Q

Previsão do tempo

23° C
  • Monday 24° C
  • Tuesday 26° C
  • Wednesday 25° C
24° C
  • Monday 28° C
  • Tuesday 31° C
  • Wednesday 31° C
27° C
  • Monday 29° C
  • Tuesday 32° C
  • Wednesday 31° C

“Que se lixe a troika! Queremos as nossas vidas!” reúne mil pessoas nas Caldas

Carlos Barroso

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
Cerca de mil pessoas saíram à rua nas Caldas da Rainha protestando contra a austeridade. Os números não são oficiais, mas só quando a multidão que se juntou na praça 25 de abril, perto do Maratona, decidiu percorrer algumas ruas da cidade de forma ordeira, é que se juntaram mais indignados.

Na praça 25 de Abril, às 15 horas do passado dia 15, estariam cerca de 400 pessoas, algumas das quais decidiram contribuir com o seu testemunho e outras aproveitaram para falar sobre política, algo que foi condenado pelos próprios manifestantes, uma vez que aquele era um protesto apartidário.

A assembleia pública foi bastante emotiva para alguns, relatando e contribuindo com testemunhos sentidos e outros nem tanto, andando o microfone de mão em mão.

Cerca de uma hora e meia depois dos desabafos do povo, quem comandava o microfone pediu autorização à PSP para que as pessoas pudessem caminhar pela cidade, algo que decorreu da forma mais ordeira possível. Foi nessa altura que se viu mais gente a juntar-se. Parecia que por cada casa que se passasse mais pessoas se juntavam. Na Rua Heróis da Grande Guerra gritou-se: “Passos para a rua”, “o povo unido jamais será vencido”, entre outros cânticos.

A moldura humana desceu até à Rainha, onde parou o trânsito e subiu a Praça da República. Sempre em ritmo um pouco acelerado, a multidão passou pela ruas Almirante Cândido dos Reis e Miguel Bombarda, onde algumas pessoas sentadas confortavelmente na esplanada observaram o povo a protestar contra a austeridade. Rumo ao Hemiciclo João Paulo II a manifestação foi perdendo força até à Praça 25 de Abril, onde cerca de 300 pessoas cantaram o hino e se procedeu à desmobilização com uma salva de palmas, eram 17h30.

Caldas da Rainha foi assim uma das 40 localidades onde o povo saiu à rua contra a troika e as medidas do Governo, num protesto promovido pelas redes sociais. Nas Caldas viu-se muita gente ligada à esquerda nesta saída à rua e muito pouca gente de direita.

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Artigos Relacionados

Marcha do Orgulho com mais de 300 participantes

Realizou-se nas Caldas da Rainha, no dia 26 de junho, uma marcha em defesa da comunidade lésbica, gay, bissexual, transgénero e outras orientações de género, com mais de três centenas de manifestantes a rejeitarem serem discriminados e a reclamarem por condições...

marcha1

Arrancaram obras na linha férrea entre Caldas e Torres

A Infraestruturas de Portugal deu início, no dia 28 de junho, à empreitada de modernização do troço da Linha do Oeste entre Torres Vedras e Caldas da Rainha, após a assinatura do auto de consignação ter tido lugar na estação ferroviária de Caldas da Rainha, com a...

ferrovia

As vantagens de apostar num projeto de cozinha com ilha

Este tipo de cozinhas modernas com ilha, são cada vez mais comuns em Portugal por oferecerem uma estética interessante e serem muito mais práticas do que as cozinhas com uma disposição mais tradicional.

artigo