Q

Previsão do tempo

16° C
  • Sunday 21° C
  • Monday 20° C
  • Tuesday 19° C
16° C
  • Sunday 26° C
  • Monday 25° C
  • Tuesday 22° C
17° C
  • Sunday 27° C
  • Monday 27° C
  • Tuesday 22° C
[speaker]
[speaker]

Central de Engarrafamento de Bebidas de Alcobaça é líder PME 2012

Paulo Alexandre

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
A Goanvi – central de engarrafamento de bebidas, localizada na Fervença, em Alcobaça, é uma “PME Líder”, distinção que conseguiu pelo desempenho e perfil de risco. A celebração desta distinção, que acontece no âmbito do programa FINCRESCE, assim como da certificação concedida pela norma IFS FOOD (International Featured Standards), aconteceu no passado dia 20, na sede da empresa, e reuniu vários convidados.

Esta certificação acontece, numa altura de forte retração nos negócios na generalidade das empresas, por esta Central de engarrafamento ter conseguido faturar 10 milhões de euros até ao final de outubro; mas também pela aposta ganha nas áreas ambiental e social.

A redução dos riscos para o meio ambiente e para a comunidade, através da conservação de recursos e gestão dos resíduos sólidos, designadamente com a reciclagem dos materiais de acondicionamento do vinho, captação de águas, um inventário de emissão de gases e parcerias, são disso exemplo.

Esta empresa destina dois terços da sua produção, que é de cerca de 12 milhões de litros de vinho engarrafado, à exportação, estando presente em 35 países. Ao nível da faturação, que atingiu os 10 milhões de euros até outubro, a Goanvi deverá atingir, até ao final do ano, os 12 milhões de euros, 8 milhões dos quais oriundos do mercado externo, perspetivando “um crescimento ainda mais acentuada em relação a este ano”.

Para celebrar estes números, que levaram à distinção como Líder PME, a empresa juntou na sua sede, uma unidade industrial que foi, em tempos, a fábrica da Fiação e Tecidos de Alcobaça, vários convidados, entre os quais o representante da Câmara Municipal de Alcobaça, Paulo Inácio; Luís Vieira, presidente do conselho de administração do Grupo Parras (proprietário da Goanvi); a presidente da junta de freguesia da Maiorga, clientes, e outras instituições ligadas ao setor.

Luís Vieira informou que a o reconhecimento estatal “credibiliza a empresa perante os seus parceiros financeiros”, ao mesmo tempo que lhe confere maiores garantias de “um futuro risonho”, após os investimentos efetuados na qualidade e capacidade de resposta ao mercado.

A empresa investiu mais de 4 milhões de euros, a empresa engarrafa, anualmente, 12 milhões de litros de vinho, possuindo uma capacidade de armazenamento de 1 milhão e meio de litros de vinho. A produção é feita em seis linhas de enchimento, havendo duas principais que produzem 9 mil litros de vinho por hora.

Com esta certificação, o acesso a linhas de crédito torna-se mais simplificada, tal como outras “portas que se abrem com maior facilidade”, apesar das perspetivas de crescimento, ao nível interno, para o próximo ano, não serem as mais elevadas, devido ao atual momento da economia.

Luís Vieira explicou que a Goanvi é uma empresa que efetua engarrafamento de vinhos e algumas aguardentes, emprega 30 funcionários, podendo chegar aos 50, “dependendo dos pontos de produção”, pelo que as atuais dificuldades são, essencialmente os custos de algumas matérias, tais como o vidro, ou a carga fiscal.

Apesar da dimensão e dos resultados da Central, Paulo Inácio admitiu que a empresa é ainda desconhecida no concelho, havendo pouca gente com consciência daquela realidade empresarial.

“A Goanvi é um bom exemplo de uma empresa do concelho. Sendo exportadora, tem reflexos importantes na economia concelhia, nomeadamente para que a balança comercial do concelho seja positiva”, disse o autarca, destacando, de seguida, o forte investimento feito pela empresa, ao longo de anos, “no crescimento sustentado que agora tem reflexos”, ao apresentar –se como uma empresa com “um crescimento anual de mais de 2 dígitos”.

“É uma honra, para todos nós, que esta empresa tenha a sua sede em Alcobaça”.

Paulo Inácio lembrou os esforços da autarquia na reativação do Museu do Vinho, classificando de muito “útil” manter o contato com esta empresa e com os produtores de vinho.

Com o intuito de elevar a eficiência dos métodos de produção vinícola, a Goanvi propõe um serviço orientado para o engarrafamento de bebidas, com o selo de qualidade de uma equipa conhecedora da área e os recursos tecnológicos mais avançados.

A Central faculta ainda outros serviços indispensáveis, como o acompanhamento enológico, a sofisticação de práticas de gestão e de administração e, inclusive, serviços na área da consultoria.

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Artigos Relacionados

Braga de novo “Brilhante” levantouo troféu da Euro Winners Cup

Futebol de Praia: ACD O Sotão ficou no 3º lugar da prova. Decorreu na praia da Nazaré de 8 a 16 de Junho, o Euro Winners Cup. O estádio do Viveiro Jordan Santos e campos adjacentes foram o palco de inúmeros jogos, nas vertentes masculinas e femininos. Na grande...

448561289 18440336599000110 8585624812273994783 n

O sonho tornou-se real e o NDFAC subiu à elite do andebol nacional

Andebol: Nazaré tem pela primeira vez uma equipa no Nacional da 1ª Divisão em seniores masculinos Em jogo da 10ª e última jornada da Fase Final do Campeonato Nacional da Divisão de Honra de Seniores Masculinos, o Nazaré Dom Fuas Andebol Clube de Paulo Félix perdeu...

img 2816 copiar 1 2500 2500

Relatório de Gestão Consolidado do Município

Nazaré O Relatório de Gestão Consolidado do Município da Nazaré foi 2023 foi aprovado com 4 votos e 3 contra na reunião de Câmara do passado dia 7 de junho. De acordo com o documento, o passivo do Grupo Municipal apresentou, a 31 de dezembro de 2023, um valor de...

reuniao