Q

Previsão do tempo

14° C
  • Tuesday 16° C
  • Wednesday 17° C
  • Thursday 17° C
14° C
  • Tuesday 17° C
  • Wednesday 18° C
  • Thursday 20° C
14° C
  • Tuesday 17° C
  • Wednesday 18° C
  • Thursday 20° C

Dignidade na rua da Liberdade

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
Câmara e famílias assinaram contratos de arrendamentoCâmara de Alcobaça celebrou 24 contratos de arrendamento para habitação socialO momento foi de festa por uma “vitória social” mas também de apelos ao “convívio de todos com todos”António Paulo “Este é um dia de festa, e muito importante, porque as condições em que estavam a habitar não vos […]

Câmara e famílias assinaram contratos de arrendamentoCâmara de Alcobaça celebrou 24 contratos de arrendamento para habitação socialO momento foi de festa por uma “vitória social” mas também de apelos ao “convívio de todos com todos”António Paulo “Este é um dia de festa, e muito importante, porque as condições em que estavam a habitar não vos dignificavam, nem dignificavam a cidade”. As palavras de congratulação foram proferidas por Gonçalves Sapinho, presidente da Câmara Municipal de Alcobaça, e dirigidas aos 24 agregados familiares de etnia cigana, que no passado dia 9, assinaram os contratos de arrendamento, de habitações sociais a estrear e construídas na cidade, na rua da Liberdade.

“Conseguimos chegar a este ponto, que do ponto de vista social e colectivo é uma vitória”, salientou Sapinho, sublinhando, contudo, que “este não é final de um processo, mas o meio de um percurso”. “A Câmara está a tratar-vos com dignidade, mas toda a gente espera que vocês também façam um esforço de convivência de todos com todos”, apelou o autarca, referindo-se a um desejável processo de integração daquela comunidade, que durante mais de duas décadas habitou o degradado bairro de barracas da Gafa. “Mesmo quando haja razões para haver conflitualidades, façam um esforço para esquecer”, pediu Gonçalves Sapinho.Os apelos e alertas de Gonçalves Sapinho, foram, aparentemente, bem recebidos pela comunidade cigana, que não conseguia esconder alguma ansiedade, perante o dar de mais um passo que lhe vai permitir usufruir de habitações condignas no Bairro da Bela Vista, mediante o pagamento de uma renda apoiada. Um passo preparado nas últimas semanas através da realização de acções de formação, ministradas por uma equipa de técnicos da autarquia e Segurança Social, autarcas e conhecedores das vivências da comunidade, para aprendizagem de alguns procedimentos e regras, que mais não são do que aquelas que um qualquer arrendatário se compromete cumprir, quando celebra um contrato de arrendamento. Manter a habitação em bom estado de conservação, pagar pontualmente a renda, não praticar hospedagem ou subalugar, e não fazer obras sem o consentimento escrito do arrendatário, são algumas das normas constantes do contrato de arrendamento dos 24 fogos tipo T2 e T3, nos quais a autarquia investiu 1,091 milhões de euros, com o apoio do Instituto Nacional da Habitação.Apesar dos contratos já estarem assinados, as chaves das habitações serão apenas entregues dentro de alguns dias e após a celebração de contratos e instalação dos contadores de consumo de água, energia eléctrica e de gás, a serem requisitados pela autarquia contrariamente ao que chegou a estar previsto, de que seriam os inquilinos a ter de fazê-lo. Até lá, ainda haverá tempo para proceder a acertos entre ambas as partes, como por exemplo, na descrição de garagens e arrecadações constantes de algumas plantas entregues aos inquilinos, que, alegadamente, não corresponderão às respectivas casas.Logo que os 24 agregados familiares estejam instalados nas suas novas residências, de acordo com Gonçalves Sapinho, o bairro de barracas da Gafa será de imediato de demolido e o terreno vedado e devolvido ao seu legítimo proprietário – a Fundação Maria e Oliveira. Esta instituição de solidariedade social projecta utilizar aquele espaço na realização de uma permuta por um outro terreno, situado na Quinta da Preta, no Casal Pereiro, e no qual pretende construir as novas instalações de lar da terceira idade.

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Artigos Relacionados

Prémios Vinhos de Portugal 2024 realizado em Alcobaça

Ministro da Agricultura marcou presença no evento que decorreu em hotel de luxo da cidade O Montebelo Mosteiro de Alcobaça Historic Hotel foi, no passado dia 3 de maio, o local escolhido para a realização da cerimónia de entrega dos prémios aos vencedores da 11º...

concurso de vinhos portugueses

EDFR participa na 3.ª edição do Programa RedEscolas AntiCorrupção

O Externato Dom Fuas Roupinho concluiu a última fase do concurso, percurso #3 – Agir para Alterar, da 3.ª edição do Programa RedEscolas AntiCorrupção – Escolas que nos inspiram uma cultura de integridade, uma iniciativa da Associação All4Integrity na luta contra a...