Q

Previsão do tempo

13° C
  • Tuesday 16° C
  • Wednesday 17° C
  • Thursday 17° C
13° C
  • Tuesday 17° C
  • Wednesday 18° C
  • Thursday 19° C
12° C
  • Tuesday 17° C
  • Wednesday 19° C
  • Thursday 21° C

Uma década ao serviço do jazz

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
Festival de Jazz de Valado dos Frades arranca amanhã Tem início amanhã mais uma edição dum festival que já tem tradições na região e que obrigatoriamente faz parte da agenda dos melómanos apreciadores deste género musical António Paulo Um maior número de concertos e a abertura à “internacionalização”, com a participação de músicos estrangeiros, são […]

Festival de Jazz de Valado dos Frades arranca amanhã Tem início amanhã mais uma edição dum festival que já tem tradições na região e que obrigatoriamente faz parte da agenda dos melómanos apreciadores deste género musical António Paulo Um maior número de concertos e a abertura à “internacionalização”, com a participação de músicos estrangeiros, são algumas das principais novidades do Festival de Jazz de Valado dos Frades, que este ano celebra o seu 10º aniversário e que amanhã tem o seu início. De amanhã e até 21 de Abril, terão lugar no Clube Recreativo Valadense (CRV) oito sessões do melhor jazz que se faz dentro e fora de portas, numa “programação muito diversificada”, como caracteriza Adelino Mota, o director artístico do “Jazz ao Valado”. E há de tudo para todos os gostos, desde o mainstream ao neo free jazz, passando por uma sessão dedicada ao público mais jovem e à formação.

Contudo, um dos momentos altos do festival, será, certamente, o reencontro de David Binney com Mário Franco e o seu Quinteto, com “This Life”. O saxofonista norte-americano, que subirá ao palco do CRV no dia 20, é actualmente uma figura de referência do jazz independente e considerado um dos mais originais músicos do género a nível mundial. “This Life” é a mais recente proposta do contrabaixista Mário Franco, acompanhado por André Fernandes (guitarra), João Paulo (piano e rhodes), João Lencastre (bateria) e, naturalmente, Binney no saxofone-alto. Outra das surpresas da edição 2007 do Festival de Jazz de Valado dos Frades é a apresentação, em estreia absoluta, na sexta-feira (dia 13), de novas obras de Carlos Azevedo e de membros do seu quarteto, assim como temas de compositores belgas. Para este concerto, Carlos Azevedo convidou o saxofonista belga Frank Vaganée, lead alto da Brussels Jazz Orchestra. A nova corrente do jazz contemporâneo, o neofree, estará representada com o Lisbon Improvisation Players, liderado pelo saxofonista Rodrigo Amaro, que agora se faz acompanhar por Dennis González, como músico convidado, no trompete. Neste programa recheado de nomes de primeira linha, destaque ainda para o concerto de abertura do Festival, com o contrabaixista galego Paco Charlin e o seu projecto “The Ultimate Jazz Earth-tet”, actualmente um dos mais importantes elos de ligação entre o jazz nacional e o jazz do país vizinho. Um festival impulsionador do jazz O Festival de Jazz de Valado dos Frades ficará ainda marcado pela presença dos “Trupe Vocal”, um dos grupos de jazz portugueses de maior longevidade e único no género, no nosso país. Fátima Serro e Keko, membros fundadores, fazem-se agora acompanhar pela voz emergente de Maria João Mendes (em substituição de Susana Baldaque). As suas vozes-instrumento incidem sobretudo num repertório mainstream, recriando os grandes compositores de jazz americanos e os sons do blues, bossa nova e latinos. Por Valado dos Frades passarão também os jovens e já consagrados talentos da região, nomeadamente através da apresentação, em ante-estreia, do álbum “Kick ‘n’ Blow”, dos “Desbundixie”, projecto musical nascido na zona de Leiria que recupera os sons “dixieland” do jazz de New Orleans para os nossos dias; e com o concerto de encerramento, a cargo dos “Audible Architecture”. Formação que integra o pianista da Big Band do Município da Nazaré, Aurélien Vieira Lino, Luís Guerreiro (trompete e flughel), Hugo Trindade (guitarras), Eddy Cabral (baixo) e Marco Jung (percussão). Projecto iniciado em 2005, os “Audible Architecture” começam agora a emergir no circuito de jazz nacional, devido ao seu estilo pioneiro e à forma como os seus músicos se apresentam em palco. O seu repertório, com influências de funk, jazz-fusão e rock progressivo, é inteiramente composto por temas originais que servirão de base à apresentação e lançamento do seu primeiro disco, “Soul Talk”. Ainda destaque para um concerto dirigido ao público mais jovem, de entrada livre, no domingo (dia 15) com duas “combos” de jazz saídas das escolas de música da Nazaré. Com uma década de existência e realizado fora dos grandes centros urbanos, o Festival de Jazz de Valado dos Frades conta, no seu historial, com a presença de muitos dos principais nomes do panorama jazzístico nacional. Em jeito de balanço, Adelino Mota considera que este evento “foi o grande impulsionador do jazz na região litoral centro” e que, ao longo desta década, desempenhou “um papel muito importante em termos de motivação e de criação musical”.

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Artigos Relacionados

Prémios Vinhos de Portugal 2024 realizado em Alcobaça

Ministro da Agricultura marcou presença no evento que decorreu em hotel de luxo da cidade O Montebelo Mosteiro de Alcobaça Historic Hotel foi, no passado dia 3 de maio, o local escolhido para a realização da cerimónia de entrega dos prémios aos vencedores da 11º...

concurso de vinhos portugueses

Ampliaqua instala-se com inovação e investigação no Porto da Nazaré

A maior unidade de aquaponia do país que combina aquacultura e hidroponia livre de produtos químicos A AmpliAqua®️, uma empresa inovadora no campo da aquacultura, que combina aquacultura e hidroponia de forma sustentável, anunciou, em abril, a sua instalação no...

Ampliaqua