Q

Previsão do tempo

17° C
  • Friday 16° C
  • Saturday 17° C
  • Sunday 15° C
17° C
  • Friday 17° C
  • Saturday 19° C
  • Sunday 16° C
19° C
  • Friday 17° C
  • Saturday 19° C
  • Sunday 16° C
Capella Duriensis, Simantra e Ensemble D. João V são os grupos que se seguem

Cistermúsica 2012 estreia pela primeira vez em Portugal Ópera “Páris e Helena”

David Mariano

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
A programação principal de julho do Cistermúsica 2012 – XX Festival de Música de Alcobaça conhece no próximo dia 7, sábado, pelas 21h30, no Cine-Teatro de Alcobaça – João d'Oliva Monteiro, uma estreia absoluta e aquele que um dos seus grandes destaques: "Páris e Helena" de Christoph Willibald Gluck, uma ópera em 5 atos, estreada em 1770, que relata a história de amor e sedução entre Páris e Helena, um dos mais apaixonantes mitos da antiguidade e que até hoje continua a inspirar variadas manifestações artísticas.

Esta obra, que será apresentada pela primeira vez em Portugal, é a terceira das óperas reformistas do compositor alemão Christoph Willibald Gluck e do poeta italiano Ranieri de’Calzabigi. A suavidade da música e a subtileza irónica do libretto, que ficciona o episódio da chegada de Páris a Esparta até à sua fuga com Helena para Tróia, conferem-lhe um tom muito mais próximo das óperas de Mozart do que das suas antecessoras “Orfeo ed Euridice” e “Alceste”.

Gluck dedicou esta obra a um português, D. João Carlos de Bragança Duque de Lafões, na altura residente em Viena e mais tarde fundador da Academia das Ciências de Lisboa. Este projeto resulta da parceria artística entre o Estúdio de Ópera da Escola Superior de Música de Lisboa (ESML), a Companhia Clara Andermatt e O Espaço do Tempo. Clara Andermatt e Rui Horta, ambos com percursos marcados pela sua íntima relação com o universo da música, juntam-se aos alunos, ex-alunos e professores da ESML para criar um projeto em que música, espaço e movimento se fundem num ambiente de intensa emotividade onde Deuses e Homens conspiram em nome do amor.

Um dia depois, domingo, às 18h00, é o momento de entrar em cena no Mosteiro de Santa Maria de Alcobaça o Capella Duriensis, um ensemble vocal especializado em música a cappella, com com direção de Jonathan Ayerst. Na sua temporada de 2010-11, a Capella Duriensis apresentou um repertório de mais de 40 obras numa série de concertos, sendo que um deles se deu no festival Música em S.Roque, Lisboa. O coro sempre proporcionou um interesse contextual nos seus programas, fazendo o contraste entre elementos da renascença com peças medievais e ainda modernas. O seu repertório inclui música Ortodoxa Russa do séc.XIX, Canto Litúrgico Antigo da Europa Ocidental, polifonia do período Renascentista Português, música folk da Europa de Leste e música litúrgica do séc.XX.

Já a 14 de julho, sábado, pelas 22h00, aquele mesmo monumento recebe o Simantra Grupo de Percussão, Grande vencedor do CIMCA’11 (II Concurso Internacional de Música de Câmara “Cidade de Alcobaça”), concurso único nesse formato em Portugal, e que se trata de um quinteto de percussão formado por alunos de Doutoramento e Mestrado em Música (Percussão) do Departamento de Comunicação e Arte da Universidade de Aveiro, (UA), bem como Licenciados pela UA.

Ainda no Mosteiro de Santa Maria de Alcobaça: o Ensemble D. João V apresenta-se no dia 15 de julho, domingo, pelas 18h00, sendo um grupo formado como resultado do trabalho em grupo realizado pelos seus membros durante o Curso Internacional de Música Antiga, no Convento de Cristo em Tomar, em 2007, organizado pela Academia de Música Antiga de Lisboa. O Ensemble é constituído por um grupo de músicos com larga experiência que se dedica a interpretar e a divulgar a música do Período Barroco utilizando instrumentos de época.

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Últimas

Artigos Relacionados

Exposição Carnaverse na Galeria Paul Girol

Ricardo Leandro expõe Carnaverse na Galeria Municipal Paul Girol, espaço dedicado às artes e artistas locais ou com obra produzida sobre a Nazaré. Carnaverse é uma analogia ao metaverso e a uma nova forma de olhar para o Carnaval da Nazaré, através das artes...

exposicao

Alcobacense Churky participa no Festival da Canção 2023

O Músico Churky, de Alcobaça, é um dos novos valores da música portuguesa que está entre os 20 autores selecionados para a edição de 2023 do festival da Canção. Há mais dois nomes do distrito de Leiria que participam, os Dankunsportif  de Peniche e  Inês...

chuky 1