Q

Previsão do tempo

17° C
  • Thursday 24° C
  • Friday 31° C
  • Saturday 29° C
17° C
  • Thursday 28° C
  • Friday 37° C
  • Saturday 37° C
17° C
  • Thursday 28° C
  • Friday 37° C
  • Saturday 37° C

“Energia e alterações climáticas – A Campanha”

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
Durante a primeira metade do século XX, o progresso tecnológico teve um salto qualitativo e quantitativo, a extracção de recursos cresceu de forma exponencial privilegiando a utilização dos combustíveis fósseis, carvão, gás natural e petróleo. Ao mesmo tempo, geram-se grandes impactes na natureza, com fortes índices de poluição ao nível regional e planetário. As alterações […]

Durante a primeira metade do século XX, o progresso tecnológico teve um salto qualitativo e quantitativo, a extracção de recursos cresceu de forma exponencial privilegiando a utilização dos combustíveis fósseis, carvão, gás natural e petróleo. Ao mesmo tempo, geram-se grandes impactes na natureza, com fortes índices de poluição ao nível regional e planetário. As alterações ambientais presentemente registadas põe em causa o modelo actual de produção e consumo, que reduziu de forma drástica os recursos não renováveis e tem de resolver a difícil assimilação dos resíduos gerados. Neste sentido somos confrontados com um grande desafio, continuar a usar os bens e serviços básicos para a vida humana e melhorar a qualidade de vida, enquanto se minimiza o impacto ambiental, de forma a não pôr em risco as necessidades das gerações futuras, isto é sob o principio do Desenvolvimento Sustentável.

A utilização dos recursos não renováveis para produção de energia ou como combustível, implica a libertação para o meio ambiente de gases (dióxido de carbono, vapor de água, entre outros) que com o aumento da sua concentração na atmosfera, potenciam o fenómeno do efeito de estufa. Este fenómeno tem consequências sérias na Terra e no nosso nível de vida. Vários estudos indicam que a consequência do efeito de estufa reside nas alterações climáticas, nomeadamente o aumento da temperatura média global, e que estas estão a ocorrer a uma velocidade maior do que a adaptação dos organismos, o que implica consequências devastadoras para a biodiversidade e ecossistemas do mundo inteiro. As alterações climáticas não são uma miragem e actualmente fazem-se sentir sob diversas formas: a subida do nível do mar, o que implica o aumento da erosão costeira e fará com que muitas zonas do litoral sejam submersas; fenómenos meteorológicos extremos, secas e cheias frequentes; a produtividade agrícola é igualmente afectada devido aos ciclos de temperaturas e pela escassez de água, havendo o risco da prevalência de situações de fome em determinadas regiões do planeta; aparecimento de doenças que até então eram raras ou inexistentes; ameaça e extinção de espécies que não têm capacidade de adaptação. Neste sentido a DECO, Associação Portuguesa para a Defesa do Consumidor em parceria com o Centro de Informação Europeia Jacques Delors (CIEJD), está a desenvolver uma campanha com o tema “Energia e alterações Climáticas”. Esta campanha tem o objectivo de prestar informações sobre as alterações climáticas, a produção de energia, o uso eficiente e racionalização de energia e com o intuito de consciencializar o consumidor para a necessidade de reduzirmos o impacte das nossas acções individuais no ambiente, nomeadamente em termos de alterações climáticas. Esta campanha está a decorrer até Junho e é dirigida ao público em geral, através de Sessões de Informação e Debate e à comunidade escolar, através de Aulas Jacques Delors. Perante o cenário das alterações climáticas, torna-se urgente uma mudança de postura no quotidiano para encontrar equilíbrio entre o nosso modo de vida e o ambiente. Mudar é fácil, não custa nada e o Ambiente Agradece!!! Mónica Martins DECO Santarém

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Artigos Relacionados

As vantagens de apostar num projeto de cozinha com ilha

Este tipo de cozinhas modernas com ilha, são cada vez mais comuns em Portugal por oferecerem uma estética interessante e serem muito mais práticas do que as cozinhas com uma disposição mais tradicional.

artigo

Maçã de Alcobaça IGP não utiliza substâncias perigosas

A Associação de Produtores de Maça de Alcobaça - Indicação Geográfica Protegida veio a público esclarecer os consumidores sobre os produtos que utiliza na produção deste produto certificado, depois de uma notícia divulgada Pesticide Action Network. Um documento...

maca de alcobaca sustent