Q

Previsão do tempo

20° C
  • Monday 20° C
  • Tuesday 20° C
  • Wednesday 20° C
20° C
  • Monday 21° C
  • Tuesday 23° C
  • Wednesday 24° C
19° C
  • Monday 20° C
  • Tuesday 23° C
  • Wednesday 24° C

Arte Xávega recriada na Nazarénos meses de Maio e Junho

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
Promover a animação do areal recriando a tradição é um dos objectivos David Mariano A praia da Nazaré volta a receber a Arte Xávega nas tardes de sábado de Maio e Junho: é já a partir de 14 de Maio que a Câmara Municipal da Nazaré promove a recriação de uma das mais tradicionais artes […]
Arte Xávega recriada na Nazaré<br>nos meses de Maio e Junho

Promover a animação do areal recriando a tradição é um dos objectivos David Mariano A praia da Nazaré volta a receber a Arte Xávega nas tardes de sábado de Maio e Junho: é já a partir de 14 de Maio que a Câmara Municipal da Nazaré promove a recriação de uma das mais tradicionais artes de pesca conhecidas, pelas 16 horas, no areal da Nazaré, em frente ao Posto de Turismo. Promover a animação do areal da praia da Nazaré e divulgar alguns dos aspectos mais emblemáticos da cultura marítima local são os principais objectivos desta iniciativa.

Como é sabido, a Arte Xávega é um dos mais antigos e característicos processos de pesca artesanal da Nazaré, tendo sido introduzida em meados do século XVIII pelos pescadores vindos de Ílhavo e da Costa de Lavos, que se fixaram na nova praia. Com eles trouxeram as grandes redes de arrasto, que aqui foram modificadas e adaptadas às condições da costa nazarena, tornando-se mais pequenas e mais eficazes na faina.No dia 16 de Maio, a última das companhas da xávega registada na Capitania da Nazaré sairá ao mar durante a manhã, na embarcação típica desta arte, para lançar as redes que, à tarde, serão “aladas” (puxadas) a partir de terra, por homens, mulheres e crianças. Trata-se do momento mais visível e mais emblemático da recriação, onde normalmente também participam muitos turistas.O peixe capturado será, mais tarde, vendido numa lota de praia improvisada, reconstituindo os antigos processos de venda, nomeadamente o “chui” – o sinal de compra do pescado. Inevitavelmente, a Arte Xávega caiu em desuso nas últimas décadas do século XX, devido a factores de ordem económica e social e, sobretudo, pelo avanço da tecnologia de captura de pescado. Todavia, os esforços conjuntos da autarquia, entidades locais e pescadores têm tentado preservar e reavivar esta memória, numa iniciativa que decorre desde 1995.

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Artigos Relacionados

Braga de novo “Brilhante” levantouo troféu da Euro Winners Cup

Futebol de Praia: ACD O Sotão ficou no 3º lugar da prova. Decorreu na praia da Nazaré de 8 a 16 de Junho, o Euro Winners Cup. O estádio do Viveiro Jordan Santos e campos adjacentes foram o palco de inúmeros jogos, nas vertentes masculinas e femininos. Na grande...

448561289 18440336599000110 8585624812273994783 n

O sonho tornou-se real e o NDFAC subiu à elite do andebol nacional

Andebol: Nazaré tem pela primeira vez uma equipa no Nacional da 1ª Divisão em seniores masculinos Em jogo da 10ª e última jornada da Fase Final do Campeonato Nacional da Divisão de Honra de Seniores Masculinos, o Nazaré Dom Fuas Andebol Clube de Paulo Félix perdeu...

img 2816 copiar 1 2500 2500

Relatório de Gestão Consolidado do Município

Nazaré O Relatório de Gestão Consolidado do Município da Nazaré foi 2023 foi aprovado com 4 votos e 3 contra na reunião de Câmara do passado dia 7 de junho. De acordo com o documento, o passivo do Grupo Municipal apresentou, a 31 de dezembro de 2023, um valor de...

reuniao