Q

Previsão do tempo

18° C
  • Friday 26° C
  • Saturday 24° C
  • Sunday 21° C
18° C
  • Friday 31° C
  • Saturday 28° C
  • Sunday 25° C
21° C
  • Friday 30° C
  • Saturday 29° C
  • Sunday 25° C

GNR foi às escolas sensibilizar alunos para o bullying

Francisco Gomes

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
O Destacamento Territorial de Caldas da Rainha da GNR aproveitou o início do ano letivo para divulgar junto dos alunos de várias escolas da região uma ação de sensibilização sobre bullying (atos de violência física ou psicológica em contexto escolar). No dia 13, os militares deslocaram-se à escola básica de Alfeizerão (Agrupamento de São Martinho do Porto), para divulgação desta problemática a 45 alunos do 1º ciclo. Estiveram também com 30 alunos na escola básica da Burinhosa (Agrupamento Cister, em Alcobaça).

No dia 14, o Colégio Frei São Cristóvão, em A-dos-Francos, nas Caldas da Rainha, 320 alunos do 2º e 3º ciclos ouviram os militares da GNR, o mesmo se passando com 350 alunos do 2º e 3º ciclos e secundário do Complexo Escolar dos Arcos – Escola Josefa de Óbidos.

Na EB 2/3 e secundária Fernão do Pó, no Bombarral, 370 alunos do 2º e 3º ciclos e secundário, e na EB 2/3 de Atouguia da Baleia, em Peniche, 240 alunos do 2º e 3º ciclos, também escutaram uma palestra sobre o tema.

Segundo a GNR, há três tipos de intervenientes no bullying: o provocador, que pratica o bullying, a vítima, o aluno sobre o qual recai o bullying, e o espetador, que assiste à prática e não denuncia.

O bullying é praticado no recreio, fora do alcance dos adultos (professores/auxiliares), nas casas de banho, nos refeitórios, nos corredores entre as aulas, no caminho casa/escola ou vice-versa.

As vítimas devem pedir ajuda aos professores, pais e elementos das forças de segurança. “O bullying engloba uma série de crimes que são punidos por lei. Não admitas humilhações e maus tratos. Denuncia estes atos, sejam praticados contigo ou com os teus colegas”, pode ler-se numa brochura distribuída pelo destacamento da GNR das Caldas da Rainha.

No documento é chamada a atenção dos alunos para “um tema muito polémico, que já gerou alguns casos de graves problemas psíquicos e em alguns deles o aluno optou mesmo pelo suicídio, e não pode continuar a acontecer”.

A prevenção rodoviária foi outro dos temas abordados, sendo alertados os pais que as crianças devem usar sempre o cinto de segurança (e a cadeira caso não tenha peso e altura suficientes) quando são transportados de carro para a escola.

Se se deslocarem de bicicleta, os alunos devem usar sempre capacete, circular pelo lado direito da via e dar sempre prioridade aos outros veículos com motor. A pé, devem utilizar os passeios, e quando não os haja seguir de frente para os carros e o mais perto possível da berma, atravessando na passadeira e respeitando os semáforos para peões.

Devem evitar andar sozinhos, principalmente de noite, e não aceitar comida, objetos ou boleia de estranhos.

Prevenção de burlas

O destacamento da GNR das Caldas da Rainha elaborou outro panfleto, desta feita dirigido aos idosos, alvo preferencial dos burlões.

“Os burlões podem ser homens e mulheres, geralmente bem vestidos, bem falantes e simpáticos, com voz calma e carinhosa, e conversa convincente e cativante. Fazem-se passar por amigos de familiares ou funcionários da segurança social, dos CTT, do gás, da eletricidade ou bancários”, alerta a GNR.

No caso de fingirem ser funcionários da segurança social, “pedem dinheiro adiantado para antecipar as reformas”. Apresentando-se como funcionários dos CTT, “procedem à entrega de uma encomenda destinada a familiar, exigindo pagamento”. Passam por funcionários do gás ou eletricidade e “alegam a necessidade de ver os contadores para entrarem em casa”. Os falsos bancários “pedem para ver o dinheiro, com o argumento de que as notas perderam a validade”.

Há quem peça dinheiro para o familiar da vítima que está longe, alegando que este precisa de ajuda. Também é frequente informarem a vítima de que ganhou um prémio e que para o reclamar tem que pagar uma quantia em dinheiro.

A GNR recomenda aos idosos para não deixarem as pessoas desconhecidas entrarem em casa e devem reagir procurando chamar a atenção de alguém em redor ou contactar as autoridades.

Devem também memorizar a fisionomia das pessoas, nomeadamente sinais particulares, e as características dos veículos que conduzem.

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Artigos Relacionados

IPSS’s de Alcobaça e Nazaré recebem 17 viaturas

A cerimónia de assinatura do protocolo, no âmbito da candidatura “Mobilidade Verde - Carros Elétricos para Instituições Particulares de Solidariedade Social com Serviço de Apoio Domiciliário a Idosos”, teve lugar no passado dia 29 de maio, no Cineteatro de Porto de...

anexo sem nome 00056

CERCINA adquire instalações do Centro Social do Rio Novo

As instalações do antigo Centro Social do Rio Novo, na Nazaré, foram adquiridas pela CERCINA – Cooperativa de Ensino, Reabilitação, Capacitação e Inclusão da Nazaré. Neste imóvel, devoluto há largos anos, pretende a CERCINA instalar o novo Serviço de Apoio...

cercina