Q

Previsão do tempo

18° C
  • Monday 22° C
  • Tuesday 23° C
  • Wednesday 23° C
18° C
  • Monday 26° C
  • Tuesday 27° C
  • Wednesday 27° C
18° C
  • Monday 28° C
  • Tuesday 28° C
  • Wednesday 29° C

Eu pescador me confesso

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
Armado Lopes Colunista Santos e pecadoresSem que ninguém lho tivesse encomendado, o cardeal Renato Marino, responsável pelo departamento de justiça e paz do Vaticano, veio fazer publicamente um apelo. Dirigindo-se a todos os católicos, este cardeal apelou a que suspendessem todo e qualquer financiamento à Amnistia Internacional porque, segundo a sua versão, esta organização adoptou […]

Armado Lopes Colunista

Santos e pecadoresSem que ninguém lho tivesse encomendado, o cardeal Renato Marino, responsável pelo departamento de justiça e paz do Vaticano, veio fazer publicamente um apelo. Dirigindo-se a todos os católicos, este cardeal apelou a que suspendessem todo e qualquer financiamento à Amnistia Internacional porque, segundo a sua versão, esta organização adoptou uma política de favorecimento do aborto. Tomei conhecimento deste apelo do cardeal Marino e fiquei pasmado. De espanto, de indignação e de vergonha.

A Amnistia Internacional é uma organização, sem filiação política ou religiosa, que denuncia as situações de violação dos Direitos Humanos e defende todas as pessoas perseguidas e torturadas por “delitos de opinião”. O desempenho da sua actividade, em regime de voluntariado, já lhe valeu o Prémio Nobel da Paz em 1977 e o dos Direitos Humanos das Nações Unidas em 1978. É, ainda, consultora da O.N.U. e tem delegações espalhadas por mais de 150 países.

Pelo contrário, o Vaticano, é um Estado parasita que não produz absolutamente nada. Vive, faustosamente, à custa de quotizações substanciais cobradas às comunidades católicas de todo o mundo. Sustenta uma numerosa elite eclesiástica, permitindo-lhe uma vida de luxo e ostentação. É um dos Estados mais ricos e poderosos do mundo que, no entanto, utiliza essa riqueza em proveito próprio e não para resolver os problemas de fome, doença e miséria que abundam por toda a parte.

Tivesse o cardeal Marino a preocupação de se deslocar ao Darfur, onde as mulheres são violadas e, depois, apedrejadas pela sua própria comunidade. Tivesse o cardeal Marino a preocupação de se deslocar a qualquer campo de refugiados e visse os milhares de crianças sub nutridas que, numa agonia lenta, aguardam a libertação da morte. Tivesse o cardeal Marino a preocupação de suspender os financiamentos dos países católicos ao armamento e à promoção da guerra. Tivesse o cardeal Marino a preocupação de não acoitar, no Estado do Vaticano, toda uma matilha de criminosos e marginais, perseguidos pela justiça e com mandatos de captura. E, decerto, não o incomodaria o facto da Amnistia Internacional tentar alertar para o direito das mulheres, vítimas de violação e incesto, recorrerem ao aborto como forma de salvaguardar a sua integridade, física e moral.

Acontece que, o cardeal Marino, no conforto do seu gabinete, não tem tempo nem disposição para se preocupar com estas situações dramáticas. Também, seria uma maçada emporcalhar a seda, damasco e caxemira das suas vestes cardinalícias, com o pó e a transpiração desses hipotéticos “bordéis”. Não, o cardeal Marino está habituado ao ouro, incenso e mirra do Vaticano. O cardeal Marino está investido do superior desígnio de ser um caixeiro-viajante divino, a quem está destinado vender o céu aos bocadinhos. E, quanto a barrigas grandes e inchadas, só conhece a sua, adquirida ao fim de anos sucessivos de boa vida e comezainas. Como é que ele há-de saber das outras barrigas avantajadas, provocadas pelas violações e pela subnutrição?…

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Artigos Relacionados

As vantagens de apostar num projeto de cozinha com ilha

Este tipo de cozinhas modernas com ilha, são cada vez mais comuns em Portugal por oferecerem uma estética interessante e serem muito mais práticas do que as cozinhas com uma disposição mais tradicional.

artigo

IPSS’s de Alcobaça e Nazaré recebem 17 viaturas

A cerimónia de assinatura do protocolo, no âmbito da candidatura “Mobilidade Verde - Carros Elétricos para Instituições Particulares de Solidariedade Social com Serviço de Apoio Domiciliário a Idosos”, teve lugar no passado dia 29 de maio, no Cineteatro de Porto de...

anexo sem nome 00056