Q

Previsão do tempo

17° C
  • Monday 22° C
  • Tuesday 23° C
  • Wednesday 23° C
18° C
  • Monday 26° C
  • Tuesday 27° C
  • Wednesday 27° C
18° C
  • Monday 28° C
  • Tuesday 28° C
  • Wednesday 29° C

Rogério Raimundo com duvidassobre regeneração urbana

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
Paulo Alexandre A CDU contesta os planos anunciados para a regeneração urbana e recuperação do edifício do Mercado Municipal. O primeiro projecto, apresentado ainda durante o mandato de Gonçalves Sapinho, apontava para a construção de um piso para a instalação de um restaurante, com capacidade para 300 pessoas; de lojas da Cooperativa Agrícola de Alcobaça, […]

Paulo Alexandre A CDU contesta os planos anunciados para a regeneração urbana e recuperação do edifício do Mercado Municipal. O primeiro projecto, apresentado ainda durante o mandato de Gonçalves Sapinho, apontava para a construção de um piso para a instalação de um restaurante, com capacidade para 300 pessoas; de lojas da Cooperativa Agrícola de Alcobaça, do Mosteiro de Santa Maria, CEERIA e das instituições que estabeleceram parceiras com a autarquia no âmbito da regeneração urbana.

O segundo, apresentado pela presidência de Paulo Inácio, que anunciou a necessidade de rever os investimentos da Câmara anunciados para este projecto, aponta para a substituição do restaurante por um “open space” onde seriam instalados vários serviços, nomeadamente a Loja do Munícipe e os serviços da autarquia. O vereador da CDU, que não concorda com nenhuma das versões apresentadas, anunciou que só irá emitir uma opinião definitiva quando estiver perante o projecto final. Ainda sobre os investimentos e aquisições da Câmara, a CDU defendeu o

accionamento do interesse público sobre alguns negócios, como os das

compra das Quintas da Serra (Benedita) e do Vale da Cela (Alfeizerão), como forma de poupar bastante dinheiro à autarquia. De acordo com o vereador Rogério Raimundo, essa estratégia teria possibilitado a expropriação dos terrenos para onde estão previstas a Área de Localização Empresarial, na Benedita, e o Hospital Oeste-Norte, em Alfeizerão, dois projectos de interesse público, poupado dinheiro à autarquia. O anterior executivo, liderado pelo social democrata Gonçalves Sapinho, gastou cerca de 8,7 milhões de euros na compra dos terrenos na Benedita (5,2 M€) e Alfeizerão (3,5M€), num negócio que a CDU diz que «poderia ter sido feito através da expropriação, poupando dessa forma milhões de euros ao município de Alcobaça».

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Artigos Relacionados

Maçã de Alcobaça IGP não utiliza substâncias perigosas

A Associação de Produtores de Maça de Alcobaça - Indicação Geográfica Protegida veio a público esclarecer os consumidores sobre os produtos que utiliza na produção deste produto certificado, depois de uma notícia divulgada Pesticide Action Network. Um documento...

maca de alcobaca sustent