Q

Previsão do tempo

7° C
  • Wednesday 11° C
  • Thursday 13° C
  • Friday 14° C
8° C
  • Wednesday 12° C
  • Thursday 13° C
  • Friday 15° C
7° C
  • Wednesday 13° C
  • Thursday 14° C
  • Friday 15° C

O Crédito em Casas de Penhor

Deco Santarém

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
Precisa de fazer face a uma despesa de saúde de última hora, mas o ordenado ou a pensão de reforma não lho permitem. Tem de pagar uma dívida urgente, mas não tem como. Para algumas pessoas, a solução mais imediata é penhorar bens valiosos. Jóias, quadros, relógios, antiguidades ou, até, canetas de ouro e prata são exemplos do que pode encontrar numa casa de penhores. Há quem pense que as casas de penhor já são coisa do passado, mas não é verdade. Nestes momentos de crise (desemprego, escassez de financiamento bancário, etc.), podem ganhar uma procura acrescida.

As casas de penhor funcionam de forma muito simples, o que as torna atractivas para quem procura financiamento rápido: emprestam dinheiro na altura, exigindo como única garantia o bem que o cliente dispõe a penhorar e a apresentação de dois documentos (bilhete de identidade ou cartão de cidadão ou passaporte, e cartão de contribuinte). Fácil, rápido… Mas não barato. Vejamos alguns aspectos do crédito em casas de penhor: tem um elevado custo – As taxas de juro são muito altas, pelo que este tipo de empréstimo só deve ser visto como uma solução de recurso para quem não consiga pedir dinheiro emprestado a um familiar ou amigo, ou recorrer ao crédito bancário. E o crédito é diferente da avaliação – O cliente nunca recebe o valor total pelo qual o bem é avaliado, mas sim entre 50 e 80% .

Actualmente, quem se vê perante dificuldades financeiras, devido ao desemprego ou outra razão, e precisa com urgência de uma certa quantia de dinheiro pode optar por vender algum bem de valor de que não necessite. Caso pretenda recuperar a posse desse bem mais tarde (por exemplo, por este ter um valor sentimental), só a penhora lhe dá essa possibilidade.

Vejamos: precisa urgentemente de dinheiro e tem um bem de valor: está disposto a vendê-lo?

Se Sim, convém visitar vários estabelecimentos licenciados antes de decidir, pois o montante atribuído pode variar muito. Se achar que a avaliação proposta é baixa, procure negociar. Se não está disposto a perder o bem, opte pela penhora, numa casa de penhor ou prestamistas licenciados, terá de pagar a avaliação, bem como juros mensais bastante elevados (superiores ao de um crédito pessoal) e obterá um valor inferior ao que conseguiria com a venda da peça.

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Últimas

Artigos Relacionados

Maçã de Alcobaça aposta na internacionalização

A Associação dos Produtores de Maçã de Alcobaça - APMA apresentou, no passado dia 3 de dezembro, o “Projeto de Promoção da Maçã de Alcobaça em Mercados Externos” que visa dar uma nova onda de sabor vinda de Portugal oriunda da única maçã do Atlântico. A...

maca de alcobaca2

Maçã de Alcobaça apresentou-se na Feira Fruit Attraction em Madrid

Feira Fruit Attraction, um dos maiores certames de marketing de produtos agrícolas (frutas e vegetais) do mundo, decorreu no pavilhão da IFEMA Madrid, de 4 e 6 de outubro, e Alcobaça esteve presente com um dos seus produtos frutícolas de marca. O evento contou com...

anexo sem nome 00056