Q

Previsão do tempo

13° C
  • Thursday 16° C
  • Friday 16° C
  • Saturday 12° C
14° C
  • Thursday 17° C
  • Friday 16° C
  • Saturday 12° C
14° C
  • Thursday 16° C
  • Friday 16° C
  • Saturday 12° C
Ana Dionísio e Diogo Lestre põem em cena história de amor no dia 17 de novembro

Antiga Casa da Câmara da Pederneira recebe estreia da peça de teatro “Vénus”

David Mariano

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
Não é uma questão qualquer e é uma dúvida com a qual provavelmente cada um de nós já se confrontou num qualquer ponto da sua vida: "Até quando se consegue esconder um amor?" A resposta a isto vamos poder encontrá-la em “Vénus”, uma peça de teatro que conhece a sua estreia já no próximo sábado, dia 17 de novembro, pelas 21h30, na Antiga Casa da Câmara da Pederneira, Nazaré, junto ao Hotel Miramar

Não é terreno fácil este para ninguém: “Vénus” relata a relação conturbada de duas pessoas que não assumem o que sentem e que vivem no constante limite de o dizer. A colocar tudo isto em ação temos Ana Dionísio (é dela também a autoria do texto) e Diogo Lestre, atores vivendo nos limites do palco os limites de um amor onde ela não esconde o desejo de estar com ele, sem nunca o verbalizar, e ele resiste, ora desvalorizando ora acabando por cair no mesmo desejo.

Licenciada em Teatro na ESAD nas Caldas da Rainha, curso onde descobriu a nova forma de criação teatral que poderemos ver em “Vénus” (ou seja: partir de um texto original e desconstruí-lo, usando a música, a simbologia e a representação), Ana Dionísio acredita que esta será “uma peça cativante para o público, não só pelo tema em questão, mas por toda a encenação do texto, que oferece algo diferente.” Mais: “Oferece um ambiente mais intimista e poético, cheio de símbolos, onde as personagens encaram o público como parte das suas vidas, a quem contam, frente a frente, tudo o que não conseguem dizer um ao outro.”

Esta é uma peça de teatro que conta, portanto, consigo, com a sua presença, caro espetador, contribuindo para tal o ambiente da sala, o tom intimista, as luzes quentes e, claro, as personagens que procurarão estar sempre muito próximas do público. Não é por acaso que a estreia decorrerá na Antiga Casa da Câmara, afinal foi ali que Ana Dionísio e Diogo Lestre, este ultimo formado na ESTC em Coimbra, desenvolveram todo o processo de criação e onde, depois de muitos ensaios e com a peça já delineada, pensaram: “nós temos de fazer a estreia aqui!”

Ali, onde “por entre chuvas que não molham e silêncios que ressoam a verdade, eles vivem, viajam, vigiam-se um ao outro, quer gostem ou não, sempre no limite de dizer o que sentem”, até surgir “a hora de decidir, a hora da dúvida: e agora?” E agora, Ana Dionísio e Diogo Lestre? Eles respondem: “por agora é preciso dizer que esta é uma excelente oportunidade para o público nazareno, e não só, de vir conhecer este espaço com imenso potencial e história, através de um evento diferente do habitual.”

Um dia, talvez um dia, “Vénus” possa viajar também por todo o país, porque esse é também um dos objetivos da jovem dupla de atores, mas para já este espectáculo tinha de ser apresentado, em primeiro lugar, na Antiga Casa da Câmara da Pederneira, o espaço onde alguém há-de perguntar: “Até quando se consegue esconder um amor?”

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Artigos Relacionados

Alcobacense Churky participa no Festival da Canção 2023

O Músico Churky, de Alcobaça, é um dos novos valores da música portuguesa que está entre os 20 autores selecionados para a edição de 2023 do festival da Canção. Há mais dois nomes do distrito de Leiria que participam, os Dankunsportif  de Peniche e  Inês...

chuky 1

Novo disco dos The Gift chega às plataformas de streaming

CORAL, o novo disco dos The Gift, editado no passado dia 14 de setembro, apenas disponível em exclusivo na App REV, já chegou a todas as plataformas de streaming. O novo trabalho de estúdio da banda de Alcobaça conta com um conceito único, no qual arriscaram a...

indice