Q

Previsão do tempo

17° C
  • Thursday 27° C
  • Friday 31° C
  • Saturday 29° C
18° C
  • Thursday 33° C
  • Friday 37° C
  • Saturday 37° C
16° C
  • Thursday 33° C
  • Friday 37° C
  • Saturday 37° C

FOSSO OLÍMPICO!

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
Emanuel de Sousa Tomaz(professor de ténis)Findos os jogos olímpicos mais caros da história, com 27 milhões de euros investidos nas inigualáveis cerimónias de abertura em que estiveram envolvidos 15.000 participantes, e de encerramento com a suprema dignidade da atribuição das medalhas da maratona a Tsegay Kebede da Etiópia (bronze), Jouhad Gharib de Marrocos (prata) e […]

Emanuel de Sousa Tomaz(professor de ténis)Findos os jogos olímpicos mais caros da história, com 27 milhões de euros investidos nas inigualáveis cerimónias de abertura em que estiveram envolvidos 15.000 participantes, e de encerramento com a suprema dignidade da atribuição das medalhas da maratona a Tsegay Kebede da Etiópia (bronze), Jouhad Gharib de Marrocos (prata) e a Samuel Wansiru do Quénia (ouro),tudo aquilo que os mais cépticos podem dizer é: Incomparável!A milenar arte pirotécnica chinesa, aliada às dezenas de milhares de figurantes que interligaram a tradição à tecnologia num espectáculo deveras deslumbrante e apoteótico, culminou com o ex-ginasta Li Ning correndo no ar que nem astronauta, a acender a chama olímpica que durante 17 dias iluminou os jogos. Foi deveras grandioso!10.708 atletas de 204 países, competiram em 28 desportos pela atribuição de 302 medalhas de ouro.

A China, se dúvidas subsistissem, mostrou ao mundo que aquele império que dominou há 5000 anos e que teve na dinastia Ming o seu expoente, está de volta e depois de alguns milénios de hibernação, a recente abertura ao capitalismo, catapulta a China para o topo de tudo: a classe média chinesa são 400 milhões de pessoas (mais do que a população da Europa comunitária), ávida de tudo aquilo a que o dinheiro proporciona e tornando-a no alvo mais apetecido de todo o “mundo civilizado”. Estes jogos serviram de montra privilegiada para todo o mundo absorver a modernização de Pequim e da China, que tem apenas ¼ da população mundial! Com 51 medalhas de ouro, a China que só participa em olimpíadas desde 1984, foi a grande vencedora dos jogos e na cerimónia de encerramento, Hu Jintao, presidente da república popular da China era o espelho da nação: o triunfo em toda a linha, aliado à excelente organização (a aldeia olímpica e o fabuloso sistema de transportes deixaram os atletas rendidos)… a drástica diminuição da poluição (que até ajudou a fazer cair o recorde olímpico da maratona, que pertencia a Carlos Lopes desde 1984), juntaram 1 bilião e 400 milhões de almas em torno do sonho olímpico. Mais não foi do que o renascer do dragão!O desporto na China foi durante anos usado apenas como propaganda, mas com a abertura da China ao mundo, o desporto de alta competição com todo o mediatismo inerente na actual sociedade global, foi alvo de um tratamento de excepção, com a criação de academias (verdadeiras fábricas de talentos), de infra-estruturas de norte a sul e com a importação de técnicos de topo mundial nos mais variados desportos, o que tudo junto fez da China um colosso e fará dela nos anos vindouros e de forma sustentada, a maior potência mundial a todos os níveis!Quanto aos Estados Unidos da América, as 36 medalhas de ouro apenas lhe garantiram o 2º. lugar nos jogos; …Legado da administração Bush, ou o princípio do fim da hegemonia?A Rússia, tão habituada estava a disfarçar através do desporto a gigantesca miséria e desigualdades que assolavam o império da U.R.S.S., conseguiu ainda assim o 3º.lugar entre as nações com mais medalhas de ouro, 23! E se o desmembramento do bloco soviético significou o aparecimento de 15 novos países, Putin e a seu fantoche Medvedev, deviam aprender a lição, de que a grande Rússia com toda a corrupção no aparelho de estado e em todos os sectores da sociedade, já não pode fazer alarde do poderio militar para ter a posição dominante que outrora ocupou! A invasão da Geórgia mais não fez do que pôr a nu uma verdade elementar: as guerras actuais travam-se por interesses económicos! Esta foi pela machadada que o gasoduto georgiano provocaria nos depauperados cofres russos. E a prepotência é tanta que o reconhecimento da Abecásia e da Ossétia do Sul, deixam todos aqueles países europeus que reconheceram a independência do Kosovo, sem margem de manobra para qualquer tipo de intervenção… As atiradoras Natália Paderina (Rússia) e Nino Salukvadze da Geórgia (prata e bronze na pistola de ar a 10 metros), deram uma verdadeira lição do espírito olimpíco, ao abraçarem-se no pódio. A Grã Bretanha que vai receber os jogos em 2012, foi 4ª. classificada na corrida ao ouro (18), logo seguida pela Alemanha (16), Austrália (14), Coreia (13), Japão (9), Itália (8) e França, Ucrânia e Holanda fecham o top 10 com 7 medalhas de ouro cada. Essencialmente, assistiu-se à evolução, ou à continuação sustentada dos países que num passado recente organizaram os jogos e souberam assim tirar proveito das excepcionais infra-estruras que herdaram: Austrália, Coreia, e sobretudo a Espanha. A excepção pela negativa foi a Grécia, mas como os ingleses dizem e bem: Greece is a mess!Na generalidade, a qualidade desportiva foi fantástica! Foram batidos 132 recordes olímpicos, 43 recordes do mundo e assistiu-se à consagração de alguns super atletas: o americano Michael Phelps, que com as 8 medalhas de ouro na natação, suplantou o lendário Mark Spitz que detinha o recorde de medalhas na mesma olimpíada: 7 de ouro em Munique 1972! O inglês Chris Hoyt no ciclismo de pista (provas de perseguição), com 3 medalhas de ouro, o ginasta chinês Dzu Kai, também com 3 medalhas de ouro, o etíope Kenenisa Bekele, que tem que ser considerado o melhor fundista mundial de todos os tempos, venceu o ouro nos 5.000 e nos 10.000 metros; igual proeza realizou a sua compatriota Tirunesh Dibaba, vencendo concludentemente a légua e a dupla légua. Destaque ainda para a americana Nastia Liukin (filha de ex-campeões russos), que com 5 medalhas na ginástica, provou ser a melhor ginasta mundial ( ganhou o all around)…e para o jamaicano Usain Bolt, rei da velocidade, com vitória nos 100 e 200 metros tendo batido o mítico recorde mundial de Michael Jhonson com 19,30 segundos. Destaque pela negativa para a inclusão da prova de BMX (aquelas bicicletas pequeninas cuja barra de direcção gira a 360º. e os participantes se identificam pelos calções abaixo do joelho e a caírem pelo rabo), uma prova que dura 30 segundos em que caiem metade dos participantes, roça o ridículo já para não lhe chamar surreal… (Como é possível que ao ver tamanha palhaçada o hóquei em patins não seja desporto olímpico)? E também o grotesco profissionalismo dos participantes dos jogos: o americano Kobe Bryant no Basket, Roger Federer, Rafael Nadal, as irmãs Williams e todas as vedetas do circuito ATP e WTA, os futebolistas Ronaldinho e Lionel Messi entre tantos outros que subvertem o ideal olimpíco: Citius, Altius, Fortis! Se o barão Pierre de Coubertin assistisse à degeneração dos ideais por que tanto lutou, decerto que não resistiria a tanta hipocrisia…O contraste foi a emocionante e duríssima prova de BTT, vencida pelo francês Julien Absalon em 1h55m59s. Épico!Sobre o Tibete, durante o decorrer dos jogos, nem uma palavra… Os três locais em Pequim, postos à disposição dos manifestantes, permaneceram vazios, pois era necessário uma autorização e os pretendentes acabaram todos presos…Quanto à participação portuguesa, é tempo de parar para pensar! De uma vez por todas tem que se começar a construir a casa pelos alicerces: os 15 milhões de euros que o governo deu ao comité olímpico português, proporcionou aos participantes lusos as melhores condições possíveis face à inexistência de um projecto! E é de um projecto a médio-longo prazo que o desporto português precisa! Aliado à criação de infra-estruturas descentralizadas e da contratação de técnicos superiores que possam preparar os nossos técnicos para que possam vir a ser melhores. Mas se calhar para isso terá que se mudar a mentalidade primeiro… veja-se o caso de Aleksander Donner, o melhor técnico de andebol que passou por Portugal; campeão em todos os clubes que treinou e está no desemprego… É preciso dizer mais?Quanto aos comentários brejeiros sobre os nossos atletas, é conveniente de vez em quando sair do sofá para vestir a pele de desportista; aí então está-se no direito de criticar!Parabéns a Vanessa Fernandes e a Nélson Évora, por disfarçarem aquilo que desde há décadas é indisfarçável: neste país só os futebolistas são profissionais!O velejador Gustavo Lima (campeão europeu e mundial), aufere 1.000 euros mensais e Obikwelu 1.250 euros! …Um pedreiro ganha mais!Portugal tem potencial desportivo não tem é projecto nem infra-estruturas! E aí a culpa é não só dos sucessivos governos que nos têm enganado, mas também dos media nacionais, que desde há décadas têm elevado o futebol à categoria de religião, relegando todo o desporto para terceiro plano e até o apelidando de: modalidades! Onde tem estado o futebol nos jogos olímpicos? Onde esteve? Na última participação miserável perdeu com o Iraque (…) 4-2, venceu Marrocos por 2-1 e foi goleado pela Costa Rica por 4-2 (!!!), ficando em último lugar no grupo! A imprensa regional também tem uma culpa inalienável ao dar o ênfase que dá a campeonatos sem a mais pequena notoriedade, “escondendo” todos os outros desportos que tanto têm feito pela juventude deste país. Aparentemente ninguém aprendeu a lição do euro 2004, com os estádios vazios depois do investimento megalómano e da taça América…Por andarmos há anos a brincar ao futebol deixámos fugir para Valência um dos mais mediáticos eventos desportivos do planeta, com a criação directa de 750 mil postos de trabalho… A continuação da atitude miserabilista da imprensa em privilégio do futebol, continuará a cavar um fosso cada vez mais intransponível entre o verdadeiro desporto, o desporto de formação e a turva indústria do futebol da qual tantos comem, prestam vassalagem e auto-promovem-se socialmente, contribuindo definitivamente para a intransponível decaláge do fosso olímpico!

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Artigos Relacionados

Apreensão de 710 quilos de pescada subdimensionada

A Unidade de Controlo Costeiro (UCC), através do Subdestacamento de Controlo Costeiro da Nazaré, no dia 10 de maio, apreendeu 710 quilos de pescada subdimensionada, na Nazaré. No âmbito de uma ação de fiscalização destinada ao controlo das regras de captura,...

pescada

Maçã de Alcobaça IGP não utiliza substâncias perigosas

A Associação de Produtores de Maça de Alcobaça - Indicação Geográfica Protegida veio a público esclarecer os consumidores sobre os produtos que utiliza na produção deste produto certificado, depois de uma notícia divulgada Pesticide Action Network. Um documento...

maca de alcobaca sustent