Q

Previsão do tempo

17° C
  • Thursday 27° C
  • Friday 31° C
  • Saturday 29° C
18° C
  • Thursday 33° C
  • Friday 37° C
  • Saturday 37° C
16° C
  • Thursday 33° C
  • Friday 37° C
  • Saturday 37° C

Beneditenses continuam numa de xeque-mates

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
O prof. José Cavadas em acção numa partida de xadrez Mariana Silva ficou no quarto lugar no campeonato nacional Xadrez: Mariana Silva da Academia Xadrez Benedita ficou no quarto lugar do campeonato nacional José Cavadas, um dos obreiros do bom xadrez que se pratica na região falou ao nosso jornal, sobre a evolução da modalidade […]

O prof. José Cavadas em acção numa partida de xadrez

Mariana Silva ficou no quarto lugar no campeonato nacional

Xadrez: Mariana Silva da Academia Xadrez Benedita ficou no quarto lugar do campeonato nacional José Cavadas, um dos obreiros do bom xadrez que se pratica na região falou ao nosso jornal, sobre a evolução da modalidade no concelho da Benedita mais concretamente na Academia de Xadrez, Cavadas afirmou”Sim, tem havido muita evolução claro está, uns mais que outros. Daí alguns resultados interessantes. Está a surgir a pouco e pouco uma renovação de jogadores jovens com alguma qualidade. A Academia Xadrez da Benedita está a crescer em qualidade dos jovens que têm aparecido. Para se encontrar um xadrezista com alguma qualidade é necessário muito trabalho de base.” Quanto aos títulos conquistados e como se formam campeões, o professor José Cavadas disse” Sim temos formado campeões, isso deve-sesobretudo a um trabalho de base que está a ser feito no Desporto Escolar, através do Externato Cooperativo da Benedita e da Escola Frei António Brandão ou seja do seu Agrupamento, ou seja através da ADEXO (Associação Desportiva Escolar de Xadrez do Oeste). Logo o mérito não é só nosso, mas também do Externato Cooperativo da Benedita e do Agrupamento”. Em conclusão o xadrezista beneditense falou das idades dos atletas e dos clubes que representam a terra do calçado”As idades vão desde os 7 anos aos 18 anos. Neste momento existem 3 clubes federados na freguesia da Benedita: Academia Xadrez da Benedita (onde esta época já obtivemos 5 títulos distritais ou seja 4 campeões distritais jovens e uma Campeã Distrital Feminina, sendo o clube que tem mais títulos no distrito até ao momento na presente época), Centro Social Paroquial da Benedita e o Núcleo Xadrez do Externato Cooperativo da Benedita. As nossas maiores carências são ao nível essencialmente de ordem financeira e de transporte”. Deu Xeque-Mate José Cavadas.

Mariana Silva em 4º lugar. As instalações do Beja Parque Hotel foram palco, do Campeonato Nacional Feminino de Xadrez 2006/07, a organização deste evento esteve a cargo da Federação Portuguesa da modalidade, contando ainda com a colaboração da Associação Xadrez de Beja, e os apoios de Instituto de Desporto de Portugal, Governo Civil de Beja, da Região Turismo Planície Dourada, além de outras instituições. A Arbitragem esteve a cargo de: Carlos Dias (Leiria); José Cavadas (Benedita); António Mamede Diogo (Peniche) e Barbosa (Beja). O ritmo foi de 90 minutos por jogadora mais 30 segundos de acréscimo por lance. Sistema suíço de 7 sessões (jogos). Participaram nesta prova um total de 19 atletas que representaram os seus respectivos clubes e Associações Distritais. A grande vencedora deste campeonato nacional foi Margarida Coimbra (Palma e Arredores – Lisboa), Catarina Leite (segunda classificada) e Ana Baptista (terceira) fecharam os lugares do pódio – ambas xadrezistas do Ginásio Clube de Odivelas. Em quarto lugar quedou-se a jogadora da Academia Xadrez da Benedita, Mariana Silva. A jovem xadrezista jogou sempre nas primeiras mesas onde defrontou todas as jogadoras da selecção Olímpica Portuguesa (Margarida Coimbra; Catarina Leite perdendo com estas; e empatando contra Ariana Pintor e Ana Baptista), ganhando inclusive à Campeã Nacional Feminina Sub 16 – Catarina Costa, sua rival desde sempre. JJP

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Artigos Relacionados

As vantagens de apostar num projeto de cozinha com ilha

Este tipo de cozinhas modernas com ilha, são cada vez mais comuns em Portugal por oferecerem uma estética interessante e serem muito mais práticas do que as cozinhas com uma disposição mais tradicional.

artigo

Maçã de Alcobaça IGP não utiliza substâncias perigosas

A Associação de Produtores de Maça de Alcobaça - Indicação Geográfica Protegida veio a público esclarecer os consumidores sobre os produtos que utiliza na produção deste produto certificado, depois de uma notícia divulgada Pesticide Action Network. Um documento...

maca de alcobaca sustent