Q

Previsão do tempo

13° C
  • Tuesday 19° C
  • Wednesday 19° C
  • Thursday 20° C
14° C
  • Tuesday 22° C
  • Wednesday 24° C
  • Thursday 24° C
13° C
  • Tuesday 23° C
  • Wednesday 25° C
  • Thursday 25° C

“Promover as artes dentro de uma obra de arte”

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
Olga Pratts, José Aurélio e Alexandre Delgado visivelmente satisfeitos com o novo espaço cultural Alcobaça tem novo espaço cultural Dança, música e teatro de marionetas marcaram a inauguração do Armazém das Artes, deixando prever tudo o que de bom se vai passar dentro do espaço que em tempos foi uma serralharia e um armazém de […]
Promover as artes dentro de uma obra de arte

Olga Pratts, José Aurélio e Alexandre Delgado visivelmente satisfeitos com o novo espaço cultural

Alcobaça tem novo espaço cultural

Dança, música e teatro de marionetas marcaram a inauguração do Armazém das Artes, deixando prever tudo o que de bom se vai passar dentro do espaço que em tempos foi uma serralharia e um armazém de vinhos

Joana Fialho

Localizado no centro de Alcobaça, o Armazém das Artes (AA) Fundação Cultural abriu as portas ao público no passado sábado, dia 24, totalmente vazio, porque o espaço é por si só “uma obra de arte” e porque se pretende que o público possa acompanhar a montagem de cada exposição.

Para o escultor José Aurélio, o dinamizador da fundação, a abertura de um espaço como o AA é um “marco importantíssimo no desenvolvimento saudável da cultura em Alcobaça” ao mesmo tempo que formula o desejo de que a cultura passe a ser mais solidária e menos solitária”, como forma de combater o “ostracismo” que, na sua opinião, tem vitimado as artes. A inauguração do AA contou com a presença de Mário Soares, do Secretário de Estado da Cultura, Mário Vieira de Carvalho, do governador civil de Leiria, José Miguel Medeiros, representantes das forças de autoridade, bem como diversas figuras do panorama artístico nacional e internacional e autarcas da região. De notar a ausência total da maioria PSD da Câmara Municipal de Alcobaça, nomeadamente da vereadora da Cultura. A tarde contou com performances da Orquestra de Saxofones da Academia de Música de Alcobaça, da CêDêCê – Companhia de Dança Contemporânea, da S.A. Marionetas – Teatro & Bonecos e de Olga Pratts, que juntamente com o musicólogo Alexandre Delgado, falou de música e autores. Para a pianista, que se confessou deliciada com o AA, “é fantástico poder promover as artes dentro de um espaço que é uma obra de arte”. “O realizar de um sonho” Doze anos depois de ter sido idealizado, este espaço privado nasce pelo sonho e pelas mãos do escultor José Aurélio que, investindo o seu próprio capital e procurando apoios junto de entidades privadas, bem como de cerca de 60 pessoas amigas que compõe o Concelho de Administração, recuperou um antigo edifício que ao longo dos anos teve múltiplas ocupações e utilizações, de forma a criar um espaço “onde se respeitam memórias e promovem afectos”. O fundador, que falou aos jornalistas uma semana antes da inauguração do AA, afirmou-se consciente de que “a ambição que têm para a fundação é, neste momento, desmedida”, devido à falta de apoios públicos e à incerteza quanto à forma de financiamento e manutenção do AA, manifestando a sua vontade de que este seja “um espaço onde serão criados homens cultos, de cabeça erguida e capazes de dizer “não”, onde os alcobacenses vão poder tomar as suas próprias iniciativas”, acreditando que “provocando-os, podemos tirá-los da apatia em que vivem”. Uma opinião partilhada por José Charters Monteiro, o arquitecto que colaborou na remodelação do edifício, que considerou ainda esta iniciativa “desconcertante no país em que vivemos. É um projecto que nasce da generosidade de um homem, mas que pode contribuir em muito para o enriquecimento do país”. Para o director do Mosteiro de Alcobaça, Rui Rasquilho, definiu como “um importantíssimo espaço privado que as pessoas privadas, generosamente, colocaram ao serviço da cultura alcobacense”. Com seis salas de exposição e um auditório, o AA pretende ser não só um centro cultural, mas também um espaço onde se vão debater questões de civismo e cidadania. Para o próximo dia 12 de Maio está agendado um concerto do Opus Ensemble, que marca a inauguração da exposição permanente das peças de escultura que José Aurélio doou à fundação.

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Artigos Relacionados

Prémios Vinhos de Portugal 2024 realizado em Alcobaça

Ministro da Agricultura marcou presença no evento que decorreu em hotel de luxo da cidade O Montebelo Mosteiro de Alcobaça Historic Hotel foi, no passado dia 3 de maio, o local escolhido para a realização da cerimónia de entrega dos prémios aos vencedores da 11º...

concurso de vinhos portugueses

Banda Ya Voltagem anuncia Lançamento de Novo Single “Faz de Conta”

A banda de pop eletrónico Ya Voltagem anunciou a primeira e mais recente criação com o lançamento do novo single “Faz de Conta” para meados de maio. Faz de Conta gira em torno de uma história que retrata a incapacidade de amar por parte de duas pessoas “por não...

banda