suspensão, o Centro Nacional de Pensões impunha a reposição das pensões auferidas nos dois últimos anos....

rebocador 1