Q

Previsão do tempo

17° C
  • Wednesday 22° C
  • Thursday 28° C
  • Friday 30° C
17° C
  • Wednesday 25° C
  • Thursday 34° C
  • Friday 37° C
18° C
  • Wednesday 26° C
  • Thursday 34° C
  • Friday 37° C

Alcobacenses pedalaram para a vitória

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
Ciclismo: A equipa júnior do “Crédito Agricola/Alcobaça” sagrou-se vencedora da volta a Portugal em bicicleta neste escalão Também os atletas Guilherme Lourenço e André Nunes da equipa Crédito Agricola/Alcobaça CC, ocuparam os dois lugares vagos no pódio, liderado pelo atleta da Selecção Andaluza, Pablo Lechuga. Carlos Barroso A segunda edição da Volta a Portugal de […]
Alcobacenses pedalaram para a vitória

Ciclismo: A equipa júnior do “Crédito Agricola/Alcobaça” sagrou-se vencedora da volta a Portugal em bicicleta neste escalão Também os atletas Guilherme Lourenço e André Nunes da equipa Crédito Agricola/Alcobaça CC, ocuparam os dois lugares vagos no pódio, liderado pelo atleta da Selecção Andaluza, Pablo Lechuga. Carlos Barroso A segunda edição da Volta a Portugal de Juniores teve, na passada quinta-feira, início com a ligação Anadia-Alcobaça, numa distância total de 119,3 quilómetros. A corrida foi muito animada, com constantes tentativas de fuga e que acabou por ser decidida já a escassos quilómetros da chegada, quando João Rosa (Munditubo/Paio Pires) se escapou a um grupo de 25 unidades que liderava a corrida, terminando assim com 11 segundos de vantagem sobre os seus mais directos perseguidores.

Contudo o francês Florent Boyer (La Pomme Marseille) cortou a linha de meta, em Beja, destacado do pelotão, conseguindo ganhar a quarta etapa da Volta a Portugal de Juniores, a segunda vitória consecutiva da equipa francesa. Pablo Lechuga (Selecção Andaluza), que chegou integrado no pelotão, a 21 segundos do vencedor da etapa, manteve a camisola amarela, símbolo de liderança da prova, sagrando-se o grande vencedor da segunda edição da Volta a Portugal de Juniores. Numa etapa corrida a uma velocidade diabólica desde a saída, os corredores “voaram” para a meta sob os 35 graus centígrados que se fizeram sentir no Alentejo. De realçar que ao longo de toda a etapa, a equipa da camisola amarela, a Selecção Andaluza, soube gerir a vantagem de Pablo Lechuga para chegar a Beja com a liderança na geral individual, numa vitória dedicada “à minha mãe. O trabalho desenvolvido pela equipa contribuiu para poder defender a amarela. Esta foi a minha vitória mais importante numa volta e gostei muito de correr aqui em Portugal e quero felicitar a organização pela excelente prova”, revelou ao site infordesporto Sapo. Classificação da etapa: 1.º Florent Boyer (Junior Velo C. La Pomme Marseille), 88,8 Km em 2h 04m 20s, média de 42,853 Km/h; 2.º Pedro Paulinho (Manuquimica/Ferrindal/GD Lousa), a 15s; 3.º Rui Carvalho (GR Mato Cheirinhos/Caixissol), a 17s; 4.º Fábio Silvestre (ACD Milharado/ Intermarché/Mafra), a 21s; 5.º José Gonçalves (ACR Roriz-Pedal Clube/Givec), mt; 6.º Thibaut Delotte (Velo C. La Pomme Marseille), mt; 7.º Fábio Lopes (CC Barcelos/AFF Electrodomésticos), mt; 8.º Amaro Antunes (ACD Milharado/ Intermarché/Mafra), mt; 9.º Réni Pompanon (Velo C. La Pomme Marseille), mt; 10.º Chienne Fedrigo (Velo C. La Pomme Marseille), mt. Classificação geral: 1.º Pablo Lechuga (Selecção Andaluza), 10h 14m 56s; 2.º Guilherme Lourenço (Crédito Agricola/Alcobaça), a 39s; 3.º André Nunes (Crédito Agricola/Alcobaça CC), a 1m 19s; 4.º Nelson Oliveira (La/Trevomar/EC Fernando Carvalho), a 1m 30s; 5.º João Silvério (Crédito Agricola/Alcobaça CC), mt; 6.º João Rosa (Munditubo/CC Aldeia Paio Pires), a 1m 35s; 7.º Chienne Fedrigo (Velo C. La Pomme Marseille), a 2m 11s ; 8.º André Costa (ACD Milharado/Intermarché/Mafra), a 2m 18s; 9.º Juan Lobato (Selecção Andaluza), a 2m 23s; 10.º Luís Afonso (Silva & Vinha/ADRAP), a 2m 51s. Classificação geral por equipas: 1.ª Crédito Agricola/Alcobaça, 30h 48m 16s; 2.ª Selecção Andaluza, a 1m 55s; 3.ª Velo C. La Pomme Marseille, a 6m 59s; 4.ª Milharado/Intermarché/Mafra, a 8m 27s; 5.ª CC Barcelos/AFF Electrodomésticos, a 13m 35s.

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Artigos Relacionados

As vantagens de apostar num projeto de cozinha com ilha

Este tipo de cozinhas modernas com ilha, são cada vez mais comuns em Portugal por oferecerem uma estética interessante e serem muito mais práticas do que as cozinhas com uma disposição mais tradicional.

artigo