Q

Previsão do tempo

17° C
  • Wednesday 25° C
  • Thursday 28° C
  • Friday 30° C
18° C
  • Wednesday 29° C
  • Thursday 34° C
  • Friday 37° C
18° C
  • Wednesday 31° C
  • Thursday 34° C
  • Friday 37° C

“Luz do Sameiro” com ordem de desmantelamento

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
“Luz do Sameiro” vai aguardar mais algum tempo pelo desmantelamento. O que resta do tristemente célebre “Luz do Sameiro” deverá permanecer no areal da praia da Légua até final da época balnear António Paulo A Capitania do Porto da Nazaré ordenou o desmantelamento da embarcação “Luz do Sameiro”, que permanece na Praia da Légua, concelho […]
“Luz do Sameiro” com ordem de desmantelamento

“Luz do Sameiro” vai aguardar mais algum tempo pelo desmantelamento.

O que resta do tristemente célebre “Luz do Sameiro” deverá permanecer no areal da praia da Légua até final da época balnear

António Paulo

A Capitania do Porto da Nazaré ordenou o desmantelamento da embarcação “Luz do Sameiro”, que permanece na Praia da Légua, concelho de Alcobaça, mas admite que sejam as autoridades a fazê-lo, caso a ordem não venha a ser cumprida pelos proprietários da embarcação. Contudo, José Miguel Neto, comandante da Capitania da Nazaré, não acredita que a remoção do barco venha a decorrer durante a presente época balnear, pelo que acordou com a Câmara Municipal de Alcobaça a colocação de uma paliçada que impossibilite o acesso à embarcação, uma vez que no seu interior ainda há objectos perigosos. A ordem de desmantelamento já foi endereçada aos proprietários da embarcação através da Capitania de Vila do Conde, onde está registada a embarcação, aguardando-se agora uma resposta por parte do armador, que defende que a responsabilidade da remoção deveria recair sobre a seguradora, uma vez que os pagamentos das apólices estavam em dia quando ocorreu o naufrágio.

A embarcação está encalhada no areal na praia da Légua, no concelho de Alcobaça, há mais de seis meses, desde o naufrágio ocorrido no dia 29 de Dezembro último, e que vitimou seis dos sete tripulantes, dois dos quais continuam desaparecidos. Além dos estragos provocados pelo naufrágio e pelos dias que se manteve na zona de rebentação, o barco foi também parcialmente destruído por um incêndio de origem desconhecida.

A seguradora reconheceu a perda total da embarcação, mas recusa-se a pagar mais do que 300 mil euros, um valor contestado pelo armador de Caxinas, que afirma que o “Luz do Sameiro” estava avaliado em 428 mil euros. É também à seguradora que o armador atribui a responsabilidade de rebocar a embarcação para o porto de abrigo da Nazaré. Enquanto o processo se arrasta, a embarcação mantém-se em plena zona concessionada da Praia da Légua, galardoada com a “Bandeira Azul”, símbolo que não foi hasteado por iniciativa da autarquia devido à falta de apoios para os concessionários e também pela permanência no areal do que resta da embarcação.

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Artigos Relacionados

As vantagens de apostar num projeto de cozinha com ilha

Este tipo de cozinhas modernas com ilha, são cada vez mais comuns em Portugal por oferecerem uma estética interessante e serem muito mais práticas do que as cozinhas com uma disposição mais tradicional.

artigo

Quercus atribui Qualidade de Ouro a duas praias do concelho da Nazaré

A associação divulgou a lista das 440 praias com “Qualidade de Ouro”, um valor nunca antes alcançado na história deste galardão que avalia a qualidade das águas balneares nacionais, estando as duas praias costeiras do concelho da Nazaré integradas no ranking de...

245416536 4319795401408206 1376882044721136776 n