Q

Previsão do tempo

14° C
  • Thursday 25° C
  • Friday 26° C
  • Saturday 25° C
15° C
  • Thursday 28° C
  • Friday 31° C
  • Saturday 30° C
14° C
  • Thursday 28° C
  • Friday 30° C
  • Saturday 30° C

Cantor e compositor Samuel Úriaapresenta-se no Cine-Teatro de Alcobaça

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
Músico fora de qualquer clichés mostra temas do álbum “Nem Lhe Tocava” David Mariano Samuel Úria é um músico que desafia todos os clichés e estereótipos e um dos nomes daquilo a que se convencionou chamar a “nova fornada” de talentos nacionais no universo do pop-rock cantado em português – uma geração ligada de forma […]
Cantor e compositor Samuel Úria<br>apresenta-se no Cine-Teatro de Alcobaça

Músico fora de qualquer clichés mostra temas do álbum “Nem Lhe Tocava” David Mariano Samuel Úria é um músico que desafia todos os clichés e estereótipos e um dos nomes daquilo a que se convencionou chamar a “nova fornada” de talentos nacionais no universo do pop-rock cantado em português – uma geração ligada de forma muito próxima ao projecto discográfico que dá pelo nome Flor-Caveira e que já editou entre nós nomes como Os Pontos Negros, B Fachada, Diabo na Cruz, Tiago Guillul, Os Lacraus, João Coração, entre muitos outros. Ora, Samuel Úria vai estar no próximo dia 5 de Outubro no Cine-Teatro de Alcobaça, pelas 21h 30, no Cine-Teatro de Alcobaça.

Samuel Úria, que é no seio desta troupe que conseguiu, pelo menos renovar, não diremos a identidade, mas sobretudo uma visão da música cantada em português com fórmulas que nunca abdicaram das grandes influências musicais que marcam todo o “grande rock” (gospel, blues, pop, etc.), constitui ainda uma das suas figuras sem dúvida mais carismáticas e simbólicas, uma mistura por vezes improvável, por vezes bem recomendável, entre Bob Dylan e Carlos Paião, Tom Waits e Zeca Afonso. Um cantautor, título apropriado, que chega assim a Alcobaça para apresentar o álbum lançado no final do ano passado “Nem lhe Tocava”, disco que fez do tema “Não arrastes o meu caixão” o seu single de apresentação, e ainda nos trouxe 12 temas. Produzido por Tiago Guillul, este trabalho contou com a participação de vários artistas convidados, entre os quais Celina da Piedade (habitual colaboradora de Rodrigo Leão), Jorge Cruz (Diabo na Cruz) e Luís dos Golpes. Depois da passagem dos Diabo na Cruz pelo Cine-Teatro de Alcobaça, esta é mais uma oportunidade para sentir o pulso da música portuguesa naquele que é um dos seus melhores momentos de forma.

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Artigos Relacionados

NAZARÉ NO SEU OLHAR: lançamento no Dia do Livro

Foi no Dia Mundial do Livro, na Biblioteca Municipal da Nazaré, que o autor Diamantino Gonçalo deu a conhecer a sua nova obra poética, NAZARÉ no seu olhar, que conta com contributos de outros autores. A receita da venda do livro reverte a favor da CERCINA. No...

20220423 160214