Q

Previsão do tempo

15° C
  • Saturday 15° C
  • Sunday 16° C
  • Monday 15° C
15° C
  • Saturday 15° C
  • Sunday 16° C
  • Monday 15° C
15° C
  • Saturday 15° C
  • Sunday 17° C
  • Monday 14° C

O Banco Alimentar do Oeste (BAO) recolheu um total de 86.843 kg de bens alimentares

Marlene Sousa

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
O Banco Alimentar do Oeste (BAO) recolheu um total de 86.843 kg de bens alimentares, durante o passado fim-de-semana repartidos pelos concelhos de Alcobaça, Bombarral, Cadaval, Caldas da Rainha, Lourinhã, Nazaré, Óbidos e Peniche.

Segundo, nota de imprensa do BAO as quantidades de alimentos recolhidos, sofreu uma quebra de apenas 1,7% em relação a igual período do ano anterior. “Os portugueses desta região continuam solidários e responderam ao apelo”, disse, Tereza Braga, vice-presidente do BAO, acrescentando que “apesar da profunda crise económica que afeta tantas famílias, continuam motivados para ajudar a minorar as dificuldades dos mais carenciados”. Para esta responsável a diminuição de 1,7% não foi “significativa”. “Dado a quantidade de sacos que chegaram à nossa sede verificámos que houve mais pessoas a dar alimentos que o ano passado só que cada saco continha menos bens”, revelou, Tereza Braga.

Nos milhares de sacos plásticos distribuídos às portas dos supermercados desta região foram entregues principalmente, arroz, massas, embalagens de leite, açúcar, azeite, óleo e enlatados.

Nesta campanha foi recolhido um total de 86.843 kg de bens alimentares, assim repartidos pelos oito concelhos: (Concelho Total Kg) Alcobaça 19.373; Bombarral 6.088; Cadaval 3.038; Caldas da Rainha 25.158; Lourinhã 12.124; Nazaré 7.332; Óbidos 3.649 e Peniche 10.081

Para além das superfícies comerciais, estivemos também presentes em diversas freguesias rurais, nomeadamente: Alvorninha, Landal e Santa Catarina(Caldas da Rainha); Bárrio, Cós, Cela e Vimeiro (Alcobaça); Figueiros, Painho, Alguber (Cadaval); Ribamar, Vimeiro, Atalaia, Lourinhã, Marteleira, Miragaia, São Bartolomeu, Santa Bárbara e Reguengo Grande(Lourinhã); Atouguia da Baleia (Peniche); Mercado do Bombarral; Famalicão (Nazaré). Nestas freguesias rurais foram recolhidos cerca de 10.340 Kg de bens alimentares.

Segundo a vice-presidente desta Instituição de solidariedade “estes resultados foram atingidos não só devido à generosidade de todos os que doaram bens alimentares, mas também dos cerca de 1.500 voluntários que, nas superfícies comerciais, nos pontos de recolha rurais, nos transportes e armazém do BAO, deram o seu tempo e energia a esta campanha e à concretização de valores de solidariedade”.

“O nosso agradecimento estende-se ainda às cerca de 60 superfícies comerciais que autorizaram a recolha de alimentos e às numerosas instituições e empresas que, de diversas formas, colaboraram em mais esta ação”, acrescentou, Tereza Braga.

De acordo com a nota de imprensa os géneros alimentares agora doados, juntamente com os excedentes alimentares recolhidos diariamente junto de produtores e comerciantes, serão distribuídos a 58 Instituições de Solidariedade Social, que os entregam a cerca de 5.200 pessoas com carências alimentares comprovadas, sob a forma de cabazes ou de

refeições confecionadas. “As instituições dizem que cada vez há mais casos de pessoas a pedirem alimentos e também nós na sede do BAO recebemos pessoas a pedir bens alimentares que nós encaminhamos para as instituições uma vez que não podemos distribuir diretamente às pessoas”, revelou, a vice presidente da BAO.

Até ao dia 9 de Dezembro, haverá ainda a possibilidade de contribuir para os Bancos Alimentares Contra a Fome na campanha no site www.alimentestaideia.net, e na campanha “Ajuda Vale”, a decorrerem nas grandes superfícies comerciais.

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Artigos Relacionados

Marcha do Orgulho com mais de 300 participantes

Realizou-se nas Caldas da Rainha, no dia 26 de junho, uma marcha em defesa da comunidade lésbica, gay, bissexual, transgénero e outras orientações de género, com mais de três centenas de manifestantes a rejeitarem serem discriminados e a reclamarem por condições...

marcha1

Arrancaram obras na linha férrea entre Caldas e Torres

A Infraestruturas de Portugal deu início, no dia 28 de junho, à empreitada de modernização do troço da Linha do Oeste entre Torres Vedras e Caldas da Rainha, após a assinatura do auto de consignação ter tido lugar na estação ferroviária de Caldas da Rainha, com a...

ferrovia