Q

Previsão do tempo

14° C
  • Tuesday 19° C
  • Wednesday 19° C
  • Thursday 20° C
14° C
  • Tuesday 22° C
  • Wednesday 24° C
  • Thursday 24° C
14° C
  • Tuesday 23° C
  • Wednesday 25° C
  • Thursday 25° C

Casos do PS da Nazaré chegam a Lisboa

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
Diferendo eleitoral entre Isabel Vigia e Ricardo Caneco subiu aos órgãos nacionais do PSComissão Distrital de Jurisdição indeferiu impugnação de Isabel Vigia Secretariado e Comissão de Jurisdição distritais deram nega aos protestos de Isabel Vigia sobre alegadas irregularidades cometidas na secção de Famalicão para as eleições da Concelhia António PauloIsabel Vigia candidata derrotada nas urnas […]

Diferendo eleitoral entre Isabel Vigia e Ricardo Caneco subiu aos órgãos nacionais do PSComissão Distrital de Jurisdição indeferiu impugnação de Isabel Vigia Secretariado e Comissão de Jurisdição distritais deram nega aos protestos de Isabel Vigia sobre alegadas irregularidades cometidas na secção de Famalicão para as eleições da Concelhia António PauloIsabel Vigia candidata derrotada nas urnas para a Comissão Política Concelhia da Nazaré do PS, viu a Comissão Distrital de Jurisdição negar provimento à sua impugnação das eleições para a presidência daquele órgão – realizadas a 18 de Março -, baseada no alegado cometimento de irregularidades durante o acto eleitoral, na secção rosa de Famalicão. Face a este desfecho, que se seguiu a um outro de idêntico sentido, proferido pelo Secretariado da Federação Distrital de Leiria (FDL), tal como já havia anunciado, Vigia apresentou junto da Comissão Nacional de Jurisdição (CNJ) a impugnação dos resultados eleitorais, que, recorde-se, lhe foram desfavoráveis na disputa mantida com Ricardo Caneco, que no conjunto das votações nas secções de Nazaré e Famalicão, contabilizou uma vantagem total de quatro votos.

Isabel Vigia referiu ao REGIÃO aguardar “com muita serenidade e tranquilidade” a decisão da CNJ, adiantando ter pedido “celeridade” na apreciação da sua reclamação. “Só depois de tomada uma decisão pela CNJ, convocarei a tomada de posse da Comissão Política”, sublinhou Vigia, considerando que “ainda sou a sua presidente deste órgão, tendo em conta os efeitos suspensivos que recaem sobre a proclamação dos resultados das eleições, directamente decorrentes da sua impugnação”. Uma tese contrariada por Ricardo Caneco, que já se considera “em plenas funções” como presidente da CPC da Nazaré, depois da tomada de posse realizada ao ar livre no passado dia 9, junto à sede da secção da Nazaré (ver REGIÃO nº 66), dada a irredutibilidade manifestada por Isabel Vigia na cedência das chaves das instalações, com o argumento de que “os resultados eleitorais estão suspensos face à sua impugnação, e por isso não pode haver lugar a instalação do órgão e tomada de posse dos seus membros”.Passado o ciclo eleitoral para os órgãos concelhios e distritais, o PS da Nazaré vai voltar muito em breve às urnas, aquando da realização das eleições para o Departamento Federativo de Leiria das Mulheres Socialistas, que, obrigatoriamente, terão de ocorrer até 22 de Junho próximo, e que incluem a eleição de uma presidente e de um conselho consultivo.

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Artigos Relacionados

Ampliaqua instala-se com inovação e investigação no Porto da Nazaré

A maior unidade de aquaponia do país que combina aquacultura e hidroponia livre de produtos químicos A AmpliAqua®️, uma empresa inovadora no campo da aquacultura, que combina aquacultura e hidroponia de forma sustentável, anunciou, em abril, a sua instalação no...

Ampliaqua