Q

Previsão do tempo

17° C
  • Wednesday 25° C
  • Thursday 28° C
  • Friday 30° C
18° C
  • Wednesday 29° C
  • Thursday 34° C
  • Friday 37° C
18° C
  • Wednesday 31° C
  • Thursday 34° C
  • Friday 37° C

Varicela – que pintinhas tão chatinhas!

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
A varicela é uma doença infecciosa, altamente contagiosa, causada por um vírus, o Vírus Varicela Zoster (VZV), pertencente à família Herpesvírus.É uma doença da infância, atingindo preferencialmente crianças entre os 2 e os 10 anos, podendo, contudo, surgir em pessoas susceptíveis (não imunes) de qualquer idade. Ocorre predominantemente no fim do Inverno ou início da […]

A varicela é uma doença infecciosa, altamente contagiosa, causada por um vírus, o Vírus Varicela Zoster (VZV), pertencente à família Herpesvírus.É uma doença da infância, atingindo preferencialmente crianças entre os 2 e os 10 anos, podendo, contudo, surgir em pessoas susceptíveis (não imunes) de qualquer idade. Ocorre predominantemente no fim do Inverno ou início da Primavera, sendo frequente o aparecimento de surtos.A transmissão pode fazer-se de duas formas: por contacto directo com as lesões cutâneas ou indirectamente, através do ar contaminado com secreções respiratórias (espirros, tosse, gotículas de saliva) de indivíduos infectados. O risco de transmissão começa cerca de dois dias antes do aparecimento das lesões cutâneas e só termina quando todas as lesões se encontram em fase de crosta. Assim, se o seu filho contrair varicela, só deverá permitir que volte ao infantário quando todas as lesões estiverem “secas”. O risco é mais elevado em situações de contacto íntimo ou de permanência em ambientes fechados (creches, salas de aula, salas de espera de consultórios, enfermarias…). Se ocorrer um contacto intrafamiliar a probabilidade de vir a desenvolver a doença é muito grande (cerca de 80% a 90% ), pelo que o aparecimento de um caso numa família implica, em geral, o contágio de todos os membros não imunes.

O período de incubação, isto é, o tempo entre o contacto com a pessoa infectada e o aparecimento da doença, pode ir de 10 a 21 dias.Embora em alguns indivíduos a doença possa manifestar-se de forma muito discreta, passando por vezes mesmo despercebida, não deixa de ser igualmente transmissível. Além disso, como o período de contágio começa antes do aparecimento das lesões, a transmissão pode ocorrer através de uma pessoa aparentemente saudável que só posteriormente desenvolveu a doença.Por vezes, os pais têm tendência a afastar os seus filhos do contacto com outras crianças com varicela. A verdade é que, tratando-se de crianças saudáveis, o melhor será mesmo permitir o contágio. Regra geral, é sempre preferível que tenham a doença ainda na infância. Assim ficarão protegidos, não correndo o risco de contrair a doença na adolescência ou idade adulta, altura em que as complicações são mais frequentes e, habitualmente, mais graves. Atenção, no entanto, se o seu filho apresentar o sistema imune comprometido ou defesas diminuídas (SIDA, neoplasia), se estiver a fazer tratamento prolongado com corticosteróides ou se tiver menos de 3 meses, neste casos deve evitar todo e qualquer contacto.SintomasA febre baixa é frequentemente o primeiro sintoma de varicela, podendo associar-se a dor de cabeça, dor de garganta, dor de barriga, cansaço e diminuição do apetite. Cerca de dois dias depois aparecem pequenas manchas vermelhas, normalmente na face, tronco e couro cabeludo, que podem espalhar-se para o resto do corpo. Provocam muita comichão e transformam-se rapidamente (em poucas horas) em “bolhinhas” cheias de líquido. Estas bolhas vão-se rompendo e secando, formando crostas em alguns dias (1-3 dias). À medida que se vão formando crostas, novas manchinhas aparecem, de modo que, numa mesma área de pele, podem encontrar-se manchas, bolhas e e crostas. Habitualmente só deixam de aparecer novas lesões ao fim de 5 dias.Também é frequente o aparecimento de lesões nas mucosas (boca, genitais…). Se isso acontecer, é natural que o seu filho tenha alguma dificuldade em comer, pelo que deverá oferecer-lhe alimentos mornos ou frios e moles, evitando os ácidos (laranja, kiwi) e os salgados.O número de lesões pode ser muito variável, sendo habitualmente maior em crianças com patologia dermatológica de base como, por exemplo, eczema.TratamentoRegra geral, o tratamento da varicela é sintomático, de modo a minimizar os sintomas e desconforto dela decorrentes.Um banho de água morna, com óleo emoliente, pode proporcionar algum alívio, mas tenha sempre o cuidado de secar sem esfregar. Não aplique pomadas nem talco. As lesões infectadas devem ser desinfectadas.Tenha também cuidado com a exposição solar. As áreas de pele atingidas são mais susceptíveis a queimaduras solares, além de que o sol pode realçar lesões residuais.E também essencial cortar as unhas. Não se esqueça que as lesões “agredidas” têm maior probabilidade de infectar e, consequentemente, deixar cicatrizes.Pode também associar-se um anti-histamínico para aliviar a comichão. Embora exista um fármaco específico, este não é capaz de eliminar o vírus, podendo apenas diminuir a duração e intensidade dos sintomas. A sua utilização rotineira em crianças saudáveis não está indicada, mas deverá ser prescrito a indivíduos com maior risco de complicações (crianças com menos de 1 ano, adolescentes, em casos de doença exuberante, doença crónica pulmonar ou dermatológica subjacente, tratamento prolongado com corticosteróides e imunodeprimidos) ou quando se trata de um segundo caso intrafamiliar ou numa instituição. Para ser eficaz deverá ser iniciado o mais rapidamente possível, idealmente nas primeiras 12-24 horas de doença.

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Artigos Relacionados

As vantagens de apostar num projeto de cozinha com ilha

Este tipo de cozinhas modernas com ilha, são cada vez mais comuns em Portugal por oferecerem uma estética interessante e serem muito mais práticas do que as cozinhas com uma disposição mais tradicional.

artigo

José Soares dá nome à Biblioteca Municipal

No dia em que o autor de várias obras dedicadas à sua terra completou 100 anos de vida, a Biblioteca Municipal prestou-lhe homenagem. O nome de José Soares passa, a partir de hoje, a estar ligado à Biblioteca Municipal. O Município prestou homenagem ao autor de...

jose soares