Q

Previsão do tempo

18° C
  • Wednesday 20° C
  • Thursday 22° C
  • Friday 29° C
18° C
  • Wednesday 22° C
  • Thursday 26° C
  • Friday 35° C
18° C
  • Wednesday 23° C
  • Thursday 28° C
  • Friday 33° C

“Bicicletas” e “Trotinetas” saem à ruauma semana antes do Carnaval

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
Tânia Rocha Homens para um lado, mulheres para o outro. Foi sob este lema que estes dois grupos, Bicicletas e, mais recentemente, as Trotinetas, que já são uma referência no Carnaval da Nazaré, se formaram e se caracterizam. Os “Bicicletas”, grupo constituído única e exclusivamente por homens, já contam mais de 30 anos de existência. […]

Tânia Rocha Homens para um lado, mulheres para o outro. Foi sob este lema que estes dois grupos, Bicicletas e, mais recentemente, as Trotinetas, que já são uma referência no Carnaval da Nazaré, se formaram e se caracterizam. Os “Bicicletas”, grupo constituído única e exclusivamente por homens, já contam mais de 30 anos de existência. Já as “Trotinetas” completam este ano uma década, e já contam com mais de 300 elementos. Como já é habitual há largos anos, os dois grupos desfilam pelas ruas da Nazaré, no sábado antes dos grandes dias de folia e diversão, este ano a 26 de Fevereiro.

Homens de bicicleta e mulheres de trotineta saem à rua, em grande forma, para viver mais um dia de Carnaval, espalhando pelo ar momentos de alegria, cor e diversão, que, muitas vezes, só é compreendido por quem sente, verdadeiramente, o Carnaval nazareno. As “Trotinetas” surgiram durante uma viagem de regresso de uma exibição do Rancho Tá-Mar. Estrearam-se com apenas 80 elementos, mas foram crescendo, significativamente, ao longo dos anos. As fundadoras de um dos maiores grupos de Carnaval são: Polcínia Ova, Bela Veríssimo, Carla Conde Bulhões, Adélia dos Santos Galego e Cláudia Ova. Por sua vez, os “Bicicletas” surgiram em 1978, por um grupo de amigos que se juntavam frequentemente num café/restaurante da vila. Começaram com apenas 20 elementos, mas também foram crescendo ao longo do tempo e renovando os membros do grupo, hoje já se contam cerca de 250 membros. Em relação ao vestuário, esta situação também não foge à regra. As mulheres são mais vaidosas do que os homens e todos os anos preparam uma nova máscara. No entanto, todos os fatos preparados para esta ocasião têm de ter, obrigatoriamente, alguns elementos do traje nazareno, como, por exemplo, a algibeira, o casaco à nazarena e os colotes. Já os homens são muito mais práticos, vão ao baú habitual buscar a “fardamenta” e, como tal, não costumam ter grandes preocupações. Como manda a tradição do grupo, vestem “uma camisa à pescador”, uma “casaca ou casaco de fato inteiro”, umas “xirôlhas” e uma “saia de baixo” e estão prontos para o grande dia. Na cabeça, o acessório mais comum é o “barrete à pescador”. No entanto, este é o elemento que costuma ser diferente de ano para ano. Preparados para o dia reservado aos “Bicicletas” e às “Trotinetas” e vestidos a rigor, estes grupos vivem mais um dia de Carnaval, que começa de manhã cedo e termina de madrugada, até o corpo aguentar.

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Artigos Relacionados

Real Abadia Congress & Spa Hotel comemora o 9º aniversário

O Real Abadia Congress & Spa Hotel está a comemorar o seu 9º aniversário.  Depois de dois anos em que o sector do turismo sofreu um forte abrandamento, a direção unidade, inaugurada em 2013, quer olhar para o futuro com confiança, e está fortemente...

real

Miramar investe 3 milhões de euros no agroturismo em Évora

O Grupo Miramar, da Nazaré, investiu 3 milhões na aquisição da Quinta do Louredo no concelho de Évora. O empresário Serafim Silva, responsável pelo grupo, explicou ao jornal de Leiria que em causa está um investimento de cerca de três milhões de euros num...

Open Days do Emprego revela que “faltam pessoas para trabalhar”

Célia Roque, diretora do Centro de Emprego de Oeste Norte (que abrange sete concelhos), considerou no Open Days do Emprego, que decorreu na Expoeste, nas Caldas da Rainha, que um dos fatores mais críticos da região é a “falta de pessoas para trabalhar”. “É um...

emprego 1