Q

Previsão do tempo

15° C
  • Saturday 18° C
  • Sunday 19° C
  • Monday 20° C
15° C
  • Saturday 19° C
  • Sunday 22° C
  • Monday 23° C
15° C
  • Saturday 19° C
  • Sunday 22° C
  • Monday 22° C
[speaker]
[speaker]

“Dei tudo o que tinha corri de corpo e alma”

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
Uma entrevista de Joaquim José Paparrola mês de Novembro é o escolhido para os principais corta-matos nacionais. A ordem nem sempre é a mesma, mas em 2010 a sequência foi: 13 de Novembro Crosse Internacional de Oeiras; 21 de Novembro Crosse internacional da Amora; e 28 de Novembro Corta-mato de Torres Vedras (ex Crosse de […]
“Dei tudo o que tinha corri de corpo e alma”

Uma entrevista de Joaquim José Paparrola

mês de Novembro é o escolhido para os principais corta-matos nacionais. A ordem nem sempre é a mesma, mas em 2010 a sequência foi: 13 de Novembro Crosse Internacional de Oeiras; 21 de Novembro Crosse internacional da Amora; e 28 de Novembro Corta-mato de Torres Vedras (ex Crosse de Matos Velhos). Como tem vindo a ser habitual de há anos a esta parte, a Federação Portuguesa de Atletismo, aproveita a realização destes eventos para escolher os atletas que se encontram em melhor condição de representar Portugal no Campeonato da Europa de Crosse, que este ano se realiza em Albufeira, no dia 12 de Dezembro, na pista das Açoteias no Algarve.

A representação nacional é constituída por 6 atletas de ambos os sexos nas categorias de Juniores, Sub23 e Seniores. A atleta de São Martinho do Porto, Ana Mafalda Ferreira, depois de fazer parte selecção nacional por duas vezes na categoria Júnior (2007 e 2008) e uma na categoria Sub23 (2009), volta este ano pela 4ª vez, a fazer parte dos eleitos do seleccionador nacional. Para aqui chegar esta atleta participou nos crosses de observação para a sua categoria, a saber, Amora e Torres Vedras. Se no 1º a prova não correu como desejado, apesar da boa classificação – 4º lugar, em Torres Vedras todas as dúvidas foram desfeitas quanto à sua condição actual, conseguindo realizar uma prova muito cautelosa de início, mantendo-se alerta entre o pelotão, e na segunda metade, passou ao ataque da posição que mais lhe interessava, e foi ganhando lugares até final da prova obtendo uma dominadora vitória com 40 segundos de vantagem sobre a 2ª classificada do escalão (Sub23). Nesta prova esta jovem atleta deixou para trás atletas de reconhecido valor internacional, como Madalena Carriço do Marítimo, Solanje Jesus do Sporting Clube de Portugal, entre outras. O Região da Nazaré entrevistou uma vez mais a valorosa atleta acerca de mais este feito para a já sua longa carreira de vitórias e objectivos alcançados. Região da Nazaré- Como sentiu mais esta chamada à Selecção Nacional? Ana Mafalda Ferreira – Tem um sabor muito especial, porque esta será a minha despedida do escalão se sub-23. O primeiro crosse de observação não correu como desejava e muito menos para aquilo que treinei. Tinha consciência que face ao treino que tinha feio tinha obrigação de ter andado muito melhor. Mas não estava nos meus dias.. Sabia que o crosse de Torres Vedras ditaria a minha chamada à selecção, ou não. Dei tudo o que tinha, corri de corpo e alma e as coisas saíram bem! R.N- Sente que tem hipóteses de conquistar uma medalha para Portugal? AMF- Não há impossíveis, no entanto tenho consciência que estou longe de uma medalha individual. Ainda assim, acho que Portugal terá uma equipa de sub-23 bastante forte o que não afasta a hipótese de uma medalha colectiva. Todas nós esperamos dar o nosso melhor e com isso levar a equipa o mais longe possível… R.N- Quais as adversárias que mais teme, ou aquelas que pensa serem mais fortes no seu ponto de vista?

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Artigos Relacionados

Prémios Vinhos de Portugal 2024 realizado em Alcobaça

Ministro da Agricultura marcou presença no evento que decorreu em hotel de luxo da cidade O Montebelo Mosteiro de Alcobaça Historic Hotel foi, no passado dia 3 de maio, o local escolhido para a realização da cerimónia de entrega dos prémios aos vencedores da 11º...

concurso de vinhos portugueses

Arte Xávega regressa para reavivar o património [vivo] do concelho

A herança cultural é recriada para mostrar como era a vida piscatória antes do Porto A recriação da pesca artesanal “Arte Xávega" está de volta ao areal da Praia da Nazaré por iniciativa do Rancho Velha Guarda do Folclore da Nazaré, com o apoio do Município, aos...

arte xavega

Exposição de embarcações tradicionais aumenta espólio

A exposição de embarcações tradicionais da Nazaré aumentou o seu espólio com a instalação do Barco do Candil “Amor de Filhos” no espaço em frente ao Centro Cultural da Nazaré (antiga lota), que integra o Museu (vivo) do Peixe Seco. Esta embarcação foi utilizada...

barco