Q

Previsão do tempo

17° C
  • Thursday 27° C
  • Friday 31° C
  • Saturday 29° C
17° C
  • Thursday 33° C
  • Friday 37° C
  • Saturday 37° C
15° C
  • Thursday 33° C
  • Friday 37° C
  • Saturday 37° C

Uma escolha decisiva

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
GONÇALVES SAPINHO MANDATÁRIO DISTRITAL DA CAMPANHA DO DR. PAULO RANGEL A intervenção cívica e a assunção da cidadania são imperativos indeclináveis quaisquer que sejam as circunstâncias em que se desenvolve a vida da comunidade. Isto é verdadeiro para os momentos de acalmia e de sucesso, em que a criação de riqueza, o pleno emprego, as […]

GONÇALVES SAPINHO MANDATÁRIO DISTRITAL DA CAMPANHA DO DR. PAULO RANGEL A intervenção cívica e a assunção da cidadania são imperativos indeclináveis quaisquer que sejam as circunstâncias em que se desenvolve a vida da comunidade. Isto é verdadeiro para os momentos de acalmia e de sucesso, em que a criação de riqueza, o pleno emprego, as contas públicas, a justiça, a educação, a saúde e o Estado são consonantes, no seu funcionamento e capacidade de resposta, com as razoáveis expectativas dos cidadãos. Mas é, não só mais verdadeiro, mas sobretudo exigível, para os momentos de crise profunda, política, económica, financeira, social, de credibilidade, de segurança e de esperança, como acontece com o tempo que passa.

Vivemos num tempo em que tudo “abana”, em equilíbrio instável. Assim, a intervenção cívica e a cidadania constituem, hoje, bastante mais do que direitos, constituem deveres indisponíveis. Não é legítimo que cada um de nós pense e actue como se o problema fosse do outro. Quer queiramos, quer não, quer gostemos, quer não, o único interessado é cada um de nós. Parece-me meridianamente claro que assim é. Este Governo, este modelo político esgotou-se? Parecem – Governo e Modelo – emparedados, ou, como se diz em linguagem corrente, “encostados à parede”. Se assim é, parece que é, urge que se prepare uma alternativa. O PSD está, neste momento, com a realização das “eleições directas”, a tratar da vida, a preparar-se para o “que der e vier”. Responsabilidade incomensurável ao do PSD quando se prepara, neste quadro social, político e económico para arrumar a casa, encontrar uma nova liderança e propor um RUMO PARA O PAÍS que nos ajude a sair do atoleiro em que, gradualmente, caímos. A importância e a responsabilidade dos militantes do PSD, dos sujeitos que irão intervir, directamente, neste processo eleitoral, não é mensurável. Isto, porque a eleição do Presidente do PSD passou a ser meramente instrumental, dado que o que está em causa é, não tenhamos medo das palavras, a ESCOLHA DO PRÓXIMO PRIMEIRO-MINISTRO. Cada militante, ao votar, não faz, não pode fazer uma escolha de interregno ou de transição: repito, por parecer inequívoco que está a escolher, potencialmente, um PRIMEIRO MINISTRO. Em situação de CRISE ou de BLOQUEIO da nossa vida colectiva sempre o PSD esteve à altura das suas responsabilidades. Temos, no terreno, 4 candidaturas à Presidência do Partido. Anuncio, desde já, o meu conflito de interesses: sou apoiante e mandatário Distrital da Candidatura de PAULO RANGEL. E assumo esta posição a céu aberto, convicto como estou de que é detentor de qualidades que o credenciam para responder positivamente ao que constitui o maior desafio que se põe aos portugueses, nas últimas décadas, no enquadramento das preocupações expostas. Sendo Senhor de uma invejável carreira académica, e, também profissional, não necessita da política para viver. Está na política em serviço de Missão. Acresce a isto a sua experiência governativa que lhe permite conhecer, por dentro, as teias do poder. O seu brilhantismo Parlamentar levou-o à, não menos brilhante, liderança do Grupo Parlamentar. Como corolário deste desempenho, “sobe na vida” e assume a liderança na candidatura ao Parlamento Europeu. Aí provou (não estamos a falar de “assim, assim”, de…) que é um líder. Os factos (vitória nas eleições) atestam que é um homem fadado para o sucesso e que este já vive com ele. Ao candidatar-se, e ao renunciar, se for eleito, ao “El Dorado” do Parlamento Europeu, troca o sossego pelo desassossego, o remanso de uma vida invejável pela aridez da previsível função de Primeiro-ministro. E só faz isto, aos 42 anos – o mais novo dos 4 – quem sente o Apelo da Missão, a responsabilidade de responder à chamada, tem a convicção de que é dono de um projecto credível que restitua aos Portugueses a esperança, tem a segurança de poder mobilizar o país para sair do atoleiro, tem e transmite ENERGIA. É um homem LIVRE, sem tutelas, sem condicionamentos face ao aparelho partidário, sem espartilhos ou enfeudamentos a interesses instalados, sem preocupações com elites partidárias. É, por si, um homem de luta, de inovação, de energia, de liberdade, de esperança. A sua maior aposta reside na MOBILIDADE SOCIAL e evidencia esta proposta pela sua importância, pela abrangência e pela possibilidade de concretização. A Média Burguesia, em vias de ser destroçada, deve ser consolidada e ampliada, a pequena burguesia deve ter condições para ascender à Média burguesia e os cidadãos, em geral e em pé de igualdade, farão e ascenderão aos patamares do seu horizonte e da sua ambição. Para isto é necessário acreditar nos portugueses e abrir caminhos à realização pessoal, individual e colectiva. A base para a eficácia da MOBILIDADE SOCIAL reside na ESCOLA. É aqui que os mais desfavorecidos terão condições para sonhar e ascender. Sempre e quando o valor dominante seja a CULTURA DA EXIGÊNCIA, mas reside, também, na criação de condições que assegurem a prossecução deste objectivo – apoios ao empreendedorismo, às pequenas e médias empresas, aos que, individualmente, provem que têm potencial e ambição. No momento do voto, cada militante estará entregue a si próprio carregando com uma responsabilidade específica em que só a LIBERDADE PESSOAL E INTELECTUAL darão sossego à nossa consciência. O Dr. Paulo Rangel, sendo um homem LIVRE, assegura a LIBERDADE. O FUTURO começa nesta ESCOLHA.

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Artigos Relacionados

Maçã de Alcobaça IGP não utiliza substâncias perigosas

A Associação de Produtores de Maça de Alcobaça - Indicação Geográfica Protegida veio a público esclarecer os consumidores sobre os produtos que utiliza na produção deste produto certificado, depois de uma notícia divulgada Pesticide Action Network. Um documento...

maca de alcobaca sustent