Q

Previsão do tempo

17° C
  • Thursday 27° C
  • Friday 31° C
  • Saturday 29° C
18° C
  • Thursday 33° C
  • Friday 37° C
  • Saturday 37° C
16° C
  • Thursday 33° C
  • Friday 37° C
  • Saturday 37° C

“O meu projecto passa por iniciarum trabalho de organização e intervenção”

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
Walter Chicharro recandidata-se à presidência da Comissão Política Concelhia do PS Tânia RochaRegião da Nazaré (R.N.) – Quais os motivos que o levam a candidatar-se novamente à Comissão Política Concelhia do PS da Nazaré? Walter Chicharro (W.C.) – Após a derrota eleitoral nas autárquicas 2009, o PS não pode parar. É urgente a solidificação do […]
“O meu projecto passa por iniciar<br>um trabalho de organização e intervenção”

Walter Chicharro recandidata-se à presidência da Comissão Política Concelhia do PS Tânia RochaRegião da Nazaré (R.N.) – Quais os motivos que o levam a candidatar-se novamente à Comissão Política Concelhia do PS da Nazaré? Walter Chicharro (W.C.) – Após a derrota eleitoral nas autárquicas 2009, o PS não pode parar. É urgente a solidificação do partido, a sua organização e a abertura à sociedade civil. As razões da minha candidatura são a vontade de colocar o partido preparado para ganhar eleições, sendo estes dois anos cruciais para o futuro imediato e a médio prazo, afirmando o partido junto das populações com trabalho de proximidade, demonstrando capacidade, vontade, empenho e interesse genuíno nos problemas dessas populações, ouvindo com humildade as necessidades do povo e apresentando propostas para colmatar essas necessidades. Outra das razões que levaram à minha candidatura está no facto de os apoios terem crescido nestes dois anos a todos os níveis, quer no que diz respeito a militantes e simpatizantes, inclusive camaradas que não estavam comigo há dois anos, vendo em mim a capacidade de liderar este partido, pelas ideias, pelas propostas e pela disponibilidade de gerar consensos que sempre demonstrei. Esta é a altura ideal para afirmar o PS Nazaré como alternativa, como estrutura que pensa e debate o concelho, que tem opinião e propostas e que as divulga junto das populações que pretende servir.

R.N. – Quais os seus principais planos e projectos? WalterC. – Os meus principais planos e projectos passam pela solidificação/organização do partido e pela sua abertura à sociedade civil. O PS Nazaré será tanto mais sólido quanto mais organizado estiver, e claramente, necessita de se virar para o exterior. Andamos há muito tempo virados para dentro, discutindo entre eleitos e Comissão Política Concelhia, o que não chega. Há seguramente perspectivas exteriores ao partido, da parte de todos os que queiram contribuir, que o PS Nazaré deverá tentar compreender e perceber se servem os propósitos de servir melhor o concelho. Daí a ideia de realizar fóruns de debate dedicados a vários temas relevantes para o concelho: as pescas, o turismo, indústria, agricultura, as questões sociais, a educação, etc. Por outro lado, outra acção que gostaria de implementar seria colocar o PS Nazaré próximo das empresas e empresários, dos clubes e associações, das IPSS, enfim de todos os que empreendem e actuam nas mais variadas áreas no concelho, realizando visitas e encontros periódicos. Fazer isso é demonstrar envolvimento com os seus problemas, fazer perceber que o partido pretende ser parceiro na resolução desses problemas e no fundo passar a mensagem de estrutura actuante, envolvida, interessada e com capacidade. Ouvir as populações e os interessados faz parte do código genético do PS. Só com esta “rede de contactos”, o PS mostrará ao povo que é uma alternativa de poder, que está preparado para governar, que é um espaço de debate e de escolha das melhores opções para o concelho. Julgo ainda ser importante alargar as bases de apoio do PS Nazaré. A atracção de mais cidadãos para uma militância no partido, demonstrando vitalidade e recuperando o espírito de bastião socialista no país, é algo que me motiva também neste projecto. Também por isto, a reactivação da secção de Valado dos Frades e da JS se torna crucial. Não podemos continuar a não ter os jovens integrados e representados no partido, bem como os camaradas de Valado dos Frades. Sem estas duas estruturas, o partido estará sempre limitado na sua intervenção e proximidade. Terei também alguma atenção às questões da inovação e novas tecnologias, dotando o partido de meios nestas áreas. R.N. – O que pretende mudar? Walter C. – Para falar no que quero mudar teria de fazer algumas criticas às anteriores Comissões Políticas Concelhia (CPC), e penso que não é esse o caminho, mas sim ter uma postura construtiva, positiva e agregadora. Acima de tudo pretendo implementar um maior diálogo dentro e fora da CPC, preparar as reuniões da CPC com um secretariado que seja bem representativo, apresentando propostas concretas e acima de tudo para que estas possam ser mais rentáveis em termos de trabalho. No fundo, o trabalho do secretariado será o de facilitar o trabalho à CPC. Pretendo ainda trabalhar com transparência, informando militantes e simpatizantes de deliberações e posições, através das novas tecnologias e dos meios tradicionais (jornais, rádio). Pretendo ainda promover periodicamente um encontro com a comunicação social para esclarecer algumas questões e posições do partido e dos nossos representantes nos órgãos autárquicos. É fundamental marcar a agenda política local, demonstrando que o PS Nazaré tem opinião e propostas. R.N. – Pode adiantar alguns nomes que vão fazer parte da sua lista? Walter C. – Prefiro não adiantar nomes, até porque conto com o apoio de todas as vertentes do partido e ao adiantar nomes alguém se poderia sentir posto de fora, mas posso dizer que mantenho os mesmos apoios de há dois anos aos quais adicionei camaradas que não estiveram comigo na altura. Inclusivamente há uma série de camaradas que já manifestaram a sua vontade e disponibilidade para me ajudar a organizar o partido. Continuo disponível para dialogar com todos os camaradas. Os contactos com muitos militantes e simpatizantes são uma prática que mantenho de longa data e, como já referi anteriormente, explorarei até à última hipótese a possibilidade de existir uma só lista candidata à CPC do PS Nazaré. R.N. – O que falhou na candidatura do PS nas últimas eleições autárquicas? Walter C. – Essa discussão já foi feita nos órgãos internos do partido, tanto na CPC como na Assembleia-geral de militantes. Publicamente, através de artigo no vosso jornal, apresentei a minha visão dos factos. Talvez não tenhamos tirado todas as ilações necessárias mas temos de olhar para o futuro sem se cometer os erros do passado. O importante nesta altura é o Partido e o concelho da Nazaré. Deve ser essa a orientação para todos e só assim construiremos um Partido Socialista com um futuro promissor. As eleições já lá vão e o PS não pode parar sob pena de esquecermos o essencial da actuação de um partido político que é representar os seus eleitores. R.N. – Por que não fez parte das listas? Walter C. – Basicamente por questões profissionais e por não ter as condições de ajudar o partido como queria. R.N. – O PS ainda continua com dificuldades internas? Quais? Walter C. – A principal dificuldade tem sido não vencer as autárquicas, já que todas as outras eleições, excepto as últimas presidenciais, foram ganhas pelo partido nestes 16 anos. Isso leva a que tudo seja posto em causa, provavelmente com razão pois é esse o principal objectivo do PS Nazaré: ganhar autárquicas e governar o concelho. Por outro lado, nos últimos anos, e na sequência das derrotas, o partido tem hibernado, deixando para depois a resolução de todos os problemas, esperando pelo mandato da comissão política em que se escolhe o candidato a presidente de Câmara, como se isso resolvesse os reais problemas que impedem essa vitória. Dom Sebastião já não volta e não acredito em soluções mágicas. Acredito sim na competência e capacidade das pessoas e no agregar à volta de um objectivo comum. O meu projecto passa por, desde já, iniciar um trabalho de organização e intervenção para que possamos ter as melhores pessoas e os melhores programas na hora H. R.N. – O facto de poder haver mais do que uma candidatura à Comissão Política, o que revela que o partido não chega a acordo sobre o candidato a presidente, não pode novamente prejudicar o PS noutros actos eleitorais? Walter C. – Não vou falar em cenários que não existem. Os dois anteriores concorrentes já foram presidentes da CPC. Quem me conhece sabe que sou uma pessoa moderada e sempre aberta ao diálogo. O PS Nazaré não tem mais margem de erro, já que não tardará muito que façam 20 anos desde a primeira derrota autárquica. É já tempo de assumir responsabilidades e de se colocar o interesse do Partido acima de tudo, criando verdadeiras condições para o fortalecimento do PS Nazaré e para o seu reconhecimento como alternativa de poder. R.N. – Que comentário faz ao desempenho político dos autarcas eleitos pelo PS, tanto na vereação da Câmara Municipal, como na Assembleia Municipal, neste e no anterior mandato? Walter C. – Nunca é fácil fazer oposição. Já estive na bancada da Assembleia por duas vezes e sei como é difícil, e o Sr. Eng. Jorge Barroso é mestre na arte de tentar responsabilizar a oposição pela sua pouca obra no concelho. Mas acredito que se a CPC funcionar de forma mais organizada e integrada, delineando a estratégia a implementar e ouvindo tanto os vereadores como os restantes eleitos da Assembleia Municipal e das Assembleias de Freguesia, o PS sairá reforçado na oposição responsável que exercerá. R.N. – Pretende candidatar-se à presidência ou direcção de mais alguma instituição? Walter C. – Fui há cerca de alguns meses eleito presidente do Conselho Geral do Agrupamento de Escolas da Nazaré, órgão no qual estava enquanto um dos representantes de pais da Escola Básica do Sítio da Nazaré, e este é o único cargo que ocuparei conjuntamente com o de, espero eu, presidente da CPC do PS Nazaré. São dois cargos de grande importância e que me ocuparão na totalidade o tempo livre que tenho. Assim, não me candidatarei a mais nenhum cargo em mais nenhuma instituição nos próximos anos. R.N. – Vai haver mais alguma iniciativa do Clube do Pensamento?O que aconteceu com este projecto do qual também fazia parte? Walter C. – O Clube do Pensamento foi uma experiência interessante mas que faz parte do passado. Não deixarei de dizer que o único fórum realizado por este Clube deixou em mim uma marca importante já que estava em causa, entre outras questões, o tipo de Turismo que a Nazaré quer. Retirei dele ensinamentos que me servirão para implementar os fóruns de debate no PS Nazaré e nunca darei por mal empregue o tempo que a ele dediquei.

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Artigos Relacionados

As vantagens de apostar num projeto de cozinha com ilha

Este tipo de cozinhas modernas com ilha, são cada vez mais comuns em Portugal por oferecerem uma estética interessante e serem muito mais práticas do que as cozinhas com uma disposição mais tradicional.

artigo

Quercus atribui Qualidade de Ouro a duas praias do concelho da Nazaré

A associação divulgou a lista das 440 praias com “Qualidade de Ouro”, um valor nunca antes alcançado na história deste galardão que avalia a qualidade das águas balneares nacionais, estando as duas praias costeiras do concelho da Nazaré integradas no ranking de...

245416536 4319795401408206 1376882044721136776 n