Q

Previsão do tempo

17° C
  • Monday 22° C
  • Tuesday 22° C
  • Wednesday 24° C
18° C
  • Monday 26° C
  • Tuesday 27° C
  • Wednesday 28° C
18° C
  • Monday 28° C
  • Tuesday 28° C
  • Wednesday 29° C

Festival Cistermúsica prossegue programa de qualidade

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
Quatuor Psophos, Canto Gregoriano e Mesiaen Quartet são os próximos destaques Depois dos dois grandes momentos que marcaram o arranque da edição 2009 do Cistermúsica (falamos da sessão de abertura com obras para quatro vozes e piano no Cine-Teatro de Alcobaça e o concerto coral-sinfónico de “A Criação” de Joseph Haydn pelo Coro Lisboa Cantat […]
Festival Cistermúsica prossegue programa de qualidade

Quatuor Psophos, Canto Gregoriano e Mesiaen Quartet são os próximos destaques Depois dos dois grandes momentos que marcaram o arranque da edição 2009 do Cistermúsica (falamos da sessão de abertura com obras para quatro vozes e piano no Cine-Teatro de Alcobaça e o concerto coral-sinfónico de “A Criação” de Joseph Haydn pelo Coro Lisboa Cantat e a Orquestra Académica Metropolitana na Nave Central do Mosteiro de Alcobaça), o Festival de Música de Alcobaça continua a oferecer propostas interessantes no domínio da “música de câmara” (o tema que este ano atravessa todo o programa). Não se julgue que o Cistermúsica é coisa apenas para gente adulta; este ano há mesmo uma recém-criada secção para os mais jovens (Cistermúsica Júnior) e que trata de proporcionar às crianças uma maior cumplicidade com o universo da música clássica: é o que acontece já no próximo domingo, dia 31, pelas 11h, com o espectáculo “As Aventuras da Polegarzinha” que parte do famoso conto de Hans Christian Andersen e conta com música de Raymond Alessandrine, texto de Bruno Belthoise e Maud Alessandrini (no palco estarão Bruno Belthoise, ao piano, Sébastien Marq, flautas de bisel, e Alexandre Delgado como narrador).

Há mais nesse dia com o Quarteto de cordas Quatuor Psophos, pelas 18h, no Celeiro do Mosteiro de Alcobaça, um grupo de cordas criado em 1997 (e várias vezes premiado ao longo do seu percurso artístico) constituído por quatro intérpretes femininas: Lisa Schatzman (violino), Bleuenn Le Maitre (violino), Cécile Grassi (violeta) e Eve-Marie Caravassilis (violoncelo), que tratarão de viajar “Em Torno de Mendelssohn” com obras deste compositor, Bach e Haydn. A 6 de Junho chega também uma experiência de som e tempo (não estaremos a exagerar se o nomearmos assim) através da presença do Coro Gregoriano do Instituto Gregoriano de Lisboa (a direcção será de Armando Possante e Manuel Pedro Ferreira) na Nave Central do Mosteiro de Alcobaça (não imaginaríamos este concerto noutro lugar melhor), sábado, pelas 17h, com obras ainda por anunciar, mas com um título sugestivo: “Experiência Sonora Cisterciense e Canto Gregoriano”. Igualmente nesse dia, o Cistermúsica transporta-se até à Igreja Matriz de Évora de Alcobaça (a direcção apostou forte na descentralização concelhia este ano) para nos mostrar o que um violoncelo (Jed Barahal), um piano (Christina Margotto) e um clarinete (Jorge Trindade) fazem das obras de Beethoven, Rakhmaninov, Frederico de Freitas. Uma particularidade: este concerto terá em estreia absoluta para estes três instrumentos uma obra de Vanessa Valério encomendada pelo Festival de Música de Alcobaça. Já a 7 de Junho, chega a vez do Convento de Cós (um dos espaços habitués na recepção ao Cistermúsica) acolher o Messiaen Quartet, composto por quatro jovens artistas: Alexei Mikhailenko (clarinete), Ksenia Berezina (violino), Nicolai Chugaev (violoncelo) e Zlata Chochieva (piano), que no 1.º Concurso Internacional de Música de Câmara conquistaram o 1.º Prémio na Categoria B (média de idades até 30 anos). Quanto ao ciclo de cinema “O Cinema Vai à Ópera” (e depois da abertura com “Senso” de Luchino Visconti e de “Farinelli” de Gérad Corbiau), a selecção de filmes prossegue com “O Rei das Rosas” do germânico Werner Schroeter, dia 2 de Junho, terça, pelas 21h 30; uma história intensa e profunda, rodada em Portugal e produzida por Paulo Branco que nos oferece a derradeira interpretação da actriz Margarida Montezuma.

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Artigos Relacionados

As vantagens de apostar num projeto de cozinha com ilha

Este tipo de cozinhas modernas com ilha, são cada vez mais comuns em Portugal por oferecerem uma estética interessante e serem muito mais práticas do que as cozinhas com uma disposição mais tradicional.

artigo

Maçã de Alcobaça IGP não utiliza substâncias perigosas

A Associação de Produtores de Maça de Alcobaça - Indicação Geográfica Protegida veio a público esclarecer os consumidores sobre os produtos que utiliza na produção deste produto certificado, depois de uma notícia divulgada Pesticide Action Network. Um documento...

maca de alcobaca sustent