Q

Previsão do tempo

20° C
  • Thursday 21° C
  • Friday 25° C
  • Saturday 25° C
20° C
  • Thursday 23° C
  • Friday 30° C
  • Saturday 29° C
19° C
  • Thursday 22° C
  • Friday 30° C
  • Saturday 30° C

Paulo Inácio classificou de erro ida do Hospital de Alcobaça para Caldas da Rainha

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
Está confirmada a integração do Hospital de Alcobaça no Centro Hospitalar de Leiria e Pombal. O ministro da saúde disse à RTP que o processo terá agora que passar primeiro pela «fusão dos atuais centros hospitalares de Torres Vedras e de Caldas [da Rainha] e depois objeto de uma cisão», sendo que «o hospital de Alcobaça não existe autonomamente e é preciso criar essa entidade jurídica autónoma».

Trata-se de um processo que irá resultar na posterior extinção dessa mesma figura jurídica, tendo em conta que depois de anexado a Leiria, o Hospital de Alcobaça deixará de existir enquanto unidade autónoma.

Para o presidente da Câmara de Alcobaça, Paulo Inácio, «este um anúncio reconhece, implicitamente, o erro que foi colocar o Bernardino Lopes de Oliveira sob a alçada do CHON».

O autarca desconhece, para já, quaisquer datas para a formalização da integração dos cuidados hospitalares de Alcobaça no CHL-P, preferindo sublinhar que «esta pretensão, que abrange também o concelho da Nazaré, foi de facto aceite pelo Governo».

As estimativas apontam para um universo entre os 45 mil e os 60 mil o número de utentes que o Leiria-Pombal irá ganhar com esta alteração. De fora ficam apenas as freguesias do sul do concelho de Alcobaça: São Martinho do Porto, Alfeizerão e Benedita que, pela sua maior proximidade à cidade termal, continuarão a recorrer ao CHON, em termos de cuidados hospitalares.

Recorde-se que esta pretensão de Alcobaça ganhou forma quando o governo anunciou a reestruturação dos hospitais de Caldas da Rainha e Torres Vedras, tendo como propósito a criação do Centro Hospitalar do Oeste, deixando cair o CHON, entidade que agregava os hospitais de Caldas da Rainha, Alcobaça e Peniche.

Por parte da Comissão de Utentes da Saúde dos Concelhos de Alcobaça e Nazaré este anúncio do ministro Paulo Macedo ainda não esclareceu se a passagem para Leiria se refere apenas aos utentes ou se inclui também os funcionários do Hospital.

Daí Isabel Granada preferir um discurso moderado, sobretudo no que ao futuro dos profissionais de saúde diz respeito. Quanto ao facto dos utentes passarem para Leiria, a enfermeira e membro da comissão refere ser uma «boa notícia que deixa todos felizes».

De salientar, por último, que o anúncio do ministro da Saúde foi realizado durante a cerimónia de inauguração da urgência geral do Hospital de Santo André, em Leiria, unidade do CHL-P, que já está a funcionar.

A requalificação da urgência custou 4,2 milhões de euros, 3,2 milhões dos quais respeitam às obras e equipamentos e o remanescente aos gastos com o serviço de urgência provisório que funcionou desde setembro de 2010.

O investimento foi assegurado com capitais próprios, que devem ainda ser objeto de financiamento comunitário.

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Artigos Relacionados

Câmara de Alcobaça fecha 2021 com saldo positivo de 463 mil euros

A Assembleia Municipal de Alcobaça aprovou no passado dia 28, as contas da autarquia que terminou o ano de 2021 com um saldo positivo de 463,2 mil euros e reduziu a dívida em 386 mil euros. De acordo com o relatório de contas apresentado aos deputados a receita...

cma