Q

Previsão do tempo

18° C
  • Thursday 26° C
  • Friday 31° C
  • Saturday 30° C
18° C
  • Thursday 32° C
  • Friday 38° C
  • Saturday 38° C
19° C
  • Thursday 33° C
  • Friday 38° C
  • Saturday 38° C

A Política devia ser mais séria!

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
EDITORIAL António Salvador Há uma crise de valores no Poder Local. Uns querem manter o poder, outros querem assaltar o poder e outros querem mostrar que nunca estiveram no poder, mas querem voltar… A classe política tem perdido alguma da credibilidade que possuía, pela acção irreflectida e irresponsável de certas pessoas que não demonstram estar […]

EDITORIAL António Salvador Há uma crise de valores no Poder Local. Uns querem manter o poder, outros querem assaltar o poder e outros querem mostrar que nunca estiveram no poder, mas querem voltar… A classe política tem perdido alguma da credibilidade que possuía, pela acção irreflectida e irresponsável de certas pessoas que não demonstram estar realmente interessadas no bem estar das populações e no desenvolvimento económico e social dos Concelhos que deviam administrar com zelo, rigor e seriedade.

Afinal, o que se passa? Da Capital ao pequeno Município, apesar da cobertura da Comunicação Social (o Povo diz “política a mais também cansa”), há cada vez mais abstenção e desinteresse das pessoas pelos políticos, talvez porque o discurso da maior parte deles é populista e oportunista, é pontual e para a circunstância das eleições, sem ter um programa e uma estrutura realmente séria e credível. Até quando vão as pessoas suportar e tolerar que existam pessoas que não estão empenhadas em administrar o Interesse Público, mas sim em lutar por questões menores, baseando a sua posição em lutas pessoais ou partidárias? Será que estes políticos não vêm que a população não quer isso, mas sim que formem uma equipa, plural e democrática, para discutirem as melhores soluções e para as porem em prática com empenho, na defesa de um só Interesse Colectivo!? Depois, aí está a abstenção, isto é, a falta de vontade das pessoas em participarem (em Lisboa só uma pequena parte será devido às férias). Afinal, onde queremos ir? Porque tem de ser tudo tão difícil? O Futuro da população depende da acção dos Políticos. Será que o Povo vai continuar a admitir que alguns tenham um comportamento irresponsável e que percam tempo com lutas pessoais e partidárias, em vez de defenderem o interesse dos Cidadãos, tirando proveito das suas capacidades pessoais e energia para ajudar o seu Concelho? Muitos têm capacidades e vontade de ajudar na resolução dos problemas e contribuir para o desenvolvimento da sua Terra. Porque não o fazem? Será que a população tem de continuar a virar as costas aos políticos e afastar-se porque vê que “ninguém se entende” e que vamos continuar a ver uns “caranguejos a tentar subir o balde, com outros a puxá-los para baixo”, em vez de empurrarem todos para cima? A maior parte dos problemas sociais e financeiros dos Cidadãos podem resolver-se com união e criação de riqueza e desenvolvimento económico de empresários e empresas, que trazem mais e melhores condições de trabalho para a População. Conhecem outro caminho? E se trabalhássemos todos com esse objectivo?

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Artigos Relacionados

As vantagens de apostar num projeto de cozinha com ilha

Este tipo de cozinhas modernas com ilha, são cada vez mais comuns em Portugal por oferecerem uma estética interessante e serem muito mais práticas do que as cozinhas com uma disposição mais tradicional.

artigo

Maçã de Alcobaça IGP não utiliza substâncias perigosas

A Associação de Produtores de Maça de Alcobaça - Indicação Geográfica Protegida veio a público esclarecer os consumidores sobre os produtos que utiliza na produção deste produto certificado, depois de uma notícia divulgada Pesticide Action Network. Um documento...

maca de alcobaca sustent