Q

Previsão do tempo

16° C
  • Thursday 16° C
  • Friday 13° C
  • Saturday 14° C
17° C
  • Thursday 17° C
  • Friday 14° C
  • Saturday 14° C
17° C
  • Thursday 15° C
  • Friday 13° C
  • Saturday 13° C

Equipa de Intervenção Rápida já está ao serviço

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
Carlos Barroso A Equipa de Intervenção Rápida (EIR) da Divisão das Caldas da Rainha estriou-se na passada sexta-feira durante uma Operação de visibilidade à população e que decorreu nas cidades de Alcobaça, Nazaré, Caldas da Rainha e Peniche. Esta equipa que é uma das novas formas da PSP actuar nas cidades durante o período nocturno […]
Equipa de Intervenção Rápida já está ao serviço

Carlos Barroso A Equipa de Intervenção Rápida (EIR) da Divisão das Caldas da Rainha estriou-se na passada sexta-feira durante uma Operação de visibilidade à população e que decorreu nas cidades de Alcobaça, Nazaré, Caldas da Rainha e Peniche. Esta equipa que é uma das novas formas da PSP actuar nas cidades durante o período nocturno e diurno, com uma presença musculada e que transmita para a população sentimento de segurança e iniba os prevaricadores de não respeitarem a Lei. Esta intenção foi amplamente conseguida durante esta Operação que acompanhamos uma vez que comentários de proprietários de bares a referirem que querem ter policia assim, “todos os dias e não apenas de vez enquanto”, foram tona dominante por onde se passou. É claro que nestas coisas há sempre quem tente passar a pernas às autoridades, mas com a presença desta equipa as coisas são cumpridas à risca, como aconteceu em alguns bares que necessitaram de ser encerrados com os elementos na carrinha da EIR à porta porque estavam a laborar para lá do permitido por Lei e já depois de terem sido avisados pelos polícias do carro de patrulha. Mas além destas reacções de comerciantes houve também por parte da população desabafos como “há vinte anos nas Caldas nunca tinha visto tanto polícia junto e a fazerem um trabalho meritório de manter a ordem pública”.

Estes pequenos elogios que foram sendo soltos durante a Operação de fiscalização e identificação estimulam quem desempenha as novas funções, mas também são um sinal para a necessidade que havia para uma equipa destas ou uma intervenção mais musculada das autoridades de segurança pública. A equipa EIR funciona todos os dias sem descanso e estão disponíveis para actuar nas quatro cidades do sul do distrito de Leiria e que fazem parte do comando da Divisão das Caldas da Rainha. Os agentes deste esquadrão identificaram e fiscalizaram sete indivíduos, a maioria menores de idade e com cerca de 16 anos de idade, depois de uma denúncia por distúrbios num bairro. A Operação que teve também incidência rodoviária culminou na fiscalização de 205 condutores, dos quais, 33 tiveram direito a autos de contra ordenação ou foram detidos. Foram apanhados, dentro do perímetro urbano, 18 condutores a circularem em noite de chuva amais do permitido por Lei, e que incorreram numa infracção grave, mas ainda assim outros dois condutores conseguiram atingir uma velocidade superior a 110km/h em zona de 50km/h, incorrendo numa infracção muito grave. Sete condutores pagaram 250 euros de multa por apresentarem TAS entre 0,5 e 0,8gr/l quando fiscalizados. Outros três pagaram 500 euros de multa por acusarem TAS entre 0,8 e 1,19 gr/l. Dois automobilistas, um com 22 anos nas Caldas acusou 1,33 gr/l e outro com 25 anos em Alcobaça acusou 1,27 gr/l, ficaram detidos. Os agentes detiveram um condutor, com 25 anos de idade, reincidente neste tipo de crime, a conduzir uma viatura ligeira de passageiros sem ter carta de condução. Três viaturas, duas em Caldas e uma na Nazaré foram apreendidas e nove documentos diversos ficaram confiscados pelas autoridades nas Caldas, Alcobaça e Nazaré. Foram ainda passadas mais dez autos por falta de inspecção, seguro e outras infracções ao código da estrada. Foram ainda fiscalizados quatro estabelecimentos de diversão nocturna nas Caldas e um em Peniche. Na cidade termal os agentes levantaram dois autos por não cumprimento de horário e dois por uso de segurança privada de forma ilegal. Na cidade de Peniche a fiscalização que contou com a colaboração do SEF, culminou na identificação de duas mulheres brasileiras entre os 20 e 25 anos de idade que se encontravam em situação ilegal no país. Uma foi notificada a abandonar o território nacional de forma voluntária em vinte dias e a outra foi convidada a comparecer nos serviços do SEF a fim de resolver o seu processo de repatriamento. Ainda em Peniche, o proprietário desse estabelecimento onde foram encontradas as duas mulheres viu as autoridades elaborarem um auto por lenocínio, ou seja, incentivo à prática da prostituição e ainda por não ter condições de segurança para clientes, nomeadamente numa situação de evacuação de emergência.

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Últimas

Artigos Relacionados

Tá Mea Praia Alevantada” é o mote do Carnaval 2024

Tradicionalmente, o arranque da festa acontece no primeiro dia do novo ano, com o baile de apresentação dos Reis e da Marcha oficial do ano. O tema do Carnaval 2024 é “Tá mea praia alevantada”, uma expressão do dialeto nazareno, que diz muito sobre a maneira como...

dscf3952 1 2500 2500

Justine Dupont e Nathan Florence dominaram os Prémios Big Wave Challenge

Os surfistas de ondas grandes celebraram as suas conquistas de 2022 numa Gala de Prémios que decorreu no cineteatro da Nazaré Justine Dupont foi a grande vencedora dos prémios do Big Wave Challenge, arrecadando os troféus de Maior Onda, Onda do Ano e Surfista do...

bigwaves

Buscas da GNR na Nazaré apanham traficantes

O Núcleo de Investigação Criminal (NIC) de Leiria da GNR deteve 14 pessoas, com idades entre 20 e 62 anos, por tráfico de estupefacientes e posse de arma proibida, na Cova das Faias (Leiria), também no centro de Leiria, em Coimbra e em Famalicão, na Nazaré. No...

trafico