Q

Previsão do tempo

17° C
  • Wednesday 25° C
  • Thursday 28° C
  • Friday 30° C
18° C
  • Wednesday 29° C
  • Thursday 34° C
  • Friday 37° C
18° C
  • Wednesday 31° C
  • Thursday 34° C
  • Friday 37° C

Desempregados e jovens estão a vigiar a floresta

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
Assinatura de protocolo entre o Governo Civil e o Grupo LENA Para ajudar a prevenir os incêndios no Verão Desempregados e jovens estão a patrulhar as manchas florestais do distrito de Leiria com o objectivo de contribuírem para a prevenção da chaga dos fogos florestais Cerca de uma centena de desempregados do distrito de Leiria […]
Desempregados e jovens estão a vigiar a floresta

Assinatura de protocolo entre o Governo Civil e o Grupo LENA

Para ajudar a prevenir os incêndios no Verão

Desempregados e jovens estão a patrulhar as manchas florestais do distrito de Leiria com o objectivo de contribuírem para a prevenção da chaga dos fogos florestais

Cerca de uma centena de desempregados do distrito de Leiria que estejam desempregados ou a receber o Rendimento Social de Inserção (RSI) vão participar em acções de limpeza e vigilância da floresta durante os meses de Julho, Agosto, Setembro e Outubro. Nas últimas semanas, o Governo Civil do Distrito de Leiria encaminhou para os centros de emprego do distrito, mais de uma dezena de candidaturas, no âmbito dos programas ocupacionais orientados para a defesa da floresta contra incêndios, implementados pelas secretarias de Estado da Administração Interna e do Emprego e Formação Profissional. Paralelamente às candidaturas, nos meses de Verão vai ocorrer o reforço do dispositivo de prevenção e vigilância da floresta em articulação com as câmaras municipais e juntas de freguesia do distrito. As medidas foram anunciadas pelo governador civil do distrito de Leiria, José Miguel Medeiros, à margem da assinatura de um protocolo com o Grupo “Lena”, para a cedência de máquinas de rastos no combate aos incêndios florestais. O protocolo de cooperação entre as duas entidades, pelo segundo ano consecutivo, que termina no próximo mês de Outubro, resulta da eficácia do trabalho no ano passado. Em 2006, as máquinas de rastos actuaram nos incêndios de Porto de Mós, Figueiró dos Vinhos (distrito de Leiria) e na Sertã (Castelo Branco), num total de 250 horas. No que respeita aos fogos florestais, desde o início do ano, e até 30 de Junho, registaram-se no distrito de Leiria, 138 fogos florestais que consumiram 24 hectares de mato. A maioria dos incêndios (64) registaram-se na Fase “Bravo” – que decorreu entre o dia 15 de Maio e o passado dia 30 de Junho -, que consumiram 11 hectares de mato e floresta.“Estes dados revelam que 2007, em comparação com os cinco anos anteriores, é aquele que apresenta um menor número de incêndios e a área ardida mais reduzida, no período homólogo. Importa não esquecer que tivemos uma primavera bastante húmida”, afirmou José Miguel Medeiros. Para além da parceria estabelecida com o grupo “Lena”, José Miguel Medeiros destacou no âmbito das medidas implementadas para a prevenção dos incêndios, a dinamização de acções de formação e de sensibilização, as reuniões do Centro de Coordenação Operacional Distrital e a aquisição dos equipamentos de protecção individual aos soldados da paz. 380 jovens vigiam floresta no distrito Mais de 380 jovens, dos 18 aos 30 anos, vão vigiar as florestas do distrito de Leiria, no âmbito do “Programa Voluntariado Jovem Para as Florestas” dinamizado pelo Instituto Português da Juventude (IPJ), numa iniciativa que está no terreno desde o passado 15 de Junho e que se prolongará até 15 de Setembro. Os projectos distribuem-se pelos concelhos de Alvaiázere, Castanheira de Pêra, Caldas da Rainha, Leiria, Marinha Grande, Óbidos, Pombal e Porto de Mós. Este programa tem como principal objectivo incentivar os jovens a participar na preservação da natureza particularmente a da floresta tendo como finalidade a redução de incêndios e actuando na sua prevenção e sensibilização à população, efectuando também uma vigilância fixa e/ou móvel, tal como recolha de lixos que sejam propícios à flagelação de incêndios. O IPJ garante a todos os participantes dos projectos uma bolsa de participação diária no valor de 12 euros, fazendo um único turno de 5h 30m, e seguro de acidentes pessoais. As inscrições ainda estão abertas, bastando para tal os jovens interessados preencherem o formulário de inscrição disponível em www.juventude.gov.pt e entregá-lo na delegação regional de Leiria do IPJ.

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Artigos Relacionados

Maçã de Alcobaça IGP não utiliza substâncias perigosas

A Associação de Produtores de Maça de Alcobaça - Indicação Geográfica Protegida veio a público esclarecer os consumidores sobre os produtos que utiliza na produção deste produto certificado, depois de uma notícia divulgada Pesticide Action Network. Um documento...

maca de alcobaca sustent