Q

Previsão do tempo

18° C
  • Thursday 26° C
  • Friday 31° C
  • Saturday 30° C
18° C
  • Thursday 32° C
  • Friday 38° C
  • Saturday 38° C
20° C
  • Thursday 33° C
  • Friday 38° C
  • Saturday 38° C

Extensão IndieLisboa apresenta o melhor cinema independente

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
Entre os dias 16 e 19 de Maio no Cine-Teatro de AlcobaçaNão existe festival de cinema mais independente do que este: o IndieLisboa chega ao Cine-Teatro de Alcobaça entre os dias 16 e 19 de Maio e traz incluído no programa da Extensão alguns dos melhores filmes apresentados na edição deste ano (o evento levou […]
Extensão IndieLisboa apresenta o melhor cinema independente

Entre os dias 16 e 19 de Maio no Cine-Teatro de AlcobaçaNão existe festival de cinema mais independente do que este: o IndieLisboa chega ao Cine-Teatro de Alcobaça entre os dias 16 e 19 de Maio e traz incluído no programa da Extensão alguns dos melhores filmes apresentados na edição deste ano (o evento levou mais uma vez cerca de 35 mil espectadores às salas da capital e reafirmou o sucesso que tem vindo a conquistar desde que foi fundado há cinco anos atrás). Há filmes para todos os gostos e idades, de todos os géneros (da ficção ao documentário) e com as mais diversas proveniências (do Reino Unido à China, passando pela Estónia, é uma autêntica viagem pelo mundo), com um tema forte a adequar-se ao contexto da cultura local: a música.

Começa logo com o filme de abertura: “Joy Division”, um documentário oriundo de terras de Sua Majestade realizado por Grant Gee e que evoca a memória da mítica banda de Manchester liderada pelo malogrado Ian Curtis (o vocalista suicidou-se a 18 de Maio de 1981, data que coincide curiosamente com o fim-de-semana da Extensão, em plena fase ascendente da carreira do grupo: daí ao mito foi um passo). Faz todo o sentido: o legado dos Joy Division é um dos fortes ecos da história da pop que continua a marcar inúmeras bandas da actualidade, entre elas os próprios alcobacenses The Gift (que nunca esconderam a admiração e a referência que estes constituíram para si) e Loto (que mais recentemente celebraram esse contrato de influência através da colaboração de Peter Hook, o baixista da formação original, no seu último álbum: “Beat Riot”). “Joy Division” podia bem ser um acontecimento só por isto, mas há mais: além do documentário incluir diversos depoimentos de figuras carismáticas ligadas ao percurso da banda (Anton Corbjin, Tony Wilson, Peter Saville, entre outros), revela ainda imagens raras e material de arquivo inédito (sempre um forte atractivo para todos os fãs e incondicionais), chegando a Alcobaça em autêntico regime de ante-estreia (a obra será mais tarde distribuída comercialmente e até lá só quem foi a Lisboa e for a Alcobaça terá o privilégio de o ver em primeira mão). Não só: em ambas as sessões do dia, às 14h 30 e 21h 30, haverá uma conversa com o público após as sessões que contarão respectivamente com a presença dos músicos Ricardo Coelho, vocalista dos Loto, e Nuno Gonçalves, compositor dos The Gift, convidados que explicarão melhor aquilo que um dia viram nos Joy Division.A “música” continua no dia seguinte, sábado, dia 17, pelas 21h 30, com “The Silence Before Bach”, filme do espanhol Pere Portabella que promete ser uma das propostas mais peculiares da Extensão IndieLisboa 2008 e uma viagem intrigante ao universo da obra do compositor germânico Johan Sebastian Bach, com imagens que mostram o percurso invulgar de um piano mecânico auto-propulsionado nos mais diversos contextos e cenários arquitectónicos. Mais uma vez, a adequação local é óbvia e assumida, já que neste dia decorre igualmente o concerto de inauguração do Festival Cistermúsica, cujo lema “A Era das Catedrais” encontra claras cumplicidades no plano cinematográfico e conta ainda com a presença de Alexandre Delgado, Director Artístico do Cistermúsica, para conversa com o público.Chega o domingo, dia 18, e chega a hora dos miúdos, pelas 16h, que encontrarão na secção IndieJúnior um mini-festival de curtas animadas bem adaptado à sua sede de divertimento e animação: são cerca de onze filmes vocacionados para os mais jovens apostada em contribuir para a formação estética e cultural das crianças (e nós acrescentamos: dos adultos também). Já à noite teremos a oportunidade de assistir a um dos vencedores principais da edição do IndieLisboa 2008: “Night Train” do chinês Diao Yinan, que levou para casa o Prémio do Júri da Competição de Longas-Metragens e nos esboça íntimo um retrato da sociedade contemporânea chinesa, revelando ao mesmo tempo a enorme vitalidade de uma cinematografia que revela aqui um novo e singular talento. Em complemento estará a curta-metragem premiada “With a Little Patience” do húngaro László Nemes e que recebeu o Prémio RTP2 Onda Curta.A finalizar, na segunda, dia 19, mais um filme “musical”: “Introspective” do espanhol Aram Arriaga que lança luz sobre o “movimento” da música independente que deu origem a um dos termos mais discutidos hoje em dia: o pós-rock. Para sabermos mais sobre essa época (o início dos anos 1990) e sobre as bandas que forjaram o género observaremos aqui, e em discurso directo, nomes como Jeff Tweddy, Jason Pierce, Ira Kaplan, Thurston Moore ou Lee Ranaldo (elementos dos norte-americanos Sonic Youth) e bandas como os Tortoise, Yo La Tengo e Low, entre muitas outras. É uma forma da música terminar aquilo que começou: ou como às imagens da Extensão IndieLisboa 2008 em Alcobaça não falta uma das melhores bandas sonoras dos últimos tempos.

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Artigos Relacionados

As vantagens de apostar num projeto de cozinha com ilha

Este tipo de cozinhas modernas com ilha, são cada vez mais comuns em Portugal por oferecerem uma estética interessante e serem muito mais práticas do que as cozinhas com uma disposição mais tradicional.

artigo