Q

Previsão do tempo

11° C
  • Tuesday 12° C
  • Wednesday 13° C
  • Thursday 13° C
11° C
  • Tuesday 13° C
  • Wednesday 14° C
  • Thursday 14° C
12° C
  • Tuesday 13° C
  • Wednesday 14° C
  • Thursday 13° C

Câmara das Caldas procura terrenos

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
Daniel Bessa defende um novo hospital para a região do Oeste Projecto do Hospital Oeste Norte ganha “pernas para andar” Estudo encomendado pelo Governo dá parecer favorável à construção de um novo hospital a norte da região Oeste O estudo de Daniel Bessa sobre o redimensionamento hospitalar da Estremadura-Oeste aponta como um dos caminhos a […]
Câmara das Caldas procura terrenos

Daniel Bessa defende um novo hospital para a região do Oeste

Projecto do Hospital Oeste Norte ganha “pernas para andar” Estudo encomendado pelo Governo dá parecer favorável à construção de um novo hospital a norte da região Oeste O estudo de Daniel Bessa sobre o redimensionamento hospitalar da Estremadura-Oeste aponta como um dos caminhos a tomar na construção de um novo hospital a norte da região, de acordo com declarações prestadas ao semanário “Gazeta das Caldas” pelo vereador socialista à Câmara Municipal das Caldas da Rainha (CMCR) e deputado à Assembleia da República, António Galamba. A autarquia também parece acreditar nesta possibilidade e já está a estudar diversas alternativas onde um futuro hospital poderá ser construído, de forma a garantir a sua localização no concelho.

A ideia de se construir um novo hospital que substitua as unidades de Alcobaça, Nazaré, Caldas da Rainha e Peniche tem vindo a ser defendida “solitariamente” por José Marques Serralheiro desde 2001, administrador hospitalar e deputado municipal em Alcobaça, mas até agora a proposta nunca tinha sido levada realmente a sério. António Galamba revelou que no estudo realizado pelo economista, encomendado pelo Ministério da Saúde, o Hospital Oeste Norte surge como uma alternativa à segunda fase de ampliação do Centro Hospitalar das Caldas da Rainha. O documento já terá sido entregue ao ministro Correia de Campos, mas este ainda não foi divulgado. José Marques Serralheiro não tem deixado cair a ideia e no passado dia 24 de Junho, organizou o segundo passeio de bicicleta entre a Benedita e Peniche, com paragem nas Caldas da Rainha, com o objectivo de promover o projecto. Entretanto, o PS das Caldas está preocupado com o primeiro terreno proposto pela Câmara das Caldas para a construção de um novo hospital a construir na zona norte do Oeste, de acordo com o que prevê o estudo de Daniel Bessa sobre a reorganização do sistema de saúde desta região. Há cerca de um mês, os vereadores socialistas questionaram a maioria PSD na CMCR sobre as informações e sugestões prestadas a Daniel Bessa no âmbito do estudo sobre o redimensionamento hospitalar da Estremadura-Oeste. A dúvida residia na proposta de terreno apresentada para a eventual construção de um novo hospital em substituição do Hospital Distrital de Caldas da Rainha, do Hospital de Alcobaça e do Hospital de Peniche. “A dúvida fundou-se no facto de o Presidente da Câmara Municipal ter disponibilizado um terreno na Quinta dos Texugos, com dois artigos, portanto separados, enquanto o município de Alcobaça apresentou um terreno uno, em Alfeizerão”, referiu António Galamba à “Gazeta das Caldas”. Os vereadores do PS consideram que esse factor pode ser considerado uma desvantagem competitiva em relação ao terreno apresentado por Alcobaça. “Decorrido mais de um mês sobre a primeira intervenção em reunião de Câmara sobre a questão dos terrenos para a eventual construção do novo hospital do Oeste Norte, a maioria PSD continua sem corrigir o erro praticado, que pode ser fatal para as pretensões caldenses”, comentou António Galamba, apesar da vereadora Maria da Conceição ter explicado, na última Assembleia Municipal, que havia outras hipóteses em estudo. Na reunião de Câmara de 25 de Junho também foi explicado que actualmente há cinco alternativas em estudo. O vereador António Galamba refere ainda que os cenários evolutivos traçados pelo estudo omitem o impacto demográfico dos investimentos turísticos previstos para a região Oeste, em especial, os do território designado de Oeste Norte, que inclui Alcobaça, Nazaré, Bombarral, Peniche, Óbidos, Caldas da Rainha, Rio Maior. No total estão previstas 14 991 camas a serem criadas em seis empreendimentos em Óbidos e Calda da Rainha.

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Artigos Relacionados